jump to navigation

@stock_car : #16ValvulasEntrevista Luis Ferrari sobre 2015 e @porschegt3cup , bem como alguns pilotos do #Brasil 28 de Agosto de 2015

Posted by GonçaloSousaCabral in 16 Válvulas no terreno, Entrevistas 16Válvulas, Fórmula E, FIA, Formula 1, Formula 3 Euroseries, FormulaE, GP2 Series, GP3 Series, Karting, Podcast do 16Válvulas, Porsche GT3 Cup Challenge Brasil.
Tags: , , , , , ,
add a comment
Luis Ferrari à dta com Pedro Piquet @ foto escolha pessoal

Luis Ferrari à dta com Pedro Piquet @ foto escolha pessoal

 

 

Oportunidade para uma viagem até ao Desporto Motorizado “Made in Brasil”.

Para isso vamos ouvir Luis Ferrari , responsável dos Media que acompanham 2 dos campeonatos mais importantes do Brasil: Porsche GT Cup e Stock Car.

Assim nos próximos minutos vão poder ouvir um balanço deste ano das 2 competições  numa altura em que a Stock Car está na pista de Cascavel .

Oportunidade ainda para falarmos de outros pilotos que são assessorados por Luis Ferrari:

Pedro Piquet: F3 Brasil e Porsche GT3 Cup

Nelsinho Piquet: Formula E, Global Rallycross Championship

Atila Abreu: vice-campeão da Stock Car Brasil

Marco Cozzi: duas vezes vice-campeão do Campeonato Brasileiro de Turismo Porsche GT3 Cup Challenge Brasil

No final fica um balanço do Desporto Motorizado brasileiro e dos nomes a fixar para o futuro do Brasil na Fórmula1.

Em suma: mais uma importante entrevista que não devem perder por nada!

Cliquem AQUI para ouvirem e subscreverem o Podcast do 16Válvulas

#Formula1 : #16ValvulasEntrevista Scott Mansell sobre a sua carreira e #DriversCoaching *entrevista em Inglês 26 de Agosto de 2015

Posted by GonçaloSousaCabral in 16 Válvulas no terreno, 24 Horas de Le Mans, Entrevistas 16Válvulas, European Le Mans Series, Fórmula E, FIA, Formula 1, Podcast do 16Válvulas.
Tags: , , , , ,
add a comment

English version HERE

 

Scott Mansell @ foto escolha pessoal

Scott Mansell @ foto escolha pessoal

Oportunidade para mais uma entrevista internacional aqui no 16Válvulas.

Fazemo-lo hoje com o inglês Scott Mansell , um piloto talentoso que começou a sua carreira no Karting , mas progrediu até ter conduzido F1’s.

Ocasião para falarmos sobre a F1 atual , nomeadamente as questões de segurança , numa altura em que se lamenta a perda de mais uma vida , neste caso do britânico Justin Wilson , e as alterações que a F1 deve fazer para manter afastados os acidentes mortais .

Oportunidade ainda para percebermos as atuais funções de Scott que passam por ser um dos mais aclamados treinador de pilotos , bem como para falarmos da sua página na Internet , Driver61.com que tem conselhos de condução em várias pistas do mundo.

No final falámos sobre Portugal e os pilotos portugueses , bem como a possibilidade de regresso ao nosso país para conduzir numas das suas pistas favoritas: o AIA.

Em suma: mais uma grande entrevista que não devem perder por nada!

Cliquem AQUI para ouvirem e subscreverem o Podcast do 16Válvulas

#FormulaFord : #16ValvulasEntrevista Diogo Sousa sobre a sua carreira e #futuro 26 de Agosto de 2015

Posted by GonçaloSousaCabral in 16 Válvulas no terreno, Campeonato de Portugal de Clássicos, Campeonato de Portugal de GT, Campeonato de Portugal de Sport Protótipos, Entrevistas 16Válvulas, FPAK, Podcast do 16Válvulas, Racing Weekend, Single Seater Series.
Tags: , , ,
add a comment
Diogo Sousa @foto escolha pessoal

Diogo Sousa @foto escolha pessoal

Oportunidade para apresentarmos mais um jovem talento da velocidade nacional.

