#FórmulaE: #SamBird nos pontos com a #DS #Virgin Racing (Atualizado)


Sam Bird voltou a marcar preciosos pontos para a equipa DS Virgin Racing, na sequência de um ePrix intenso e pleno de ação, disputado na Cidade do México, num traçado de 2,09 km, perímetro do Autódromo Hermanos Rodríguez.

Formula-E-Mexico-City-2016_SBird_4165
Sam Bird

Após verem-se confrontados com uma pista bastante suja de pó durante as sessões de treinos livres, Sam Bird e Jean-Éric Vergne provaram a sua boa forma ao ascenderem ao topo dos seus respetivos grupos de qualificação.

A volta lançada em plena potência de Sam Bird foi, contudo, perturbada por Nelson Piquet Jr., que saiu de pista na primeira chicane. O britânico fez nova tentativa mas perdeu quatro décimas de segundo ao cometer um erro na derradeira chicane.

Já Jean-Éric Vergne realizou a melhor performance da equipa, ao colocar-se na 6ª posição da grelha de partida, enquanto Sam Bird foi 11º. Com um estado de espírito positivo, os dois pilotos da DS Virgin Racing estavam decididos a recuperar lugares durante a corrida.

Quando a partida foi dada sob o encorajamento da multidão, Jean-Éric Vergne encontrou-se lado a lado com Loïc Duval (Dragon Racing), que o atacou na travagem para a primeira chicane. Os dois carros quase se tocaram e Jean-Éric Vergne perdeu 11 lugares ao fazer um tête. Apesar de ter ficado com o carro danificado, prosseguiu com a sua corrida até à paragem nas boxes.

Apesar da sua determinação em aproximar-se dos homens da frente, Vergne deparou-se com um problema elétrico no seu monolugar, quando passou pelas boxes. Saindo para a pista no último lugar, a uma volta do líder, não mais conseguiu recuperar: «O Duval bloqueou-me e fiquei sem sítio para onde ir. Por isso, comecei a minha corrida muito longe dos outros! Consegui recuperar alguns lugares, o carro estava excelente hoje e sei que estava a andar o mais depressa que podia. A minha corrida mudou totalmente quando passei pelas boxes. Quando voltei à pista, estava a uma volta dos primeiros. São coisas que acontecem, mas nunca tive a intenção de que isso sucedesse! Ainda estou a aprender no cômputo de uma temporada muito difícil e quero fazer melhor, no quadro de uma relação duradoura com a DS Virgin Racing. Em todo o caso, a atmosfera incrível que reinava hoje em volta da equipa foi encorajadora e reconfortante. Os fãs são fantásticos!»

Por seu turno e largando da 11ª posição, Sam Bird foi recuperando lugares até terminar no 7º posto*, algo que lhe permitiu marcar pontos novamente: «Foi uma corrida difícil e os pontos marcados hoje valem ouro! Este pode não ter sido o resultado sonhado pela equipa, mas nós somos rijos! Como disse o Jean-Éric, estou convencido de que iremos progredir muito mais.»

*Nota: Sam Bird entretanto subiu um lugar na geral com a desclassificação do vencedor da prova.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s