#Moto3 : #LeMansGp : by Aires Pereira


Fenati, Bastianini
Fenati, Bastianini

Foi preciso chegar á quinta ronda para vermos um motor KTM a ganhar e infelizmente não foi Miguel Oliveira. Foi Romano Fenati da VR46 que finalmente conseguiu afinar a sua máquina. Com o tempo a deixar a sua marca na corrida, Danny Kent conseguiu ascender de 31º a 4º. Esforço notável do líder do campeonato a mostrar que não lidera a tabela de pilotos por acaso.

Com três vitórias consecutivas e igualando um record antigo com mais de 30 anos, Danny Kent era o principal favorito à vitória na mítica pista francesa. E de facto nas primeiras sessões de treinos o inglês dominou por completo demonstrando a sua capacidade e momento de forma actual. Em bom plano estiveram também Fenati, Miguel Oliveira e Quartararo (a jogar em casa) que acompanharam Kent no topo dos melhores tempos. Mas o tempo iria fazer a sua aparição e logo na qualificação. As motos saíram para a pista já com uns pingos a cair mas nada de muito aflitivo e que permitiria rodar com slicks. Muitos pilotos ficaram nas suas boxes á espera que estas gotitas passassem, mas o imprevisto aconteceu e após 10 minutos começou a cair um diluvio que impediu por completo que a sessão de qualificação registasse qualquer evolução nos tempos em termos de grelha de partida. Com isto a Honda Estrella Galicia consegue a pole position através de Quartararo e Navarro com Bagnaia da Mahindra a fechar a primeira fila. Miguel Oliveira ficava pelo 8º posto, enquanto que a armada Honda Leopard nem sequer se qualificava o que significava na prática que Kent sairia do 31º posto e Vazquez do 29º. Estavam lançados os dados para uma corrida diferente. A grande dúvida residia no tempo.
Mas no Domingo, não obstante estar um pouco frio, apresentava-se tempo limpo e solarengo. Com o apagar das luzes vermelhas Antonelli salta do 7º posto na grelha para a liderança da corrida na segunda curva (que é a mais complicada da corrida). Atrás deste seguem Bagnaia, Quartararo, Fenati, Kornfeil, Miguel Oliveira e Viñales. No fim da primeira volta Kent tinha já ultrapassado 17 concorrentes subindo à 14ª posição. Bastianini chega-se entretanto à frente e um a um ultrapassa todos os adversários encetando uma luta fantástica com Fenati. Mas o pelotão com aspirações à vitória é de 8 pilotos e Kent acaba por conseguir juntar-se à luta a 11 voltas do final. A 6 voltas do final Quartararo cai mesmo à frente de Miguel Oliveira o que acaba por atrasar o piloto português irremediavelmente passando para o fim do pelotão. Ao contrário Kent aproveita a oportunidade para subir ao 4º posto e na frente Fenati tem como companheiros de luta Bagnaia e Bastianini. As últimas voltas foram bastante intensas com Fenati a conseguir resistir a todos os assaltos e a cortar a linha de meta em primeiro. Bastianini ficou pelo 2º posto e Bagnaia resiste a Kent e obtém o último lugar do pódio. Grande prova de Kent que subiu de 31º para o 4º posto e azar para Miguel com a queda de Quartararo a condicionar definitivamente o resultado final no 8º posto e a descer um lugar na tabela do campeonato do mundo.

1º Danny Kent – Honda (104 pts), 2º Enea Bastianini – Honda (67 pts), 3º Efren Vazquez – Honda (60 pts)… 8º Miguel Oliveira – KTM (41 pts)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s