Desta vez apontamos para a Fórmula Ford nacional , onde compete o nosso entrevistado de hoje , Diogo Sousa.

Assim nos próximos minutos vão poder ouvir o jovem natural do Porto falar sobre as suas origens no que ao Desporto Motorizado diz respeito , com as primeira voltas a serem dadas nos Karts , evoluindo depois para Troféus como o Desafio FEUP.

Oportunidade para uma apreciação sobre a atual temporada , onde tem contabilizados 2 quartos lugares na prova de Braga e ficámos a saber que já aponta para as prova de início de Setembro no AIA.

No final percebemos que os objetivos para o futuro passam por um de dois mundos : ou as pistas ou fora delas , já que gostava de ser engenheiro automóvel.

Em suma: mais uma entrevista que merece ser ouvida e que não devem perder por nada!

Cliquem AQUI para ouvirem e subscreverem o Podcast do 16Válvulas

#Peugeot #2008 #DKR regressa à competição no #Rali Rota da Seda na #China 25 de Agosto de 2015

Posted by Miguel Mousinho in Press Release.
add a comment

Pela primeira vez desde o Dakar, o PEUGEOT 2008 DKR estará de novo em competição, no fim deste mês. Num percurso inspirado pela mítica Rota da Seda, dois carros participarão, de 29 de Agosto a 11 de Setembro, no Rali Rota da Seda, por algumas das estradas mais épicas da China.

É numa odisseia de cortar a respiração que o Team Peugeot Total se embrenhará no território que actualmente representa o primeiro mercado da Marca. Esta participação no Grande Rali da China, vulgarmente conhecido como Rali Rota da Seda, constitui a pedra de toque da participação da equipa para o Dakar 2016. As duas viaturas serão tripuladas por equipas totalmente francesas, compostas por Stéphane Peterhansel/Jean-Paul Cottret e Cyril Després/David Castera, que enfrentarão o desafio de um percurso tão mítico quanto selectivo.

Para isso, o PEUGEOT 2008 DKR apresenta já evoluções técnicas decisivas. Alinhará na China numa configuração técnica conhecida internamente sob o nome «2008 DKR 2015 +». Integrando os ensinamentos retirados em Janeiro do primeiro Dakar disputado pela PEUGEOT depois de 25 anos, a viatura tem debaixo da carroçaria importantes evoluções, nomeadamente ao nível das suspensões e do motor. Dispõe também de novos pneus Michelin, que permitem reduzir o peso, aumentando ainda a performance para um nível idêntico de robustez.

Esta viatura é uma versão intermédia que prefigura aquela que irá participar no Dakar, em Janeiro próximo. Exibe ainda numerosos componentes já testados durante uma série de ensaios em Marrocos, no início do ano. Mas uma equipa tão experiente como o Team Peugeot Total sabe bem que nada conseguirá substituir a intensidade de uma competição para colocar à prova estas evoluções. A inscrição de duas viaturas no China Silk Road Rally marca assim uma etapa crucial no desenvolvimento técnico do PEUGEOT 2008 DKR. Este continuará entretanto de uma forma intensiva pois, enquanto Stéphane Peterhansel e Cyril Després estão a correr na China, Carlos Sainz estará a «dar o litro» a alguns milhares de quilómetros dos seus colegas, na preparação do carro de 2016.

«O Silk Road Rally apresenta-se como uma mini repetição do Dakar», estima Stéphane Peterhansel, onze vezes vencedor da prova de TT mais mítica do Mundo e que irá descobrir agora o China Silk Road Rally. «Esta prova é muito importante para nós, pois será o teste mais longo que iremos fazer. Nós podemos replicar o tipo de planeamento e de condições que iremos reencontrar na América do Sul. Algumas pistas até são bastante parecidas».

