#WTCC : #16ValvulasEntrevista Paulo Maria sobre fusão de #fotografia e #Motorsport

Paulo Maria@ foto escolha pessoal
Paulo Maria@ foto escolha pessoal

Mais uma vez o 16Válvulas apresenta em entrevista outro dos protagonistas do espetaculo do Desporto Motorizado : os fotógrafos.

Nesta ocasião trazemos até vós aquele que é unanimamente considerado um dos fotógrafos de top na elite Mundial. Falamos do português Paulo Maria.

Assim nos próximos minutos vão poder perceber o seu percurso desde o Rali de Portugal dos anos 90 quando acompanhava os troços de Arganil até aos dias de hoje onde se divide entre o WTCC , WRX , TT e até FórmulaE , numa carreira onde comemora quase um quarto de século.

Ocasião ainda de percebermos um pouco das ferramentas que utiliza no seu trabalho e que lhe faz produzir trabalhos fotográficos de qualidade ímpar.

Em suma: mais uma entrevista que nos orgulhamos de apresentar com um dos portugueses mais conhecidos a nível do Desporto Motorizado Mundial e que não devem perder por nada!

Cliquem AQUI para ouvirem e subscreverem o Podcast do 16Válvulas!

 

 

 

#16Valvulas : O Desporto Motorizado não mais vai voltar a ser o mesmo!

logo 16va

 

 

Agora é oficial!

 

O Desporto Motorizado vai passar a ter uma nova ferramenta de divulgação.

 

Assim é com orgulho que anunciamos o regresso de um dos Programas de Radio sobre Desporto Motorizado mais antigos do país.

Aos Domingos o ponto de encontro dos amantes do chamado Motorsport é na Radio Telefonia do Alentejo , no Programa 16Válvulas.

-Programa de uma hora de duração emitimos entre as 9 e as 10 da manhã com repetição na programação da RTA e posterior disponibilização em Podcast.

A apresentação e realização vão estar a cargo de Gonçalo Sousa Cabral e António Ribeiro.

Mais detalhes aqui:

Pagina oficial

#AtlanticRacingTeam : #16ValvulasEntrevista Mario Rocha proprietário da Equipa Internacional

Mario Rocha @foto escolha pessoal
Mario Rocha @foto escolha pessoal

Regressamos hoje às entrevista com o tema do Mundo Virtual das corridas.

Fazemo-lo com Mario Rocha que é proprietário de uma estrutura internacional que compete em vários Campeonatos por esse Mundo fora de nome Atlantic Racing Team.

Oportunidade de conhecermos em detalho o trabalho de bastidores necessário para colocar de pé uma equipa com pilotos de várias nacionalidades e que tem no palmarés em permanente actualização o impressionante numero de 103 Campeonatos ganhos , 436 recordes , 700 vitórias , 1889 podiums e 731 pole-positions.

No final oportunidade para percebermos gostos e opiniões pessoais sobre as corridas reais , com opinião sobre Circuitos citadinos nomeadamente o Circuito da Boavista e as razões para ausências de corridas recentemente decididas.

Em suma: uma entrevista com muitos motivos de interesse e estou certo , não vão querer perder por nada!

Cliquem AQUI para ouvirem e subscreverem o Podcast do 16Válvulas

 

#16VálvulasEntrevista José Manuel Leite sobre organização e leis no Desporto Motorizado

José Manuel Leite @foto escolha pessoal
José Manuel Leite @foto escolha pessoal

Oportunidade de ouvirmos no 16Válvulas alguém que faz das leis do Desporto Motorizado o seu modo de ligação a esta paixão.

Falámos com José Manuel Leite , advogado de profissão mas que contribui com o seu conhecimento das leis com vários clubes organizadores de provas , mas também com pilotos e FPAK , fazendo do dialogo a sua maneira de intervir.

Quanto ao trabalho na FPAK refere pertencer ao Tribunal de Apelo , onde explica com bastantes detalhes o seu trabalho e dos outros Juízes.

No final ficaram palavras elogiosas ao trabalho da actual direcção da FPAK , liderada pelo seu Presidente Manuel Mello Breyner.

Em suma: mais uma importante entrevista de que estou certo não  querer perder por nada!

Cliquem AQUI para ouvirem e susbcreverem o Podcast do 16Válvulas

Acidente nega bom resultado a Álvaro Parente

A corrida de estreia de Álvaro Parente na Stock Car Brasil, realizada em Interlagos, não podia ser mais madrasta para o português, dado o seu colega de equipa ter sido forçado a abandonar quando seguia em quinto devido a um toque de outro piloto.

Álvaro Parente
Álvaro Parente

Depois da boa performance na qualificação de ontem – em que assinou o terceiro crono da sua qualificação, o que lhe valeu o quinto lugar na grelha de partida – o portuense e Denis Navarro – o titular do carro número cinco da Voxx Racing Team – tinham as expectativas altas para a prova de hoje.

