#Porsche : #16ValvulasEntrevista Pedro Marreiros sobre o #IberianPorscheMeeting

Cartaz oficial

A poucos dias da passagem por Évora da maior concentração de modelos Porsche em Portugal , fomos aqui no 16Válvulas falar com Pedro Marreiros , um dos organizadores deste encontro.

Assim nos próximos minutos vão poder ficar a saber tudo sobre este encontro ibérico que tem o seu início em Cascais , passa por Évora e termina um fim de semana de muitas actividades em Portimão , no Autódromo Internacional do Algarve.

Oportunidade para conhecerem um pouco mais dos regulamentos para esta prova que vai ter passagem tanto em Auto-Estrada como também nos IP´s de ligação de Évora até Portimão.

No final fica a informação sobre o local onde vai decorrer em Évora a “City Power Stage” , bem como a informação importante da presença neste Meeting do ex-piloto F1 e ex-WEC , Mark Webber.

Em suma: é nesta entrevista que podem ficar a saber mesmo tudo para o Iberian Porsche Meeting!

Cliquem AQUI para ouvirem a 1ª parte

e

AQUI para ouvirem a 2ª parte

 

 

#F4 : #16ValvulasEntrevista Bruno Carneiro , nome a fixar!

Bruno Carneiro@ foto escolha pessoal
Bruno Carneiro@ foto escolha pessoal

O meu entrevistado de hoje tem 17 anos mas já é uma aposta segura para o futuro.

Chama-se Bruno Carneiro e nasceu no Brasil mas desde muito novo foi para os E.U.A. onde começou no Kart e tem feito uma carreira regular , com importantes conquistas que lhe permitiram ir para a Fórmula 4 na China onde esteve em destaque o que lhe valeu presença na Gala da F.I.A.

Nesta entrevista ficam a conhecer um pouco mais deste jovem com cara de míudo , onde nos revela ainda ambições para um futuro no “Motorsport” , quem sabe até na Fórmula1!

Em suma: mais uma entrevista para guardarem pois vão de certo ouvir falar neste nome no futuro. Aposta 16Válvulas!

Cliquem AQUI para ouvirem e subscreverem o Podcast do 16Válvulas

#WTCC : #16ValvulasEntrevista Paulo Maria sobre fusão de #fotografia e #Motorsport

Paulo Maria@ foto escolha pessoal
Paulo Maria@ foto escolha pessoal

Mais uma vez o 16Válvulas apresenta em entrevista outro dos protagonistas do espetaculo do Desporto Motorizado : os fotógrafos.

Nesta ocasião trazemos até vós aquele que é unanimamente considerado um dos fotógrafos de top na elite Mundial. Falamos do português Paulo Maria.

Assim nos próximos minutos vão poder perceber o seu percurso desde o Rali de Portugal dos anos 90 quando acompanhava os troços de Arganil até aos dias de hoje onde se divide entre o WTCC , WRX , TT e até FórmulaE , numa carreira onde comemora quase um quarto de século.

Ocasião ainda de percebermos um pouco das ferramentas que utiliza no seu trabalho e que lhe faz produzir trabalhos fotográficos de qualidade ímpar.

Em suma: mais uma entrevista que nos orgulhamos de apresentar com um dos portugueses mais conhecidos a nível do Desporto Motorizado Mundial e que não devem perder por nada!

Cliquem AQUI para ouvirem e subscreverem o Podcast do 16Válvulas!

 

 

 

@F1 : #16ValvulasEntrevista Zak Brown (Entrevista em inglês)

English Version , click Here

Zak Brown @ foto escolha pessoal
Zak Brown @ foto escolha pessoal

Oportunidade de apresentarmos em entrevista um dos novos rostos da F1 e que seguramente vai ter uma palavra a dizer sobre o futuro da modalidade.

Assim nos próximos minutos vão poder ficar a conhecer um pouco mais de Zak Brown , americano que além de nos seu currículo ter muita experiência em Marketing desportivo , nomeadamente relacionado com a entrada de novos patrocinadores na F1 , tem também um passado de competição como piloto e diretor da equipa United Motorsports.

