@Moto2 – #SanMarinoGp – by Aires pereira


Aegerter, Zarco e Rins, os protagonistas de Moto2
Aegerter, Zarco e Rins, os protagonistas de Moto2

Zarco tem 93 pontos de avanço para Rabat depois de ter ganho a sua sexta prova em 2015, desta feita em Misano, circuito Marco Simoncelli. Faltam 5 grandes prémios, ou seja 125 pontos em jogo. No fim da próxima prova faltarão 100. É uma questão de conseguir 7 pontos de diferença para Rabat e o francês terá o campeonato do mundo ganho. E com toda a justiça!

Os pilotos de topo foram os responsáveis pelos melhores tempos nos treinos livres e de qualificação dando o mote para a excelente corrida que se seguiria. Zarco não deixa espaço aos seus adversários e quer ganhar o direito ao ceptro o mais rapidamente possível. Nada como fazer a pole position e partir para a corrida com o melhor lugar “da casa”! Alex Rins que se tem mostrado muito superior ao outro Alex (Marquez) arrecadava o segundo melhor tempo e colocava-se ao lado de Zarco na primeira fila. Rabat, o ainda campeão do mundo ficava no último lugar da primeira fila para tentar defender o ceptro que ainda lhe pertence.
E a corrida teve inicio já com um céu mais nublado mas nada que apontasse outras condições que não as ideais para uma excelente corrida. E foi de facto uma excelente corrida com boas lutas e muitas peripécias. Não obstante Zarco ter feito uma boa largada, foi Aegerter que saiu disparado da quinta posição para a liderança da corrida em poucas curvas. Mas para isso foi preciso passar Zarco que se defendeu “com unhas e dentes” ou, para ser correcto, com ombros e cotovelos. Aegerter respondeu na mesma moeda e passou para a frente na curva seguinte. Rins aproveitou o momento de distracção de Zarco e colou-se a Aegerter perseguindo o líder. Mas foi com “demasiada sede ao pote” e acabou por ter uma entrada extemporânea levando ambos para a gravilha. De súbito Zarco via-se novamente na liderança e uma segunda oportunidade não se desperdiça e Zarco aproveitou-a levando a sua máquina até à bandeira de xadrez. Lá para trás Nakagami atacava o segundo posto de Corsi com sucesso e Rabat seguia-lhe o rasto, muito à semelhança de 2013 onde o “coitado” do japonês acabou por perder todas a lutas com Rabat. E também hoje nada pode ser feito por Nakagami para evitar que Rabat subisse ao segundo lugar. No meio disto tudo Rins voltava à pista e posicionava-se propositadamente junto dos homens da frente como se ainda lutasse por pontos ultrapassando-os com decisão. A direcção da corrida não gostou e Rins levou mesmo com a bandeira negra.
Zarco está a 7 pontos de se sagrar campeão do mundo com antecedência. Veremos se em Aragon temos o primeiro campeão do mundo de 2015 no mundial de velocidade.

1º Johan Zarco – Kalex (274 pts), 2º Tito Rabat – Kalex (181 pts), 3º Alex Rins – Kalex (164 pts)

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s