A prova adivinhava-se difícil, dado que a pista estava bastante molhada, tendo as duas primeiras voltas sido efectuadas com o Safety-Car em pista, mas assim que a corrida iniciou a sua fase competitiva o piloto brasileiro adoptou uma toada cuidadosa, mantendo-se na quinta posição com os quatro primeiros ao seu alcance.

No entanto, Denis Navarro acabou por sofrer um toque de um piloto demasiado optimista, o que despoletou um violento embate, deixando o carro da equipa brasileira bastante maltratado, levando o duo luso-brasileiro à desistência.

“Tivemos azar na corrida de hoje, nem sequer entrei no carro! Com a pista bastante molhada no início, o Denis estava a realizar uma prova cuidadosa e, quando seguia em quinto, sofreu um toque que acabou por provocar um acidente e danificar bastante o nosso carro, ditando o nosso abandono. Olhando para a classificação do outro carro da Voxx Racing Team – terminou em quarto encostado no terceiro classificado –, penso que seria possível alcançar um lugar no pódio, mas as corridas são assim”, admitiu com resignação Álvaro Parente.

Apesar do desfecho da prova de hoje longe das suas fundadas expectativas, o piloto português demonstra-se muito agradado com o contacto com uma realidade nova e diferente, não deixando de agradecer à equipa e ao seu colega todo o apoio evidenciado ao longo de todo o fim-de-semana. “Resta-me agradecer à Voxx Racing Team e ao Denis Navarro o convite que me fizeram e a forma como me ajudaram na minha adaptação ao campeonato, ao carro e ao circuito. Foi uma experiência muito enriquecedora e, quem sabe, se no futuro não poderá haver outra oportunidade”, afirmou Álvaro Parente.

Stock Car: estreante faz história e vence em Interlagos

A Stock Car viveu um momento mágico neste domingo em Interlagos quando o tocantinense Felipe Fraga, estreando com apenas 18 anos e tendo como parceiro na primeira corrida em dupla da história da categoria o experiente paranaense Rodrigo Sperafico, conquistou a vitória na abertura da temporada em Interlagos. Num domingo pontuado pela chuva, acidentes e a intervenção do carro de segurança, Fraga se transformou no centro das atenções ao encarar como gente grande rivais como o pole e pentacampeão Cacá Bueno, seu companheiro na primeira fila. O pódio foi completado por Valdeno Brito-Jeroen Bleekemolen e Marcos Gomes-Mauro Giallombardo.218461_390028_corrida__10__web_

Tímido, ainda com dificuldades para enfrentar o assédio da imprensa, Fraga – da equipe comandada pelo diretor-técnico Mauro Vogel – até que comemorou de forma contida. “Estou muito feliz. Já venci em outras estreias, mas esta foi especial porque a Stock Car é uma das categorias mais importantes do automobilismo internacional. O carro esteve sempre bom e hoje tudo encaixou certinho”, explicou o único representante da Região Centro-Oeste.

Com formato totalmente diferenciado – o reabastecimento e a troca de quatro pneus também foram obrigatórias -, o sistema de pontos também foi modificado para a prova inédita. Apenas os 12 primeiros pontuaram e coube à dupla Júlio Campos-Fábio Carbone, da Prati-Mico’s Racing, levar o último pontinho em disputa. Campos, no entanto, depois de partir em 15º, não escondeu a irritação com a batida que levou de Luciano Burti. “Ele fez as trapalhadas de costume”, queixou-se. “Perdemos algum tempo na parada de boxes, por causa do mau funcionamento do sistema de reabastecimento, mas era uma corrida em que poderíamos ter terminado entre os cinco primeiros. Quando entreguei o carro ao Carbone, estava à frente de vários pilotos que voltaram antes à pista”, continuou. Campos elogiou o desempenho do parceiro. “Ele foi muito bem e soube aproveitar o fato de ter sido o único da nossa equipe a ter treinado na chuva”, acrescentou. Sobre as próximas etapas, alertou para a necessidade de evolução. “Precisamos largar mais à frente no grid”, concluiu.

Reunindo dois ex-pilotos da Fórmula 1 e uma das grandes atrações do fim de semana, a dupla formada pelo titular Antonio Pizzonia e o convidado Bruno Senna viveu um domingo complicado pelo toque recebido pouco depois da largada. Pizzonia foi atingido pelo carro de Alceu Feldmann, despencou na classificação e viu a corrida – em que partira em 18º – comprometida de início. “O carro ficou todo torto”, lamentou o amazonense. Bruno disse que a performance nem foi tão prejudicada, “Deu para me virar assim mesmo quando a pista estava ainda bastante molhada. Quando começou a secar, os pneus passaram a esquentar demais e o carro começou a sair demais de traseira”, analisou. Sobre a rodada na chicane, classificou como incidente normal de corrida. “Reduzi para segunda por causa de um piloto mais lento e quanto toquei no acelerador o carro virou.”