No final oportunidade de percebermos a sua opinião sobre o desfecho do Mundial de F1 para este ano , onde revela a sua preferência entre os 2 pilotos que vão decidir o Campeonato de Pilotos deste ano.

Em suma: Mais um entrevista importante , com um exclusivo Mundial no que à imprensa especializada em Desporto Motorizado e que o 16Válvulas se orgulha de apresentar:

Cliquem AQUI para ouvirem e partilharem o Podcast do 16Válvulas

#Porsche vence #24Horas #LeMans

A 84ª prova das 24 Horas de Le Mans será recordada para sempre pelo seu dramático final a 19 de Junho de 2016. A Porsche levou para casa a sua 18ª vitória quando o Toyota, que liderava, desistiu na última volta.

O ritmo na frente da corrida no duelo com o construtor japonês e as constantes trocas de liderança na prova, obrigou tudo e todos a irem para lá do limite. Oliver Blume, Presidente do Concelho executivo da Porsche AG, testemunhou o acontecimento a partir das boxes da equipa: “O que aconteceu em Le Mans é praticamente incompreenssível. Desde a primeira à ultima volta, esta corrida foi uma competição de nível extremo em termos de desporto e tecnologia – e entusiasmante, também. A prova pediu o máximo dos nossos veículos, dos nossos pilotos e da nossa equipa. Ora estávamos na liderança ou a tentar reduzir a distância para a Toyota. Lutámos até ao fim e nunca desistimos. O espírito foi recompensado no final. Temos um enorme respeito pela Toyota.”
 A equipa vencedora, Romain Dumas (FR), Neel Jani (CH) e Marc Lieb (DE) no carro nº2 completou 384 voltas (5.233,54 quilómetros).
 O carro nº2 liderou a corrida durante 51 voltas. O carro nº1 , de Timo Bernhard (DE), Brendon Hartley e Mark Webber (AU) liderou durante 52 voltas no primeiro terço da corrida.
 Devido a muitas fases com velocidade reduzida causadas por periodos com safety car e zonas lentas, a distância percorrida na prova foi de quase menos 150 quilómetros comparativamente a 2015.
Por 327 das 384 voltas, o carro nº2 conseguiu obter o ritmo máximo de corrida. Em 57 voltas, nem o safety car estava na pista ou pelo menos nenhuma das denominadas zonas lentas estava assinalada – isto significa que eram permitidas velocidades de apenas 80 km/h, por razões de segurança, em determinados pontos dos 13,629 km do circuito.
 No total a prova viu quatro periodos de safety car (16 voltas) e 24 zonas assinaladas como lentas.
 O carro nº2 gastou um total de 38 minutos e cinco segundos nas boxes para reabastecimento e troca de pneus. Devido à troca da bomba de água e reparações dos danos dessa consequência, o carro nº1 esteve nas boxes um total de duas horas, 59 minutos e 14 segundos.
 A média de velocidade do Porsche 919 Hybrid vencedor foi de 216.4 km/h.
 A velocidade máxima de um Porsche 919 Hybrid em corrida foi 333.9 km/h, alcançada por Brendon Hartley na volta nº50.
 O Porsche 919 Hybrid recuperou e utilizou 2,22 kWh (8 megajoules) por volta. Se fosse uma central elétrica, uma casa de família conseguia fornecimento de energia elétrica durante 3 meses.
 O carro nº2 foi reabastecido 30 vezes, o carro nº1 , 20 vezes.
 O carro nº2 utilizou 11 jogos de pneus na corrida. O primeiro jogo de pneus foi de chuva, todos os restantes foram slick.
 A maior distância efetuada com um jogo de pneus foram 53 voltas, com Marc Lieb ao volante.
 A paragem mais rápida nas boxes da equipa da Porsche, incluindo uma troca de pneus e de piloto, foi de 1:22.5 minutos.
 A paragem mais rápida nas boxes para reabastecimento foi efetuada em 65.2 segundos.
 A caixa de velocidades do Porsche vencedor foi utilizada por 22.984 vezes (passagens de caixa e reduções) durante as 24 horas.
 Neel Jani, do carro vencedor, passou o maior periodo de tempo ao volante, com nove horas e 24 minutos. Romain Dumas efetuou o maior periodo de tempo contínuo dentro do carro.
 Os pilotos tinham 0,85 litros de bebida no carro por cada turno. A garrafa foi sempre trocada a cada reabastecimento nas boxes.
 Para a melhor visibilidade possível, os protótipos possuíam quatro camadas de protecção nos pára-brisas, que eram removidas sempre que necessário.
 A temperatura ambiente mais elevada durante a corrida foi de 22,4 graus Celsius às 17h30. A mais baixa foi de 12,3 graus Celsius às 06h15.
 Foram transmitidos para as boxes 32.11 gigabytes de dados a partir do carro nº2 durante as 24 horas.
 Após 3 rondas do FIA World Endurance Championship, com pontos duplos em Le Mans, a Porsche lidera agora o Campeonato com 1 27 pontos, seguida da Audi (95) e da Toyota (79). No campeonato do mundo de pilotos, Dumas/Jani/Lieb obtiveram 94 pontos e lideram com uma diferença de 39 pontos. Bernhard/Hartley/Webber estão na 19ª posição com 3.5 pontos.