Para Cyril Després, que reorientou a sua carreira no ano passado aos 40 anos, este périplo chinês não será somente uma ocasião de aperfeiçoar a sua aprendizagem nas quatro rodas após uma cintilante carreira nas motos, pontuada por cinco vitórias no Dakar. Será também a oportunidade para se habituar ao seu novo co-piloto: David Castera. Por seu lado, este terá que se familiarizar com o seu novo papel.

«Tenho ainda muito a aprender em matéria de pilotagem de um carro no Dakar e o David terá ainda mais a aprender», sublinha Cyril Després, «mas penso que é excelente podermos aprender juntos, para nos entrosarmos melhor. Isto será importante para podermos crescer enquanto equipa. Tenho toda a confiança nas suas aptidões».

David Castera está longe de ser um desconhecido no universo do Rallye Raid: participou em diversos Dakar em moto, tendo como melhor resultado um 3º lugar em 1998. «Nunca pude imaginar que viria a ser co-piloto do Cyril! Na realidade, quando me sugeriram isso pela primeira vez, pensei que estavam a brincar comigo. O meu espírito de competição nunca disparou verdadeiramente» explica o antigo motard. «Vivia-o apenas de uma forma diferente. Agora que se apresenta este novo desafio, estou impaciente para o começar!!»

O China Silk Road Rally arrancará em Xi’an, a cerca de 1.000 quilómetros a Sudoeste de Pequim. Esta antiga capital da China (sob o nome de Chang’an) é mundialmente conhecida pelo seu exército de 6.000 guerreiros em terracota enterrados. O percurso desenhado por Hubert Auriol, antigo vencedor e patrão do Dakar, levará as equipas até à sombra da Grande Muralha da China, assim como para os áridos desertos caracterizados por impressionantes dunas de areia. Nas pistas de Marco Polo, o rali enfrentará também as estradas de montanha, assim como as estradas florestais mais densas, para um total de 6500 quilómetros, repartidos por 13 etapas e atravessando cinco províncias: Shaanxi, Ningxia, a Mongólia interior, Gansu e Xinjiang.

Para o Team Peugeot Total e a Red Bull, este será um teste-chave, como explica Bruno Famin, o director da PEUGEOT SPORT: «O nosso primeiro objectivo é continuar o desenvolvimento do carro com as nossas equipas de pilotos e experimentar novos elementos num contexto de competição. Além disso, a China é um mercado extremamente importante para nós. Para lá da preparação, não deixaremos passar a ocasião de brilhar se ela se apresentar neste terreno, que se anuncia como um magnífico palco para competição».

#RallyCross: #Peugeot #208 WRX fazem “dobradinha” na #Noruega 25 de Agosto de 2015

Posted by Miguel Mousinho in Press Release, Rallycross.
add a comment

A oitava etapa do Campeonato do Mundo FIA de Rallycross ficará nos registos do Team Peugeot Hansen, que garantiu na Noruega a primeira “dobradinha” da sua História. Graças ao triunfo de Timmy Hansen, à frente de Davy Jeanney, a equipa franco-sueca assumiu a liderança do Campeonato de Equipas, precisamente antes da etapa francesa de Lohéac.

Davy Jeanney

Davy Jeanney

A espantosa forma demonstrada pelos PEUGEOT 208 WRX desde o início da época foi confirmada na Noruega, a terra do Campeão do Mundo em título, Petter Solberg. Nem um pouco intimidados pelo nome da pista (Hell, ou seja Inferno), os pontas de lança do Team Peugeot Hansen mostraram-se uma vez mais dominadores ao longo de todo o fim-de-semana.

Autor de performances não recompensadas na Suécia e no Canadá, finalmente Timmy Hansen pode concretizar o seu potencial. Animado pelo excelente comportamento do seu 208, voou baixinho nas mangas de qualificação, apesar de uma valente resistência de Petter Solberg, que queria brilhar frente ao seu público. O piloto do PEUGEOT 208 WRX nº21 assumiu assim logicamente a frente da tabela classificativa no cômputo das quatro mangas.

