@F1 : @MalaysianGp segundo a @HaasF1Team


 

Grande Prémio da Malásia: Resumo da Corrida

Evento: Grande Prémio da Malásia (16º round de 21)

Data: Domingo, 2 de Outubro

Local: Sepang International Circuit, em Kuala Lumpur

Layout: 5,543 quilómetros, circuito de 15 curvas

Condições climatéricas: Sol, 34ºC

Vencedor: Daniel Ricciardo da Red Bull

Haas F1 Team:

Esteban Gutiérrez – Arrancou de 13º, abandonou (problemas mecânicos, completou 40/56 voltas)

Romain Grosjean – Arrancou de 12º, abandonou (acidente, completou 8/56 voltas)

O Grande Prémio da Malásia, que se disputou este domingo no Sepang International Circuit, situado em Kuala Lumpur, provou ser um desafio frustrante para a Haas F1 Team, uma vez que os seus pilotos, Esteban Gutiérrez e Romain Grosjean, não terminaram a prova.

Gutiérrez arrancou do décimo terceiro lugar entre um pelotão de vinte e dois carros, mas sofreu um furo no pneu traseiro/direito, depois do toque protagonizado pelo Ferrari de Sebastian Vettel e o Mercedes do líder do Campeonato de Pilotos, Nico Rosberg. O contacto enviou para um pião o carro de Rosberg e espalhou pedaços de carbono pela pista.

O pneu no VF-16 de Gutiérrez não era mais que uma carcaça enquanto ele regressava sofregamente até às boxes para que lhe mudassem o pneu durante um período de Safety-Car Virtual (VSC – Virtual Safety Car). Um jogo usado de pneus Pirelli P Zero Amarelo/Macio foi montado no carro de Gutiérrez, regressando à pista para a corrida de cinquenta e seis voltas ao circuito de 5,543 quilómetros e quinze curvas no vigésimo lugar.

Grosjean, entretanto, ganhou vantagem com a confusão espoletada por Vettel e Rosberg e subiu três posições na classificação, avançando de décimo segundo para nono. Quando o Safety-Car Virtual terminou, Grosjean envolveu-se numa luta intensa com o McLaren de Fernando Alonso. Grosjean manteve o bicampeão mundial no seu encalço durante diversas voltas, até que Alonso passou Grosjean na sexta volta, subindo ao nono lugar.

A rodar no décimo lugar com o Toro Rosso de Carlos Sainz no seu encalço a menos de um segundo, Grosjean apontou os seus objectivos para manter o décimo posto e ganhar mais um ponto para a Haas F1 Team. Mas na nona volta essas aspirações rapidamente se evaporaram.

Quando Grosjean aplicou os travões para reduzir a velocidade do seu VF-16, depois de ter realizado a recta da meta rumo à apertada primeira curva, o seu pedal foi ao fundo. O carro atravessou-se de um lado para o outro, bloqueando as rodas, e enviou Grosjean para fora da pista e para dentro da escapatória de gravilha. Ele saiu do seu carro sem problemas físicos, mas bastante insatisfeito.

As coisas foram de mal a pior na quadragésima primeira volta quando Gutiérrez perdeu a sua roda dianteira/esquerda na pequena recta que vai até a Curva 9. Gutiérrez parqueou com segurança o seu VF-16 imediatamente. Depois de sair do seu carro, juntou-se ao seu colega de equipa no paddock.

Na frente da corrida, era a Red Bull que levava a melhor, assegurando uma dobradinha no Grande Prémio da Malásia. Daniel Ricciardo liderou a ofensiva, terminando com uma vantagem de 2,443s para o seu colega de equipa, Max Verstappen. Foi a quarta vitória na carreira de Fórmula 1 de Ricciardo, a sua primeira na temporada e em Sepang.

A luta entre os pilotos da Mercedes, Rosberg e Lewis Hamilton, sofreu mais um episódio dramático, quando Hamilton sofreu um problema de motor terminal na quadragésima primeira volta. A sua desistência combinada com o terceiro lugar de Rosberg oferece a este uma vantagem de vinte e três pontos quando faltam cinco corridas para terminar a temporada.

Com dezasseis dos vinte e um rounds da temporada de Fórmula 1 disputados, a Haas F1 Team permanece no oitavo lugar do Campeonato de Construtores com vinte e oito pontos. A equipa americana manteve a diferença de dezanove pontos para a Toro Rosso, a sétima classificada, ao passo que a Renault, que está no nono posto, reduziu a sua desvantagem para vinte graças ao ponto marcado por Jolyon Palmer, que terminou em décimo.

O próximo evento é o Grande Prémio do Japão, que se disputa no Circuito de Suzuka no próximo dia 9 de Outubro.

“Tivemos uma falha de travões. Não sei ainda o que aconteceu, mas o pedal foi ao fundo e tive que evitar o carro que estava à minha frente. Os nossos dados não deram qualquer aviso. É uma pena. Tivemos uma boa primeira volta e estávamos de olho nos pontos, dado que estávamos a rodar entre os dez primeiros. As coisas não correram muito bem. Estava a lutar como Fernando (Alonso). Ele tinha potência, era difícil mantê-lo atrás de mim. Depois tentei manter o ritmo dele. O plano era manter os pneus vivos durante algum tempo. Infelizmente não chegámos a esse ponto.”

“Hoje tivemos um grande arranque. Tudo correu muito bem até à primeira curva, infelizmente, sofri um furo no meu pneu traseiro/direito, quando o Kevin (Magnussen) me tocou por trás. Tive então que vir para a boxe. O fundo plano estava danificado e quando regressei à pista estava ter que lutar bastante, dar o máximo para recuperar lugares, mas o carro não estava fácil de pilotar. Tivemos que abandonar depois da minha segunda paragem nas boxes devido a um problema mecânico. No geral, foi um fim-de-semana muito desapontante, mas temos que nos manter concentrados e manter o ritmo agora que vamos para o Japão.”

“Depois de termos visto a luz ao fundo do túnel, depois da qualificação de ontem, quando penso que realizámos um bom trabalho, hoje tudo se tornou escuro novamente. Não sei o que aconteceu com os dois carros. Um teve um problema de travões e o outro, obviamente, perdeu uma roda. Teremos que verificar o que realmente falhou nos travões do carro do Romain. Perdemos uma roda no carro do Esteban, mas ainda não sabemos porquê. A troca de pneus pareceu ter corrido bem e ele saiu. Temos que perceber se foi alguma peça que falhou ou se a roda não ficou bem apertada, mas ainda não sabemos. Obviamente, agora vamos para o Japão. Vamos tentar colocar-nos numa melhor posição, novamente.”

O décimo sétimo round do Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1 de 2016 é o Grande Prémio do Japão, que se disputa no Circuito de Suzuka. Os treinos-livres iniciam-se no dia 7 de Outubro , seguindo-se a qualificação a 8 e a corrida a 9.
Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s