#Moto3 – GP Jerez de La Frontera 2014 , Crónica by Aires Pereira


Fenati, Rins e Vazquez
Fenati, Rins e Vazquez

Mais uma grande corrida foi o que tivemos oportunidade de assistir em Jerez de La Frontera na quarta ronda do mundial de velocidade. Com muito calor no ar e na pista as emoções estiveram ao rubro com Fenati a bater a concorrência novamente, após o ter feito na Argentina. Quanto a Miguel Oliveira teve um mais um fim-de-semana difícil acabando a prova em 14º. A Mahindra parece ter muito trabalho pela frente!

 

A luta titânica entre a Honda e a KTM voltaria a ditar a alternância no topo dos tempos em cada sessão. Vários foram os pilotos que conseguiram obter os melhores tempos das várias sessões. Miguel Oliveira foi um dos que conseguiu um 3º tempo na 2ª sessão acabando depois por se ficar pelo 12º tempo na qualificação. Jack Miller, com excepção da 1ª sessão esteve sempre em destaque tendo vindo a conseguir a pole position. Com surpresa Antonelli faria o 2º tempo e Rins fechava a linha da grelha. Curiosamente Fenati só viria a conseguir o 10º melhor tempo. Como já se referiu estava muito calor e os pilotos temiam pela resistência dos pneus das suas máquinas. Uma pista muito abrasiva, com grande exigência em termos de pneumáticos criava grande apreensão a todos. Mas o único a arriscar a levar pneus duros à frente foi Miguel Oliveira! Com estas condições Jack Miller arrancava para liderar o pelotão na primeira curva. Vazquez que se tinha qualificado em 7º fazia um arranque canhão e colava-se à roda de Miller acabando por o ultrapassar. Mas o grupo da liderança tinha 11 pilotos e a confusão era muita especialmente nos locais importantes de travagem levando a constantes mudanças na liderança da corrida. Com isto Fenati deixava piloto após piloto para trás e aproximava-se de Viñales que entretanto tinha assumido o controlo da corrida. Lá para trás Miguel Oliveira tinha problemas físicos no antebraço e começava a perder posições ficando primariamente à frente do 3º pelotão e depois sendo mesmo alcançado pelos pilotos que estavam mais atrasados, acabando a corrida no 14º lugar. Entretanto Fenati assumia as despesas da corrida com o primeiro grupo a ser constituído por Rins, Vazquez, Viñales e Miller. Mas Fenati teve que se aplicar até à última curva altura que Rins definiu para disferir o último golpe (tinha que tentar) acabando por perder o 2º lugar para Vazquez por 3 milésimos de segundo (muito parecido com o que o fez perder o campeonato do mundo em 2013). De referir que a KTM obteve nesta prova a 100ª vitória no mundial de velocidade. Parabéns.

 

1º Jack Miller – KTM (79 pts), 2º Romano Fenati – KTM (74 pts), 3º Efren Vazquez – Honda (62 pts)…12º Miguel Oliveira – Mahindra (16 pts)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s