#Porsche vence #24Horas #LeMans


A 84ª prova das 24 Horas de Le Mans será recordada para sempre pelo seu dramático final a 19 de Junho de 2016. A Porsche levou para casa a sua 18ª vitória quando o Toyota, que liderava, desistiu na última volta.

O ritmo na frente da corrida no duelo com o construtor japonês e as constantes trocas de liderança na prova, obrigou tudo e todos a irem para lá do limite. Oliver Blume, Presidente do Concelho executivo da Porsche AG, testemunhou o acontecimento a partir das boxes da equipa: “O que aconteceu em Le Mans é praticamente incompreenssível. Desde a primeira à ultima volta, esta corrida foi uma competição de nível extremo em termos de desporto e tecnologia – e entusiasmante, também. A prova pediu o máximo dos nossos veículos, dos nossos pilotos e da nossa equipa. Ora estávamos na liderança ou a tentar reduzir a distância para a Toyota. Lutámos até ao fim e nunca desistimos. O espírito foi recompensado no final. Temos um enorme respeito pela Toyota.”
 A equipa vencedora, Romain Dumas (FR), Neel Jani (CH) e Marc Lieb (DE) no carro nº2 completou 384 voltas (5.233,54 quilómetros).
 O carro nº2 liderou a corrida durante 51 voltas. O carro nº1 , de Timo Bernhard (DE), Brendon Hartley e Mark Webber (AU) liderou durante 52 voltas no primeiro terço da corrida.
 Devido a muitas fases com velocidade reduzida causadas por periodos com safety car e zonas lentas, a distância percorrida na prova foi de quase menos 150 quilómetros comparativamente a 2015.
Por 327 das 384 voltas, o carro nº2 conseguiu obter o ritmo máximo de corrida. Em 57 voltas, nem o safety car estava na pista ou pelo menos nenhuma das denominadas zonas lentas estava assinalada – isto significa que eram permitidas velocidades de apenas 80 km/h, por razões de segurança, em determinados pontos dos 13,629 km do circuito.
 No total a prova viu quatro periodos de safety car (16 voltas) e 24 zonas assinaladas como lentas.
 O carro nº2 gastou um total de 38 minutos e cinco segundos nas boxes para reabastecimento e troca de pneus. Devido à troca da bomba de água e reparações dos danos dessa consequência, o carro nº1 esteve nas boxes um total de duas horas, 59 minutos e 14 segundos.
 A média de velocidade do Porsche 919 Hybrid vencedor foi de 216.4 km/h.
 A velocidade máxima de um Porsche 919 Hybrid em corrida foi 333.9 km/h, alcançada por Brendon Hartley na volta nº50.
 O Porsche 919 Hybrid recuperou e utilizou 2,22 kWh (8 megajoules) por volta. Se fosse uma central elétrica, uma casa de família conseguia fornecimento de energia elétrica durante 3 meses.
 O carro nº2 foi reabastecido 30 vezes, o carro nº1 , 20 vezes.
 O carro nº2 utilizou 11 jogos de pneus na corrida. O primeiro jogo de pneus foi de chuva, todos os restantes foram slick.
 A maior distância efetuada com um jogo de pneus foram 53 voltas, com Marc Lieb ao volante.
 A paragem mais rápida nas boxes da equipa da Porsche, incluindo uma troca de pneus e de piloto, foi de 1:22.5 minutos.
 A paragem mais rápida nas boxes para reabastecimento foi efetuada em 65.2 segundos.
 A caixa de velocidades do Porsche vencedor foi utilizada por 22.984 vezes (passagens de caixa e reduções) durante as 24 horas.
 Neel Jani, do carro vencedor, passou o maior periodo de tempo ao volante, com nove horas e 24 minutos. Romain Dumas efetuou o maior periodo de tempo contínuo dentro do carro.
 Os pilotos tinham 0,85 litros de bebida no carro por cada turno. A garrafa foi sempre trocada a cada reabastecimento nas boxes.
 Para a melhor visibilidade possível, os protótipos possuíam quatro camadas de protecção nos pára-brisas, que eram removidas sempre que necessário.
 A temperatura ambiente mais elevada durante a corrida foi de 22,4 graus Celsius às 17h30. A mais baixa foi de 12,3 graus Celsius às 06h15.
 Foram transmitidos para as boxes 32.11 gigabytes de dados a partir do carro nº2 durante as 24 horas.
 Após 3 rondas do FIA World Endurance Championship, com pontos duplos em Le Mans, a Porsche lidera agora o Campeonato com 1 27 pontos, seguida da Audi (95) e da Toyota (79). No campeonato do mundo de pilotos, Dumas/Jani/Lieb obtiveram 94 pontos e lideram com uma diferença de 39 pontos. Bernhard/Hartley/Webber estão na 19ª posição com 3.5 pontos.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s