#Moto2 , #JapanGp #Montegi – crónica de Aires Pereira


Thomas Luthi
Thomas Luthi

Inglês
There are still 75 points under discussion and Rabat has already 38 ahead of Kallio who seems to have given up the fight for the Moto2 crown. One more race without big surprises but with suspense until the end with a big win Luthi, who have not won any race since 2 and half years! An exceptional race for Viñales that by the end of the season seems to have gain new breath.

Há ainda 75 pontos em discussão e Rabat tem já 38 de avanço sobre Kallio que parece ter desistido da luta pela coroa de Moto2. Mais uma corrida sem grandes surpresas mas com suspense até ao fim com uma grande vitória de Luthi que já não ganhava há 2 anos e meio! Uma prova excepcional de Viñales que para o fim do campeonato parece ganhar novo folego.

Um fim-de-semana que pertenceu por inteiro a 4 pilotos. Luthi, Zarco, Rabat e Viñales. Em todas as sessões de treinos um deles seria o mais rápido com Luthi a mostrar-se mais à vontade que os demais companheiros, parecendo adivinhar o resultado da corrida. A pole position acabaria por ir para Rabat mesmo na última volta da qualificação depois de várias tentativas de passar Luthi que ficaria com o 2º melhor tempo. Zarco fechava a primeira linha da grelha.
Apesar de a mudança de posições durante a corrida não ter sido dramática, pelo contrário, o suspense manteve-se durante toda a prova com aproximações constantes ao milésimo de segundo. Com um arranque fulgurante Luthi demonstrava que a pole position de Rabat tinha sido um mero erro de percurso. A liderança do pelotão era uma realidade a partir da primeira curva e durou até ao fim, conseguindo, o piloto suíço fazer uma corrida isenta de erros. Mas voltemos ao início da prova onde Kallio ainda deu “um ar da sua graça”. Com um arranque também muito bom Kallio coloca-se na roda de Luthi preparando-se para assumir o comando da prova e tentar mais uma vez ganhar o espaço suficiente para roubar pontos a Rabat. Mas as coisas acabariam por lhe correr ao contrário. Em vez de consumar a ultrapassagem a Luthi, é passado por Zarco e quase imediatamente por Viñales também. Com o desenrolar da corrida Rabat iria conseguir passar o companheiro de equipa que assim voltava a perder terreno para o líder do mundial. Na frente mas um pouco atrás do incontestado Luthi desenrolava-se a luta entre Zarco e Viñales que durou cerca de 1/3 da corrida e que impediu o campeão de Moto3 de ir mais longe assim que ultrapassou Zarco. Curiosamente Rabat, aproveitando eventualmente a momentânea desorientação do francês acabou por o ultrapassar na curva seguinte. Era então a vez de Viñales ir à procura de Luthi levando Rabat atrás que não arriscava nada! E a aproximação final a Luthi foi brutal, perspectivando-se a ultrapassagem. Mas de repente, quando Viñales já estava mesmo em cima do piloto suíço, eis que este recupera do marasmo e faz as duas últimas voltas a ganhar terreno ao espanhol de modo a que não houvesse hipótese do seu lugar de líder fosse colocado em causa. Foi um final de corrida que nos deixou pregados ao écran, mas que no afinal acabou por premiar quem mais merecia. Viñales arrecadou a 2ª posição e Rabat subia mais uma vez ao pódio sem grande “canseira”! Faltam 3 corridas mas o campeão de Moto2 deve ser anunciado bem antes da última corrida, pelo andar das coisas…

1º Esteve Rabat – Kalex (294 pts), 2º Mika Kallio – Kalex (256 pts), 3º Maverick Viñales – Kalex (224 pts

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s