#Moto3 – GP França , Le Mans – Crónica by Aires Pereira


Miller & Cª Lda à chegada
Miller & Cª Lda à chegada

Espectacular corrida de Moto3. As 10 motos que cortaram a linha de meta com 2 segundos de diferença dizem bem da competitividade de que se revestiu esta prova. Miller acaba por ganhar com 95 milésimos de diferença para Rins, depois de uma verdadeira aula de boxe com Vazquez! A tabela geral tem três pilotos a disputar o 2º posto com 3 pontos de diferença o que dará o mote para daqui a 15 dias em Itália.

 

Efren Vazquez está cada vez mais competitivo, mas apesar dos seus 27 anos de idade, praticamente veterano nesta classe, com 111 GP efectuados, mantém uma certa aura da sua antiga impetuosidade (todos nos lembramos quando em 2012 atirou com Miguel Oliveira para fora de pista quando este tinha todas as condições para ganhar a prova) faltando-lhe um “bocadinho assim” na altura de se aplicar a sério. Contudo este ascendente de forma levou-o a obter a primeira pole position da sua carreira. De resto a qualificação em Le Mans foi praticamente monopolizada pelas Honda com Rins, Marquez e Vazquez a dominarem todas as sessões com excepção da primeira onde Viñales em KTM obteve o melhor tempo. Assim na 1ª linha da grelha ficaram Vazquez, Miller e Rins que vem a recuperar a sua forma depois do desastroso início de campeonato. Quanto a Miguel Oliveira, depois de ter dado uma mostra da sua capacidade, liderando a FP3 durante grande parte acabou por sucumbir na qualificação obtendo somente o 14º tempo. Ainda não foi desta que a Mahindra conseguiu dispensar o material que o piloto luso merece.

O inicio da corrida levava Vazquez a fazer a primeira curva na liderança do pelotão mas como aliás aconteceu na maior parte da corrida Vazquez viria a falhar a entrada nesta curva permitindo que Miller passasse para a frente. Atirando-se de imediato à luta Vazquez recupera a liderança com um “chega para lá” em Miller para a voltar a perder de imediato com mais uma má entrada em curva que quase o atirava para fora de pista juntamente com Marquez. Com isto Rins ficava na liderança conseguindo mesmo obter cerca de 2 segundos de avanço que acabariam por desaparecer, mais uma vez por culpa de uma acérrima luta com Vazquez. A corrida foi toda assim. Se a luta não era pelo primeiro lugar era pelo terceiro ou pelo quinto. Isto fez com que chegassem 10 motos à linha de meta separadas por 2 segundos. Vazquez cometeu o seu último erro na antepenúltima, mais uma vez quase acabando na gravilha juntamente com Miller. Miller foi mais forte e ousado e levou a melhor acabando por cortar a linha de meta em primeiro lugar, seguido de Rins e Viñales. Vazquez acabaria em 6º e Miguel Oliveira beneficiando das várias quedas conseguia acabar em 12º.

 

1º Jack Miller – KTM (104 pts), 2º Romano Fenati – KTM (74 pts), 3º Efren Vazquez – Honda (72 pts)…13º Miguel Oliveira – Mahindra (20 pts)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s