@F1 : @ItalianGp por @HaasF1Team


Grande Prémio de Itália: Resumo da Corrida

Evento: Grande Prémio de Itália (14º round de 21)

Data: Domingo, 4 de Setembro

Local: Autodromo Nazionale di Monza

Layout: 5,793 quilómetros, circuito de 11 curvas

Condições climatéricas: Sol, posteriormente encoberto

Temperatura: 30ºC

Vencedor da corrida : Nico Rosberg da Mercedes

Haas F1 Team:

Romain Grosjean – arrancou de 17º, terminou em 11º (completou 52 das 53 voltas)

Esteban Gutiérrez – arrancou de 10º, terminou em 13º (completou 52 das 53 voltas)

A Haas F1 Team perdeu por pouco um resultado nos pontos no Grande Prémio de Itália, que se disputou este domingo no Autodromo Nazionale di Monza, com Romain Grosjean e Esteban Gutiérrez a terminar no décimo primeiro e décimo terceiro lugares, respectivamente.

Grosjean recuperou da penalização de cinco lugares na grelha de partida, que transformou o décimo segundo lugar que alcançou na qualificação num décimo sétimo. Apesar da contrariedade, Grosjean tirou o melhor partido do arranque, guindando-se ao décimo terceiro posto na primeira volta realizada ao circuito de 5,793 quilómetros e onze curvas. Posteriormente, ultrapassou o Manor de Pascal Wehrlein na segunda volta para ascender ao décimo segundo posto. A partir daí, Grosjean realizou uma longa série de voltas, pelo menos para os padrões da Fórmula 1. Foi o último piloto a parar para trocar de pneus, efecutando vinte e oito voltas até trocar os pneus Pirelli P Zero Amarelo/Macio que utilizou para iniciar a corrida por supermacios. Grosjean conseguiu manter estes pneus durante vinte e cinco voltas, tendo a estratégia de uma paragem lhe permitido terminar no décimo primeiro lugar, conseguindo até manter Jenson Button atrás de si ao longo das últimas voltas.

Gutiérrez iniciou a prova de cinquenta e três voltas do décimo lugar da grelha de partida, graças a uma boa qualificação, no sábado. Foi um resultado sem concretização, no entanto, dado que um arranque lento permitiu que o pelotão o engolisse, o que o atirou para o vigésimo lugar. Gutiérrez, com sete voltas completadas, era décimo oitavo. Efectuou a sua primeira paragem nas boxes no final da décima sexta volta, trocando os pneus supermacios que usara na qualificação por macios. Na vigésima quarta volta, Gutiérrez era décimo quinto. Efectuou a sua segunda e paragem final na trigésima quarta volta, montando um jogo de pneus supermacios usados que o ajudou a terminar no décimo terceiro lugar e manter o McLaren de Fernando Alonso atrás de si.

Após catorze etapas disputadas, das vinte e uma que compõem o Campeonato do Mundo de Fórmula 1 deste ano, a Haas F1 Team continua no oitavo lugar do Campeonato de Construtores com vinte e oito pontos. Nas imediações da equipa americana não se registou qualquer modificação, uma vez que a Toro Rosso, a sétima classificada, e a Renault, a nona, não conseguiram pontuar no Grande Prémio de Itália. A margem da Toro Rosso relativamente à Haas F1 Team continua nos dezassete pontos e a Renault está a vinte e dois pontos da equipa americana.

O piloto da Mercedes, Nico Rosberg, venceu o Grande Prémio de Itália, ostentando uma margem de 15,070s face a Lewis Hamilton no final da prova, o que intensificou a luta pelo Campeonato de Pilotos O segundo triunfo consecutivo de Rosberg permitiu-lhe recuperar mais sete pontos à vantagem de Hamilton, reduzindo-a a dois pontos. A vitória de Rosberg foi a vigésima primeira da sua carreira de Fórmula 1, a sétima da temporada e a primeira em Monza.

Sebastian Vettel , da Scuderia Ferrari, juntou-se ao duo da Mercedes na subida ao pódio. O colega de equipa deste, Kimi Raikkonen, terminou no quarto posto. O piloto da Red Bull, Daniel Ricciardo, completou o top-5.

Ficam a faltar sete corridas para terminar o Campeonato do Mundo de Fórmula 1 de 2016, sendo o próximo evento o Grande Prémio de Singapura, que se realiza a 18 de Setembro no Marina Bay Street Circuit.

“Para ser honesto, penso que nos faltava um pouco de velocidade durante a corrida para chegar aos pontos. Tentámos uma estratégia agressiva de apenas uma paragem nas boxes. Tive um pouco de granulação com os pneus macios nas últimas voltas que antecederam a paragem nas boxes. Isso custou-nos alguns segundos, mas não acredito que pudéssemos ganhar os doze segundos que precisávamos para terminar a corrida em décimo. Hoje demos o máximo. Apenas temos que perceber o que poderemos fazer melhor para a próxima corrida. Agora estou já focado em Singapura. É uma das melhores corridas da temporada.”

“Foi um arranque muito desapontante, perder tantas posições. Foi muito complicado recuperar, mas dei o meu melhor. Até à primeira paragem tive algumas dificuldades com o ritmo, uma vez que iniciei a prova com pneus usados na qualificação e os nossos adversários estavam com pneus novos. Não foi fácil, mas mantemo-nos concentrados e demos o nosso melhor para recuperar o máximo que podíamos, mas o que perdemos no início foi demasiado para voltar à posição onde começámos. Agora temos que olhar para Singapura, vamos focar-nos para regressarmos ainda mais fortes.”

“Mais uma vez, terminámos na décima primeira e décima terceira posições. Penso que, depois de começarmos, até foi uma boa corrida. Se tirarmos o primeiros vinte segundos de prova, poderíamos estar numa posição diferente com o Esteban. Ele falhou o arranque, isso colocou-o no fundo do pelotão, mas recuperou até décimo terceiro. O Romain recuperou de décimo sétimo para décimo primeiro com uma boa estratégia e com boa pilotagem, no geral, foi uma boa prestação. Infelizmente, nenhum dos rapazes da frente caiu na classificação, portanto, terminámos novamente em décimo primeiro. Mostrámos que temos alguma velocidade neste tipo de pistas. Vamos esperar poder levar este avanço para algumas das pistas que vamos visitar brevemente. Estar à frente da McLaren é algo do qual temos que estar orgulhosos. A McLaren é uma equipa que está na Fórmula 1 há bastante tempo e nós somos estreantes. Lutar com eles e com pilotos do calibre do Button e do Alonso deixa-nos muito orgulhosos. No entanto, hoje não conquistámos qualquer ponto.”

O décimo quinto round do Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1 de 2016 é o Grande Prémio de Singapura, que se disputa no Marina Bay Street Circuit. Os treinos-livres iniciam-se no dia 16 de Setembro, seguindo-se a qualificação a 17 de Setembro e a corrida a 18.
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s