#WRC: Pontos importantes para a #Citroen na #Catalunha


À partida do último dia do Rali da Catalunha, o objectivo de Kris Meeke e Mads Østberg era manter as suas posições no top 6 da classificação geral.

Mads Østberg
Mads Østberg

Os dois pilotos do Citroën Total Abu Dhabi World Rally Team começaram por resistir a Thierry Neuville e Hayden Paddon, no começo da manhã. Kris Meeke cedeu alguns segundos com um tête durante a 19ª Especial e Mads Østberg recuperou o 5º lugar, mesmo antes do britânico.

Durante esta última Etapa sem assistência e sem mudança de pneus, a gestão dos esforços era capital. Mantendo-se no grupo dos seis primeiros em cada classificativa, Meeke e Østberg conseguiram garantir as suas classificações relativas.

A Power Stage permitiu ainda a Kris Meeke marcar um ponto suplementar no Campeonato de Pilotos, troço onde alcançou o 3º melhor tempo. A saída de estrada do líder, Sébastien Ogier, ofereceu o ganho de um lugar ao conjunto dos classificados. Østberg atingiu, assim a chegada no 4º posto, na frente de Meeke.

Na terceira viatura inscrita pelo Citroën Total Abu Dhabi World Rally Team, Khalid Al Qassimi chegou a Salou sem cometer erros, terminando no 16º lugar, naquela que foi a sua última saída do ano com um DS 3 WRC.

Partindo esta manhã em Rally 2 para descobrir as Especiais de asfalto deste Rali da Catalunha, Stéphane Lefebvre pode assim continuar a sua aprendizagem do Mundial com um DS 3 WRC.

Ao volante de um DS 3 R3-MAX, Quentin Gilbert impôs-se pela quinta vez no campeonato FIA Junior WRC diante de Terry Folb e Simone Tempestini, ele que partiu para esta prova com o título da categoria matematicamente garantido*.

Yves Matton (Director da Citroën Racing): «Esta prova era muito importante nesta altura da temporada. Os nossos dois pilotos geriram perfeitamente a sua corrida, mantendo sempre no espírito que era capital marcar pontos para a classificação dos Construtores. O rali não foi fácil, pois o ritmo foi muito elevado, mas cimentámos a nossa 2ª posição no Campeonato, levando os dois DS 3 WRC ao top 5. Vamos concentrar-nos no Rali da Grã-Bretanha e no seu terreno tão particular, para a derradeira confirmação.»

Kris Meeke: «Este foi um fim-de-semana muito estranho. Sem experiência nestas estradas de terra, não estava no ritmo na sexta-feira e perdemos tempo para alguns dos nossos adversários. No asfalto, com pneus diferentes dos usados no ano passado, nunca tive um bom feeling. O resultado é, contudo, positivo para a equipa. Agora, cabe-nos terminar em grande na última prova, na Grã-Bretanha!»

Mads Østberg: «Fizemos uma boa partida na sexta-feira. Na terra, estivemos entre os mais rápidos, apesar da nossa posição na estrada. Infelizmente, um furo na Especial mais longa fez-nos perder muito tempo. Penso que estivemos igualmente competitivos no asfalto. As nossas performances nesta última Etapa mostram isso mesmo. Agora, já me sinto impaciente para estar à partida no Rali da Grã-Bretanha.»

Khalid Al Qassimi: «Conseguimos encontrar um bom equilíbrio para rodarmos a um ritmo seguro. Mesmo se aquilo que eu queria era atacar, era preciso ser prudente para evitar cometer erros. Perdemos muito tempo com um problema de travões no primeiro dia, mas conseguimos repará-lo e continuar. A equipa fez um bom trabalho.»

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s