Citroën C-Elysée WTCC pronto para a luta


Desde que o C-Elysée WTCC iniciou as suas primeiras voltas em pista a 10 de Julho de 2013 que a Citroën Racing deu início a uma intensa campanha de desenvolvimento que envolveu os seus quatro pilotos: Sébastien Loeb, Yvan Muller, José-María López e Ma Qing Hua. Nos últimos dias, o ritmo viu-se ainda mais acelerado nas oficinas do centro técnico de Versalhes. Terminada a sua montagem, os três primeiros carros de competição seguiram para o circuito de Magny-Cours para uma avaliação final.

Citroen Racing WTCC
Citroen Racing WTCC

Yves Matton, Director da Citroën Racing, aproveitou esse actual espírito positivo na vida da equipa para avaliar todo o trabalho que foi feito: «Dar início a uma temporada é uma coisa, mas começar do zero todo um programa de uma disciplina desconhecida é outra! Tudo é novo para nós: os carros, claro, mas também os equipamentos, métodos, regulamentos, estratégia de corrida… Cada elemento da Citroën Racing empenhou-se a fundo em termos de energia e motivação para que esteja tudo pronto. Mesmo que gostássemos de ter mais alguns dias de preparação, estamos ansiosos para estar em Marraquexe. Será a concretização de mais de um ano de trabalho. Precisamos de desenvolver os automatismos indispensáveis para sermos eficazes e eficientes no WTCC. Claro que aguardamos pelos primeiros resultados do cronómetro. Saber onde estamos face à concorrência é nossa principal interrogação.»

Usado exclusivamente pelo WTCC desde 2009, o Circuito Moulay El Hassan recorre às largas avenidas da periferia da cidade. Composto principalmente por linhas rectas, intercaladas por «chicanes», o traçado parece ser muito simples.
« Não devemos render-nos às evidências, já que este é um circuito realmente difícil», tempera Yvan Muller, o único piloto da Citroën Racing que já conduziu em Marrocos. «Como não é um traçado permanente, a pista é muito escorregadia no início. Depois, a chave para se conseguir uma volta rápida situa-se na passagem pelas faixas delimitadoras. É necessário subi-las e, por vezes, ultrapassá-las, embora devamos evitar terminar nos muros! Obviamente que trabalhamos este ponto durante os testes, mas vamos ter que esperar para sermos confrontados com a pista para ter uma ideia mais real da situação».

Num início da temporada bastante preenchido, o quádruplo campeão mundial considera ainda que será particularmente difícil iniciar o WTCC num circuito citadino: «Apenas uma semana depois de Marraquexe, já estaremos em Paul Ricard para disputar a segunda prova. Mesmo que tudo corra bem, os mecânicos não terão muito tempo para rever os carros. Se houver bastantes danos será ainda mais complexo para eles. Isso adiciona um pouco de pressão extra».

Marraquexe constituirá uma estreia para Sébastien Loeb e para José-María López. «Geralmente, estou bastante confortável nos circuitos de cidade, como Pau, Baku ou Mónaco, mas não tive tempo para descobrir todas as características de Marraquexe», explica Seb. «Mas não será a única coisa que vou descobrir nos próximos dias! Mesmo depois de uma temporada completa em GT, ainda receio as partidas em pelotão. Muitas vezes é complicado quando se está preocupado em evitar perder lugares nas primeiras curvas… Neste momento, as minhas certezas são o Citroën C-Elysée WTCC. Sei que trabalhámos bem e as sensações ao volante são boas. É possível que já estejamos um pouco à frente da concorrência em termos de desenvolvimento, mas a nossa margem de progressão é menor do que as das equipas que iniciaram os seus testes nas últimas semanas. Como acontece com todos, estou ultra-motivado com o início da temporada.»

«Os testes constituíram uma fase emocionante da nossa preparação, mas estou feliz por chegar a altura do primeiro encontro», diz ‘Pechito’. «Estaremos em pista com os nossos adversários e seremos, finalmente, capazes de verificar as conclusões do nosso trabalho. Já fiz muitas corridas em circuitos urbanos, pois temos alguns na Argentina. Não é o meu estilo preferido, mas acho muito positivo levar o desporto automóvel para perto das populações. Este traçado é muito particular com deflectores de alta velocidade e os delimitadores inclinados, mas vamos ver exactamente o que nos reserva estando lá. O início de uma época é sempre um momento especial e esta emoção é partilhada por todos os membros da equipa. Somos concorrentes e todos queremos começar com um bom resultado para sair de Marraquexe numa boa posição no Campeonato!»

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s