#Dunlop preparada para as corridas de #Moto2 e #Moto3 em Abril


Os mundiais de Moto2 e Moto3 da FIM 2016 prosseguem a sua viagem pelo mundo no próximo mês e colocam frente-a-frente alguns dos melhores e mais talentosos pilotos da atualidade em motos equipadas com Dunlop. Cumprida a 1ª corrida no Qatar a 20 de março, as atenções viram-se agora para as próximas três corridas: Termas Rio de Hondo, Argentina (3 de abril), COTA, EUA (10 de abril) e Jerez, Espanha (24 de abril).

logo-dunlop
Dunlop

Resumo de março: Temperaturas de recorde (34ºC) em pista recebem pilotos Dunlop em Qatar

A 20 de março decorreu a emocionante ronda de abertura no Qatar, onde os pilotos Dunlop foram recebidos por uma pista suja e ventos fortes nas sessões de treino.

A ser usado pela primeira vez o novo tamanho de pneu dianteiro de Moto3, desde a sua introdução em Jerez 2015, todos os pilotos decidiram utilizar posteriormente pneus médios atrás e à frente, e os 20 primeiros ficaram separados por apenas um segundo. Romano Fenati bateu o tempo de pole do ano passado, com 2’06,131.

Em Moto2 todos os pilotos escolheram pneus médios à frente e duros atrás, ficando os 20 primeiros da qualificação abrangidos em apenas um segundo. O calor matinal causou um aumento da temperatura na pista, tendo esta chegado aos 34ºC. Os pneus Dunlop conseguiram ter um desempenho exemplar e proporcionar a Jonas Folger um novo recorde de pole (1’59,052) e a Sam Lowes um novo recorde do circuito na última volta (1’59,421).

#ForeverForward 2016

O Prémio Dunlop #ForeverForward também arrancou no Qatar, e os três primeiros lugares foram ocupados por pilotos de Moto2. Luis Salom e Luca Marini compartilham a primeira posição com uma subida de 15 lugares desde a grelha de partida. Hafizh Syahrin, Hiroki Ono e Jules Danilo ficaram atrás com 11 pontos de distância. Simone Corsi e Miguel Oliveira, também de Moto2, obtiveram 10 pontos.

 

Link para ver a tabela completa:

https://dl.dropboxusercontent.com/u/42565600/%23ForeverForward2016.xlsx

2ª corrida: Termas Rio de Hondo – 3 de abril de 2016

  • A pista de Termas Rio de Hondo é muito abrasiva, e os técnicos da Dunlop constataram previamente a vantagem de ter pneus de competição aquecidos.

Factos sobre o circuito:

  • Comprimento: 4,8 km
  • Curvas para a esquerda: 5
  • Curvas para a direita: 9
  • Ponto de energia: médio/alto
  • Inclinação esquerda- direita: média

 

Repartição de pneus:

 

Moto2 Opção 1 Opção 2 Piso molhado
Dianteiros: 120/75R17

 

Traseiros: 195/75R17

Macio ’1’ (preto ’Dunlop’ sobre amarelo)

Duro ’3’ (amarelo sobre preto)

Médio ’2’ (preto sobre prateado)

Duro ’4’ (branco sobre preto)

Médio ‘S2’

 

Médio ‘S2’

Moto3 Opção 1 Opção 2 Piso molhado
Dianteiros: 90/80R17

 

Traseiros: 115/75R17

Macio (preto sobre amarelo)

Macio‘S1’ (preto sobre amarelo)

Médio (preto sobre prateado)

Médio ‘M1’ (preto sobre prateado)

WB

 

WB

 

Destaques de 2015

 

  • Johann Zarco estabeleceu um novo record de pole de Moto2 nas qualificações com 1’42,809, e Jonas Folger bateu o recorde da volta em prova com 1’43,001
  • Miguel Oliveira foi o mais rápido nas qualificações de Moto3 (1’48,46) e na corrida (1’48.977), batendo os dois recordes da época anterior
  • 17 pilotos de Moto2 qualificaram-se com tempos mais rápidos do que no ano anterior, e a corrida foi mais de 21 segundos mais rápida
  • Todos os recordes de Moto3 e Moto2 foram batidos no fim-de-semana

 

3ª corrida: COTA 10 – Abril de 2016

 

  • Mais uma pista abrasiva, em que os pneus de piso molhado quando aquecidos, conseguem um melhor desempenho em chuva.

