#ELMS: Êxito em #LeMans move equipas #Dunlop para a corrida #RedBull #Ring


A terceira corrida da European Le Mans Series (ELMS) é a próxima data no calendário para as equipas Dunlop, que já recuperaram da árdua corrida das 24 Horas de Le Mans realizada em meados de junho. O circuito austríaco realiza-se no dia 12 de julho com a duração de quatro horas, e participam treze automóveis GT e oito automóveis LMP2 cujos pilotos se encontram desejosos de usar os icónicos bonés amarelos da Dunlop no pódio.

Dunlop
Dunlop

Apenas seis pontos separam as três primeiras equipas na classe de topo LMP2, onde a equipa Thiriet By TDS Racing lidera a classificação, seguida da equipa Greaves Motorsport e da equipa Jota Sport. Das três, a Jota foi a única equipa que terminou a corrida das 24 Horas de Le Mans, com um segundo lugar em LMP2. A Dunlop designou os pneus macio e médio para os automóveis de LMP2, as mesmas opções usadas pela Jota a caminho do segundo lugar na épica corrida.

No circuito de Red Bull Ring poderão alcançar-se temperaturas altas, mas o circuito propriamente dito tem uma das pistas menos exigentes para os pneus, pelo que as opções LMP2 macio e médio são mais do que capazes de lidar com as exigências. A versatilidade destes pneus foi observada no circuito de Le Mans, onde ambas as opções chegaram a fazer voltas quadruplas com diferentes equipas, sendo que cada pneu percorreu cerca de 600 quilómetros (372 milhas). É pouco provável que a corrida de Red Bull Ring supere os 700 km, e as equipas podem recorrer a diversas estratégias para alcançarem vantagem.

Tal como nas corridas anteriores, os automóveis GT terão requisitos diferentes em termos de aerodinâmica e aderência mecânica e os automóveis LM GTW terão ainda a opção dos compostos médios e rígido. Os automóveis GTC utilizarão a única especificação de 2015 permitida no âmbito dos regulamentos.

Na classificação do campeonato, a equipa Thiriet By TDS Racing lidera a categoria LMP2, depois de ganhar a última corrida em Imola ao passo que a equipa irmã TDS Racing Ferrari lidera a classe GTC na sequência da sua vitória em Silverstone. A classe LM GTE é liderada pela equipa AT Racing, igualmente com um Ferrari, após a sua vitória na última ronda em Itália.

Dados da corrida de Red Bull Ring de 2014:

Foi uma corrida disputada até à última! As três primeiras equipas classificadas (Signatech Alpine, Jota Sport e Race Performance) terminaram a corrida a apenas 19 segundos de distâncias umas das outras e com apenas 20 segundos de distância entre elas no total de tempos de paragens para pit stops. Cada segundo conta de facto!

Mike McGregor, Engenheiro Principal, Dunlop

“O circuito de Red Bull Ring é uma boa pista para as equipas, já que, ao ser suave com os pneus, podem esforçar-se a fundo para obter um maior desempenho dos automóveis. Os automóveis GT tiveram um bom desempenho no circuito de Imola com as mesmas especificações, pelo que esses dados devem ajudar as equipas a obter mais resultados das combinações de pneus e chassis. As equipas estão a aprender muito acerca das opções da Dunlop em cada uma das corridas na primeira estação. Será bom ver os automóveis LMP2 de volta e a lutar por posições no campeonato bem como pela vitória na corrida. Com dois vencedores diferentes nas corridas anteriores será interessante ver se a luta fica mais renhida ou se um dos líderes da classificação consegue começar a afastar-se dos demais.”

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s