 

#24Horas #LeMans: Dunlop celebra a 6ª vitória consecutiva em LMP2

A Dunlop volta a triunfar nas 24 horas de Le Mans, na intensa e competitiva categoria LMP2, com os sete primeiros classificados a utilizar pneus Dunlop. Estes sete participantes levavam chassis de seis marcas fabricantes distintas.

logo-dunlop1
Dunlop

Como habitualmente acontece nas corridas de resistência, a equipa que se depara com um menor número de dificuldades acaba por ganhar a corrida, e Signatech Alpine conquistou uma vitória mais que merecida na LMP2 deste ano. Gustavo Menezes, Nicolas Lapierre e Stéphane Richelmi alcançaram a meta depois de 357 voltas. Em Le Mans, ocorreram 30 mudanças na liderança entre seis equipas diferentes durante a corrida, mas foi o Alpine-Nissan que se manteve na linha da frente até à 12ª hora da final, a meio caminho. A competição mais próxima era a equipa do Oreca-Nissan da G Drive Racing  (Rusinov/Stevens/Rast), que finalizou a mesma volta com dois minutos e 40 segundos a mais. Completando o pódio Dunlop, destaca-se o trio Petrov/Shaytar/Ladygin no número 37 BR01-Nissan.

A nova gama de pneus Dunlop para 2016 mostrou o seu fantástico desempenho na LMP2, dado que nenhuma das equipas mudou de pneus durante quatro voltas (mantendo o mesmo conjunto de pneus em quatro paragens na box).

O maior destaque para a Dunlop foi o facto de várias equipas utilizarem, com êxito, o mesmo conjunto de pneus, durante cinco voltas, pela primeira vez no Campeonato do Mundo de Resistência (WEC) da FIA.

Dunlop demonstra o seu compromisso com as equipas parceiras

Pela primeira vez desde 2012, as equipas elegeram a Dunlop para mais duas categorias para além de LMP2, as categorias LMP1 e GTE.

Na LMP1, o número 13 da equipa Rebellion Racing, formado por Tuscher/Imperatori/Kraihamer, foi o melhor privado durante grande parte da corrida, mas retirou-se durante a noite devido a problemas técnicos, perdendo assim o quinto lugar.

LMGTE

O vencedor das 6 Horas de Spa, o número 98 Aston Martin Racing V8 Vantage, liderou a LM GTE Am na oitava hora, até uma avaria provocada por uma colisão lhe ter perdido algumas posições e, eventualmente, obrigando-o a retirar-se devido a problemas técnicos. O seu carro irmão, o número 99, terminou em sétimo lugar na categoria. O número 95 LM GTE Pro class completou uma volta um segundo mais rápido do que o seu melhor tempo conseguido em 2015, finalizando em quinto lugar acima do número 97, tendo ambos conseguido uns valiosos pontos em WEC.

