#Moto3 2014 , Mugello – crónica de Aires Pereira


Chegada com Rins, Viñales, Fenati, Miguel e Ajo
Chegada com Rins, Viñales, Fenati, Miguel e Ajo

Até podia haver dúvidas sobre a capacidade de Miguel Oliveira, mas se as havia estas dissiparam-se na espectacular corrida de Mugello. Quanto a campeonato, a classe mais espectacular desta época brindou-nos com uma aproximação brutal dos concorrentes ao ceptro. Dos 30 pontos de diferença restam somente 5! Grande corrida de Fenati!

 

“Para lá do Marão, mandam os que lá estão”, diz o ditado, mas é um facto que os italianos nem sempre conseguiram mandar no seu grande prémio e mesmo na qualificação Fenati viria a obter o 4º melhor tempo não conseguindo lugar na linha da frente. Com a aparição da chuva na sexta à tarde poucos foram os pilotos que conseguiram aproveitar os segundos treinos livres, mas essencialmente foram Miller e Rins que obtiveram os melhores tempos durante o fim-de-semana. E a qualificação não foi diferente com Rins a conseguir a pole position deixando Miller com o segundo melhor tempo. O checo Kornfeil acabaria por roubar o terceiro tempo a Fenati conseguindo assim o último lugar da fila da frente. Curiosamente Miguel Oliveira que viria a ser muito consistente na obtenção do 6º tempo em todos os treinos livres ficaria em 19º lugar na qualificação e 10º no warm-up. Adivinhava-se uma corrida difícil para o piloto luso.

O domingo nasceu perfeito para a prática da modalidade e a corrida iniciou-se com a liderança de Marquez na primeira e uma das mais difíceis curvas de Mugello. Miguel, não obstante o seu 19º lugar na grelha conseguia evitar a confusão da primeira curva mas caía para a 20ª posição o que consubstanciava a dificuldade da qualificação. O pelotão da frente foi sempre constituído por muitas motos e a liderança variava a todas as voltas especialmente por via do cone de ar da enorme recta da meta. Quem estivesse à frente na entrada da recta da meta era facilmente suplantado a meio acabando na curva 1 com uma larga vantagem, para imediatamente esbater essa mesma vantagem na volta seguinte. Muita coisa passou pela cabeça dos líderes. Mas os pretendentes foram diminuindo por via de quedas ou falsa partida (Vazquez) enquanto Miguel ia subindo lugares atrás de lugares. A meio da corrida já estava no 13º lugar. A 5 voltas do fim Miguel ascendia ao 9º posto de um pelotão que insistia em ter na frente cerca de 13 motos. Mas o número iria diminuir na última volta com Miguel a aproveitar muito bem o cone de ar e a passar para 4º lugar no fim da recta da meta. Miller que tentava entrar por dentro quase apanha a moto de Miguel e trava alargando a curva embatendo violentamente em Marquez e levando Bastianini atrás. Uma palavra para Bastianini que ganhou no ano passado o troféu de Moto3 Rookies Cup e que estava em muito boa posição para oferecer aos seus fãs uma excelente classificação ou mesmo uma vitória. Com esta queda de três dos pretendentes à vitória a última curva foi feita com Rins, Viñales e Fenati a disputarem a liderança e Miguel logo atrás. E tal como se previa Rins foi batido pelo cone de ar de Viñales e Fenati ao entrar à frente na recta da meta. Corrida espectacular com emoção do princípio ao fim e com Fenati a reduzir para 5 pontos a diferença para o líder. Parabéns a Miguel Oliveira que saiu da 19ª posição na grelha e soube esperar pelo seu momento para atacar e lograr subir 3 posições na classificação geral.

 

1º Jack Miller – KTM (104 pts), 2º Romano Fenati – KTM (99 pts), 3º Alex Rins – Honda (87 pts)…10º Miguel Oliveira – Mahindra (33 pts)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s