Vitorioso na Alemanha e no Canadá, Davy Jeanney esteve extremamente performante ao longo de todo o fim-de-semana, completando brilhantemente e de uma forma muito inteligente um resultado de equipa perfeito.

Os dois pilotos da PEUGEOT encontraram-se, com efeito, na primeira linha para a partida da primeira meia-final, que foi ganha por Timmy, à frente de Davy. Os pilotos dos PEUGEOT 208 WRX repetiram com brio o resultado na Final, assinando assim a primeira “dobradinha” da História da equipa no Campeonato do Mundo FIA de Rallycross.

Esta performance permitiu ao Team Peugeot Hansen assumir a liderança do Campeonato de Equipas, com 29 pontos de vantagem sobre a equipa Ford Olsberg OMSE. Na classificação dos Pilotos, Timmy Hansen subiu ao 2º lugar e Davy Jeanney ao 4º. Trata-se do cenário ideal para enfrentar, dentro de duas semanas (5 e 6 de Setembro) a etapa francesa. Este resultado de grupo foi completado pela excelente prestação de Kevin Hansen, o piloto do Peugeot Red Bull Hansen Junior Team. Segundo na corrida dos RX Lites, aumentou ainda mais o seu avanço no Campeonato.

Kenneth Hansen, Director de Equipa

«Este é um resultado absolutamente fantástico! Estou muito orgulhoso por ser o director de uma equipa tão boa! Toda a gente trabalha de forma excelente em grupo. Em particular, os nossos dois pilotos. Penso que merecemos verdadeiramente este resultado. Foi um dos meus melhores fins-de-semana. Ao mesmo tempo, assinámos a primeira dobradinha de uma equipa no Campeonato do Mundo de Rallycross. Uma coisa com que todos os directores de equipa sonham, mas que é realmente difícil de atingir. Além disso, agora estamos na frente do Campeonato de Equipas. Reflexo do nosso nível de rendimento ao longo das últimas corridas, este era claramente o nosso objectivo. É fantástico chegar a Lohéac nesta posição.»

Timmy Hansen, PEUGEOT 208 WRX nº21, 1º classificado

«Esta vitória é uma satisfação imensa, tanto para mim, como para a equipa, que foi melhorando constantemente o carro, prova após prova. Isto faz com que há já quatro corridas que estamos na frente. Pilotar este PEUGEOT 208 WRX é uma verdadeira felicidade, tão competitivo ele é! Sinto-me impaciente por me sentar ao seu volante na próxima prova, em Lohéac, um circuito que adoro, diante do público da PEUGEOT. Correr aí, com um carro francês, anuncia-se como um momento de enorme intensidade.»

Davy Jeanney, PEUGEOT 208 WRX nº17, 2º classificado

«Tive um pouco de sorte em sair indemne do choque com Nitiss, durante a Joker Lap, no início da meia-final e sinto-me contente por ter conseguido recuperar de seguida. Toda a equipa está a trabalhar em força para ficarmos ainda melhores. Tivemos uma boa cumplicidade com o Timmy, nos momentos-chave do fim-de-semana. Este é um prazer ainda maior do que a performance pura! Espero que isso continue no futuro.»

Classificação 8ª prova (Noruega – Hell) – 22 & 23 de Agosto de 2015

  1. Timmy Hansen (Team Peugeot Hansen, PEUGEOT 208 WRX)
  2. Davy Jeanney (Team Peugeot Hansen, PEUGEOT 208 WRX)
  3. Robin Larsson (Robin Larsson, Audi A1)
  4. Alx Danielsson (ALL-INKL.COM Münnich Motorsport, Audi S3)
  5. Per-Gunnar Andersson (Marklund Motorsport, Volkswagen Polo)
  6. Timur Timerzyanov (OMSE, Ford Fiesta)
  7. Petter Solberg (SDRX, Citroën DS 3)
  8. Anton Marklund (EKSRX, Audi S1)
  9. Reinis Nitiss (OlsbergMSE AB, Ford Fiesta ST)
  10. Johan Kristofferson (Volkswagen Team Sweden, Volkswagen Polo)