 

 

Factos sobre a Pista:

 

  • Comprimento: 5,5 km
  • Curvas para a esquerda: 11
  • Curvas para a direita: 9
  • Nível energético: médio/alto
  • Tendência esquerda: direita: 55%/45%

 

Repartição de pneus:

 

Moto2 Opção 1 Opção 2 Piso molhado
Dianteiros: 120/75R17

 

Traseiros: 195/75R17

Macio ’1’ (preto ’Dunlop’ sobre amarelo)

Duro ’3’ (amarelo sobre preto)

Médio ’2’ (preto ’Dunlop’ sobre prateado)

Duro ’4’ (branco sobre preto)

Médio ‘S2’

 

Médio ‘S2’

Moto3 Opção 1 Opção 2 Piso molhado
Dianteiros: 90/80R17

 

Traseiros: 115/75R17

Macio (preto sobre amarelo)

Macio ‘S1’ (preto sobre amarelo)

Médio (preto sobre prateado)

Médio ‘M1’ (preto sobre prateado)

WB

 

WB

 

 

Destaques de 2015

 

  • O campeão de Moto3, Danny Kent, bateu o recorde de pole nas qualificações com 2’15,344
  • Xavier Simeon estabeleceu um novo recorde de pole em Moto2 com 2’09,88
  • Tanto a prova de Moto3 como a de Moto2 começaram com a pista molhada, tendo os pneus registado um comportamento excelente ao longo das corridas

 

4ª prova: Jerez, 24 de abril de 2016

 

  • No decurso dos testes realizados no início deste ano, os pilotos de Moto2 experimentaram uma nova especificação de pneu, que pode ser introduzida já no fim-de-semana da corrida de Jerez.

Factos sobre a Pista:

 

  • Comprimento: 4,4 km
  • Curvas para a esquerda: 5
  • Curvas para a direita: 8
  • Ponto de energia: baixo/médio
  • Inclinação esquerda – direita: 45%/55%

Repartição de pneus:

 

Moto2 Opção 1 Opção 2 Piso molhado
Dianteiros: 120/75R17

 

Traseiros: 195/75R17

Macio ’1’ (preto ’Dunlop’ sobre amarelo)

Macio ’1’ (preto sobre amarelo)

Médio ’2’ (preto sobre prateado)

Médio ’MS0’ (sem decalque )

 

Médio ’MS2’

 

Médio ’MS2’

 
Moto3 Opção 1 Opção 2 Piso molhado
Dianteiros: 90/80R17

 

Traseiros: 115/75R17

Macio (preto sobre amarelo)

Macio ‘S1’ (preto sobre amarelo)

Médio (preto sobre prateado)

 

MédioM1’ (preto sobre prateado)

WB

 

WB

 

Destaques de 2015

 

  • Foi uma das provas do calendário com maior assistência, registando mais de 243 000 espectadores ao longo do fim-de-semana.
  • Os técnicos da Dunlop montaram mais de 1400 pneus durante a prova.
  • Brad Binder bateu o recorde da volta na prova de Moto3 com 1’46,723.
  • Globalmente, o tempo da prova de Moto3 foi nove segundos mais rápido do que no ano anterior.

 

 

Especificações de pneus para a Época 2016

 

As especificações de pneus para 2016 são similares às da época anterior mas na Moto3 há a introdução do H3 para pneus traseiros, com características mais próximas do ‘médio’ do que o H2 de 2015. O ‘H3’ oferece pelo menos o mesmo desempenho, mas com maior durabilidade.

 

Este ano, em resposta ao feedback dos pilotos, os concorrentes de Moto2 terão a opção H4, um pneu ligeiramente mais firme. Este oferece uma prestação similar mas com maior durabilidade, comparada com a alternativa H3, preferida em 2015 para algumas pistas.

 

Moto2 Moto3
Macio ’1’ (preto ’Dunlop’ sobre amarelo) Dianteiros e Traseiros Macio ‘S’/’S1’ (preto sobre amarelo) Dianteiros e Traseiros
Médio ’2’ (preto sobre prateado) Dianteiros e Traseiros Médio ‘M’/’M1’ (preto sobre prateado) Dianteiros e Traseiros
Duro ’3’ (amarelo sobre preto) Dianteiros e Traseiros Duro ’H3’ (amarelo sobre preto) Traseiros
Duro ’4’ (branco sobre preto) só Traseiros  
Duro Especial ‘S1’ (preto sobre amarelo) só Traseiros  
Duro Especial ‘S2’ (preto sobre) só Traseiros  
Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s