Estatísticas de Dunlop em Le Mans

  • Sete primeiros na categoria LMP2;
  • Seis fabricantes de LMP2 entre os sete primeiros;
  • Sete equipas diferentes lideraram as categorías com pneus Dunlop;
  • Novo recorde na categoria LMP2 (Manor Racing/ Mehri 3:36.259 en la vuelta 257);
  • Nova volta rápida para o Aston Martin LMGTE Pro;
  • Primeira corrida com cinco voltas sem parar nas boxes na categoria LMP2 no Campeonato Mundial de Resistência da FIA.

Jean-Felix Bazelin, Diretor de Operações de Dunlop Motorsport

“O Le Mans é a corrida de resistência por excelência. Tem sido um bom ano de aprendizagem com o desenvolvimento das nossas equipas em LMP1 e GTE, com ótimos resultados na categoria LMP2. Os nossos pneus tiveram uma excelente prestação, conseguindo realizar cinco voltas pela box sem parar, pela primeira vez em todas as equipas, contando com a durabilidade da nossa gama apropriada para, pelo menos, 4 voltas”.

#LeMans24 : opinião de Hugo Ribeiro fundador do #LeMansPortugal

Hugo Ribeiro na 2ª fila , 4º da esq para a dta@foto escolha pessoal
Hugo Ribeiro na 2ª fila , 4º da esq para a dta em 2011@foto escolha pessoal

Tradição no 16Válvulas é ouvirmos o fundador do site de referência do Mundial de resistência , Le Mans Portugal , Hugo Ribeiro.

Mais uma vez isso aconteceu para a edição de 2016.

Assim , mesmo com a suspensão do projeto dos irmãos Ribeiro , fomos ouvir Hugo que nos falou de edições anteriores da 24h bem como da opinião sobre este ano.

Ocasião ainda para falarmos do futuro.

No final Hugo lembrou que o ACO não obrigou ao encerramento do site , por causa do nome , mas pelo contrario do que se especulou…

Em suma: mais uma entrevista que vale a pena ouvir , principalmente em fim de semana da prova de La Sarthe e que não devem perder por nada!

Cliquem AQUI para ouvirem e subscreverem o Podcast do 16Válvulas

Gama de pneus Dunlop para Le Mans 2016

Em 2016, a Dunlop vai fornecer pneus para 27 carros nas quatro categorias do Le Mans, mais do que em qualquer outra edição deste milénio. A Dunlop irá levar mais de 6.000 pneus, recorrendo a 10 camiões e mais de 80 pessoas para serviços de montagem, engenharia e apoio técnico.

logo-dunlop1
Dunlop

Cada categoria possui regulamentações e exigências diferentes e, em consequência, especificações de pneus distintas.

LMP1 – Gama de pneus confidencial

  • A Dunlop regressa à competição de LMP1 pela primeira vez desde 2012;
  • Dois carros da Rebellion Racing e um CLM da equipa Bykolles Racing;
  • Pneus permitidos por carro:

o   Treinos livres, qualificação e aquecimento: 28

o   Corrida: 64

o   Pneus suplementares para utilizar em qualquer sessão: 4

A Dunlop desenvolveu novos pneus para estas equipas e está autorizada a continuar a trabalhá-los ao longo do ano. Embora o número de pneus para cada prova esteja limitado, é possível que as especificações mudem para as corridas futuras.

LMP2 – Especificação definida (macio, médio, médio-plus, intermédio, piso molhado)

  • Competição aberta de pneus;
  • 20 dos 23 concorrentes optaram por competir com pneus Dunlop;
  • As três especificações de piso seco declaradas no início da época estão disponíveis para a prova;
  • Pneus permitidos por carro:

o   Treinos livres, qualificação e aquecimento: 7 conjuntos (2 dianteiros + 2 traseiros)

o   Corrida: 16 conjuntos

o   Pneus suplementares para utilizar em qualquer sessão: 4

A gama de LMP2 é completamente nova e partiu das excelentes prestações de 2015, mas com uma “janela de trabalho” mais ampla e maior consistência.

LMGTE Pro – Gama de pneus confidencial

  • Produto personalizado para a Aston Martin Racing;
  • 2 carros;
  • Pneus permitidos por carro:

o   Treinos livres, qualificação e aquecimento: 8 conjuntos (2 dianteiros + 2 traseiros)

o   Corrida: 16 conjuntos

o   Pneus suplementares para utilizar em qualquer sessão: 4

A gama LMGTE Pro continuará a ser desenvolvida ao longo da época.