Campeonato FIA World Rallycross 2015, após 8 provas

Pilotos

  1. Petter Solberg (SDRX, Citroën DS3), 193 pts
  2. Timmy Hansen (Team Peugeot Hansen, PEUGEOT 208 WRX), 152 pts
  3. Andreas Bakkerud (OlsbergMSE AB, Ford Fiesta ST), 140 pts
  4. Davy Jeanney (Team Peugeot Hansen, PEUGEOT 208 WRX), 139 pts
  5. Johan Kristofferson (Volkswagen Team Sweden, Volkswagen Polo), 135 pts
  6. Reinis Nitiss (OlsbergMSE AB, Ford Fiesta ST), 122 pts
  7. Mattias Ekström (EKS, Audi S1), 118 pts
  8. Toomas Heikkinen (Marklund Motorsport, Volkswagen Polo), 95 pts

Equipas

  1. Team Peugeot Hansen, 291 pts
  2. Ford Olsberg MSE, 262 pts
  3. SDRX, 218 pts

#TT : #16ValvulasEntrevista Germano Nunes sobre livros e #EnduroExtreme 25 de Agosto de 2015

Posted by GonçaloSousaCabral in 16 Válvulas no terreno, Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno, Campeonato do Mundo de Todo-o-Terreno, CPTT, Dakar, Entrevistas 16Válvulas, FPAK, Podcast do 16Válvulas, Taça do Mundo de Todo o Terreno.
Tags: , , ,
add a comment

Germano Nunes

Numa altura em que ainda restam uns dias de pausa até ao bulício começar em força , o 16Válvulas apresenta hoje uma sugestão de leitura.

Fazemo-lo utilizando a entrevista com o escritor Germano Nunes que apresenta um seu livro já com uns anos e que é biográfica de um dos grande nomes do TT nacional: Paulo Marques “o Marquês”.

Assim nos próximos minutos vão poder ficar a conhecer a maneira como foi feito o livro “uma vida de roda no ar” , e como o mesmo pode ser inspirador.

No final ficámos a conhecer o lado de organizador de provas de Enduro  de Germano e no caso concreta da prova noturna que vai decorrer no próximo fim de semana no Norte do país.

Em suma: mais uma interessante entrevista , com o outro lado do Desporto Motorizado e que estou certo não vão querer perder por nada!

Cliquem AQUI para ouvirem e subscreverem o Podcast do 16Válvulas

 

#UMM : Encontro dia 5 de Setembro de 2015 25 de Agosto de 2015

Posted by GonçaloSousaCabral in 16 Válvulas no terreno.
Tags: , ,
add a comment

UMM

É já no próximo dia 5 de setembro que os amantes dos consagrados e míticos UMM se vão reunir num almoço, aproveitando a oportunidade para mostrar um modelo que, sem sombra de dúvidas, faz parte da história do TT em Portugal. Quem não se lembra das inúmeras aventuras, das renhidas competições, ou simplesmente de um passeio fora de estrada sentado num modelo que teve o orgulho de ser português. O Clube UMM resolveu homenagear todos os que estiveram ligados às diversas edições do Troféu UMM, que com tantas emoções contribuiu para esta vertente do desporto automóvel. Hoje, muito relembram com saudade aqueles tempos, que foram também uma importante escola de pilotagem e navegação para muitos. Alguns deram seguimento às suas carreiras desportivas, outros ficaram com a eterna paixão de ter estado ao volante de um UMM.