LMGTE Am – Especificação definida (macio, médio, médio-plus, intermédio, piso molhado)

  • 2 carros;
  • A especificação para toda a época é a que foi declarada na prova de Silverstone;
  • Pneus permitidos por carro:

o   Treinos livres, qualificação e aquecimento: 8 conjuntos (2 dianteiros + 2 traseiros)

o   Corrida: 16 conjuntos

o   Pneus suplementares para utilizar em qualquer sessão: 4

Mike McGregor, Diretor de Testes e Apoio de Pista da Dunlop

“2016 está a ser um excelente ano para a Dunlop. Este ano temos mais carros que optaram por competir com pneus Dunlop do que em qualquer outro ano do milénio (o recorde anterior era de 23 carros, em 2012). Dispomos de uma gama totalmente nova de pneus para as quatro categorias, o que representou um excelente trabalho dos nossos projetistas e das nossas fábricas durante o inverno. Procedemos também a testes muito detalhados para que as combinações pneus/chassis das nossas equipas funcionem o melhor possível. Os programas de desenvolvimento de LMP1 e LM GTE Pro estão a evoluir bem e são um passo importante para o nosso regresso a essas categorias.

Em LMP1, já registámos alguns resultados excelentes em Silverstone e Spa, nomeadamente dois lugares no pódio geral, o que mostra que estamos no rumo certo. Em LMP2, temos a maioria dos carros em equipas Dunlop, o que significa que estamos direcionados para a vitória, mas a concorrência é forte pelo que tudo isto está longe de ser um dado adquirido. Os nossos Aston Martins já conheceram o sabor do sucesso este ano, por isso esperamos disputar lugares no pódio nas duas categorias”.

As 24 Horas de Le Mans, terceira corrida do Campeonato do Mundo de Resistência da FIA, começam às 15.00 CEST de sábado, 18 de junho.

#24Horas #LeMans: Pedro Lamy confiante num bom resultado

Pedro Lamy regressa este fim-de-semana a Le Mans, França, para a disputa da 84ª edição da mais famosa e mediática prova de resistência automobilística do mundo, as 24 Horas de Le Mans. Na sequência dos bons resultados conseguidos desde o início da temporada do WEC, permitindo-lhe estar na liderança da categoria GTE Am, o piloto português parte bastante motivado para mais este grande confronto do Mundial de Resistência.

Lamy2
Pedro Lamy

Os melhores pilotos de resistência da atualidade estão reunidos em Le Mans com o intuito de lutar pela vitória da mais importante e emblemática prova de resistência do Mundo. Entre eles está Pedro Lamy que volta a representar Portugal ao mais alto nível. Inscrito na categoria GTE Am, o piloto português terá como companheiros de equipa no Aston Martin Vantage GTE #98 da equipa oficial inglesa, Paul Dalla Lana e Mathias Lauda.

“Numa prova como Le Mans o mais importante é a fiabilidade do carro e nesse campo julgo estarmos bem preparados. Apesar de ser uma prova de resistência, andamos praticamente sempre no limite como que se tratasse de uma corrida de “sprint”, mas com 24 horas de duração. É necessário uma boa estratégia, gestão e coordenação entre toda a equipa de forma a estar ao mais alto nível ao longo de toda a prova”, começou por contar Pedro Lamy que conhece bem a dureza da prova francesa.

“Os nossos adversários têm estado muito fortes desde o início da época e será certamente uma corrida muito disputada e difícil. Teremos que ter um carro rápido e ao mesmo tempo fiável e tentar não ter qualquer problema se quisermos alcançar os nossos objetivos. A equipa está toda muito motivada pelo que daremos o máximo para lutar por uma boa classificação final”.

As sessões de treinos livres e de qualificação terão lugar hoje e amanhã, sendo que sexta-feira estará reservada para a tradicional “parada” dos pilotos no centro de Le Mans. Sábado, pelas 14 horas (em Portugal) será dada a largada para a 84ª edição das 24 Horas de Le Mans.