Mas muito mais importante que assinalar as edições do Troféu, é tentar recuperar a saudar o espírito UMM. Por essa razão os organizadores convidam todos os proprietários deste saudoso TT a estarem presentes numa concentração e num almoço que terá por certo muitas coisa para planear e recordar. A região escolhida será Torre Vedras, mais concretamente o Turcifal, onde todos se poderão concentrar a partir das 10h00 do próximo sábado, dia 5 de setembro no Hotel Dolce Campo Real. As inscrições, que por certo serão imensas, podem ser feitas para clubeumm@gmail.com ou para um dos seguintes contactos: 917 841 071/916 196 404/969 779 811

@Moto3 : #brnogp by Aires Pereira in portuguese 24 de Agosto de 2015

Posted by GonçaloSousaCabral in 16 Válvulas no terreno.
Tags: , , ,
add a comment
Pódio com Antonelli

Pódio com Antonelli

 

Dois grandes acidentes a condicionar a corrida que foi interrompida e que reatou com menos 7 voltas. Nicolló Antonelli obteve a sua primeira vitória em Moto3 enquanto Miguel perdia pontos para os seus principais rivais, Fenati e Bastianini. Danny Kent não se envolveu na escaramuça pelo primeiro lugar e mantém a liderança do campeonato com uma boa diferença para Bastianini na segunda posição.

Os treinos em Brno não tiveram um protagonista. Foram vários os pilotos que se iam impondo nas várias sessões de treino com especial relevo para as máquinas e pilotos da Leopard Racing Vazquez e Kent. Antonelli também deu boa conta de si e logrou mesmo fazer o melhor tempo da sessão de qualificação, ficando com a pole position. O líder do campeonato ficaria a meio da primeira linha e Navarro fechava os três melhores tempos. Miguel iria quedar-se por um singelo 12º lugar.
A corrida teve duas partidas. Na primeira partida Vazquez e Miguel saltaram dos seus lugares para 3º e 4º lugar respectivamente prevendo-se uma excelente corrida para ambos os pilotos. Mas um acidente na primeira curva e outro, mais grave na terceira curva levaram à interrupção da prova e encurtamento da mesma de 17 para 12 voltas. Substancial! Na segunda partida Vazquez voltou a conseguir impor-se ao restante pelotão mas Miguel já não conseguiu instalar-se na frente como da primeira partida. Contudo o grupo de 11 pilotos, como já vem a ser normal em Moto3 teve muitas mudanças de comando e quase todos os pilotos lograram comandar a corrida por algumas voltas e entre eles Miguel Oliveira. Quem parecia imparável era Brad Binder, companheiro de equipa de Miguel que juntamente com Antonelli disputava assiduamente a liderança da prova. Fenati que também estava inserido neste grupo acabou por ser a novidade desta prova, também ele reclamando para si parte da liderança da prova. Com o fim da corrida à vista foi Antonelli que acabou por conseguir liderar o grupo à passagem pela bandeira de xadrez. Bastianini seguia logo atrás e Binder agarrava o seu primeiro pódio. Depois de muita luta Miguel acabou relegado para a 8ª posição, acabando por perder pontos para todos os seus rivais directos.

1º Danny Kent – Honda (199 pts), 2º Enea Bastianini – Honda (154 pts), 3º Romano Fenati – KTM (122 pts), 4º Miguel Oliveira – KTM (111 pts)

@Moto2 : #brnogp by Aires Pereira in portuguese 24 de Agosto de 2015

Posted by GonçaloSousaCabral in 16 Válvulas no terreno.
Tags: , ,
add a comment
“Mortal” de Zarco

“Mortal” de Zarco

Zarco imperial! O piloto francês lidera o campeonato e venceu a corrida sem apelo nem agravo. Não foi fácil nem difícil, foi… à Zarco! A partir do momento em que Zarco se coloca na frente a corrida está decidida. Rabat e Rins ficaram com os dois lugares seguintes numa corrida em que a pouca luta aconteceu nos primeiros momentos da prova.

Mais uma vez os melhores tempos foram repartidos por diversos pilotos não havendo predominância de nenhum em particular. A única coisa que terá destoado do normal foi Luthi que andou sempre lá em cima com muita vontade de fazer um excelente fim-de-semana. Mas foi Zarco que mais uma vez obteve a pole position impondo a sua Kalex. Com registo mais negativo sobressai Sam Lowes com qualificado num modesto 13º lugar.
A corrida sem história teve o seu auge logo no início da prova com Rabat e Luthi a saírem à frente tendo o suíço conseguido mesmo dominar as primeiras curvas. Mas rapidamente Rabat tomou a dianteira da corrida com Zarco logo atrás. Zarco acaba por tomar conta da corrida com uma manobra de mestre passando ambos, Luthi e Rabat na mesma curva. Momento alto da corrida a partir do qual foi perdendo interesse à medida que as voltas se sucediam. Com pequenas lutas por posições atrasadas dá-se destaque à recuperação de Lowes até à 5ª posição e, ao contrário o afundar na classificação de Luthi que acabaria no 7º posto. Alguns ameaços de Rabat a Zarco que dominou sempre a corrida sem grande esforço., não resultaram em nada tendo o francês visto a bandeira de xadrez sem surpresas. Rins ainda se colou a Rabat na última volta, mas a diferença era grande e acabou por não conseguir esboçar sequer a ultrapassagem, ficando com o lugar do pódio mais baixo.

1º Johan Zarco – Kalex (224 pts), 2º Tito Rabat – Kalex (145 pts), 3º Alex Rins – Kalex (144 pts)

@MotoGP : #brnogp by Aires Pereira in portuguese 24 de Agosto de 2015

Posted by GonçaloSousaCabral in 16 Válvulas no terreno.
Tags: , , ,
add a comment
Pódio Lorenzo, Marquez e Rossi

Pódio Lorenzo, Marquez e Rossi

Lorenzo 211 pontos, Rossi 211 pontos. É este o figurino depois de uma corrida sem grande história em que Lorenzo venceu depois de mais uma corrida perfeita como é apanágio deste piloto. Rossi perdeu a liderança do campeonato por sua culpa, por não ter sido tão competitivo como Lorenzo e Marques, segundo as suas próprias palavras.

Jorge Lorenzo está em alta de forma e persegue o campeonato que Rossi tem liderado desde a primeira corrida. Rossi é o único piloto que esteve em todos os pódios este ano mas nem por isso os treinos lhe correram de feição. Existe sempre uma dificuldade para Rossi nos treinos que o relega para a 2ª ou 3ª linha da grelha mas desta feita Rossi conseguiu partir da primeira fila com o terceiro tempo da grelha. Lorenzo, imparável fazia a pole position e batia o recorde de Brno em duas rodas, enquanto Marquez se situava bem no meio das duas Yamaha.
A partida não correu de feição a Rossi que, não obstante ter partido da primeira fila viu-se passado por Bradley Smith e Dovizioso, enquanto Lorenzo e Marquez disparavam para a frente. E as primeiras 3 voltas foram cruciais para o desenrolar da corrida. Rossi ficou atrás de Smith e Dovi zioso e quando conseguiu passar Lorenzo e Marquez já estavam a mais de 2 segundos. A partir daí foi sempre a perder tempo para os lideres. O factor psicológico da partida falhada contou muito provavelmente. Ficavamos com a disputa do primeiro posto na frente entre os dois compatriotas, Lorenzo e Marquez. E quando se esperava que Marquez disferisse o golpe e assumisse a liderança, é Lorenzo que inicia uma série de voltas ao mais alto nível afastando-se lenta mas seguramente de Marquez que passou a receber indicações da boxe sobre Rossi que também não era ameaça. A partir daqui a corrida estava decidida e só um erro poderia alterar o desfecho. Mas não houve qualquer erro destes pilotos e o pódio ficou preenchido com Lorenzo, Marquez e Rossi, exactamente como tinham partido! Isto significa que o campeonato tem novo líder, se bem que em igualdade de pontos com Rossi. Lorenzo lidera pela primeira vez o campeonato e numa forma impressionante. Rossi já admitiu a sua falta de competitividade e se quer ter esperanças de ganhar o campeonato tem que fazer muito mais do que fez hoje!

1º Jorge Lorenzo – Yamaha (211 pts), 2º Valentino Rossi – Yamaha (211 pts); 3º Marc Marquez – Honda (159 pts)

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 3.222 outros seguidores