Pizzonia e Bruno completaram em 22º. Mesmo desapontado com a colocação final, Bruno gostou da segunda participação na Stock Car – disputou a Corrida do Milhão em dezembro. “Foi mais uma experiência numa categoria forte, com ótimos pilotos. Gostei também bastante do clima da equipe, que me recebeu muito bem”, agradeceu. Neste início de semana, ele embarca para a Malásia, onde passará a integrar a equipe da Sky Sport da Inglaterra na cobertura dos grandes prêmios de Fórmula 1.

O resultado da prova (sujeito a verificações técnicas e desportivas):

1 – Felipe Fraga/Rodrigo Sperafico – Vogel Motorsport – Chevrolet – 25 voltas em 52min56s982
2 – Valdeno Brito/Jeroen Bleekemolen – Shell Racing – Chevrolet – a 5s903
3 – Marcos Gomes/Mauro Giallombardo – Schin Racing Team – Peugeot – a 10s804
4 – Sergio Jimenez/Mark Winterbottom – Voxx Racing Team – Peugeot – a 11s059
5 – Daniel Serra/Alessandro Pier Guidi – Red Bull Racing – Chevrolet – a 17s949
6 – Átila Abreu/Nelson Piquet Jr – Mobil Super Racing – Chevrolet – a 18s710
7 – Cacá Bueno/Juan Manuel Silva – Red Bull Racing – Chevrolet – a 18s935
8 – Tuka Rocha/Craig Dolby – RZ Motorsport – Chevrolet – a 22s089
9 – Rubens Barrichello/Augusto Farfus – Full Time Competições – Chevrolet – a 25s274
10 – Popó Bueno/Gabriel Ponce de Léon – Shell Racing – Chevrolet – a 27s932
11 – Ricardo Zonta/Diego Aventin – RZ Motorsport – Chevrolet – a 31s565
12 – Julio Campos/Fabio Carbone – Prati-Mico’s Racing – Peugeot – a 32s099
13 – Galid Osman/Cesar Ramos – Ipiranga-RCM – Chevrolet – a 36s166
14 – Nonô Figueiredo/Miguel Molina – Mobil Super Racing – Chevrolet – a 37s071
15 – Ricardo Mauricio/Oswaldo Negri – Eurofarma RC – Chevrolet – a 38s775
16 – Bia Figueiredo/Duda Pamplona – ProGP – Chevrolet – a 50s170
17 – Luciano Burti/Ricardo Rosset – Vogel Motorsport – Chevrolet – a 55s439
18 – Raphael Matos/Felipe Maluhy – Hot Car Competições – Chevrolet – a 1min00s322
19 – Felipe Lapenna/Chico Serra – Hot Car Competições – Chevrolet – a 1min00s919
20 – Gabriel Casagrande/Enrique Bernoldi – C2 Team – Chevrolet – a 1min01s558
21 – Lucas Foresti/Antonio Jorge Neto – RC3 Bassani – Peugeot – a 1min01s593
22 – Antonio Pizzonia/Bruno Senna – Prati-Mico’s Racing – Peugeot – a 1min04s536
23 – Felipe Tozzo/Claudio Ricci – Boettger Competições – Peugeot – a 1min06s940
24 – Fabio Fogaça/David Muffato – Schin Racing Team – Peugeot – a 1min10s822
25 – Rafael Suzuki/Giuliano Losacco – ProGP – Chevrolet – a 1min18s538
26 – Diego Nunes/Jaime Melo – C2 Team – Chevrolet – a 8 voltas
27 – Beto Cavaleiro/Fabio Carreira – Hanier Racing – Peugeot – a 10 voltas
28 – Vitor Genz/Vitor Meira – Boettger Competições – Peugeot – a 20 voltas
29 – Denis Navarro/Alvaro Parente – Voxx Racing Team – Peugeot – a 21 voltas
30 – Max Wilson/Dean Canto – Eurofarma RC – Chevrolet – a 21 voltas
31 – Allam Khodair/Bruno Junqueira – Full Time Competições – Chevrolet – a 21 voltas
32 – Alceu FeldmannRoberto Merhi – Hanier Racing – Peugeot – a 22 voltas
33 – Thiago Camilo/Lucas Di Grassi – Ipiranga-RCM – Chevrolet – a 25 voltas

Álvaro Parente convidado para o Stock Car

O evidente talento de Álvaro Parente continua a ser reconhecido internacionalmente, tendo o piloto português sido convidado pela Voxx Racing Team a participar na etapa de abertura do competitivo campeonato brasileiro Stock Car, a realizar em Interlagos no mês que vem.

Álvaro Parente
Álvaro Parente

A competição do país irmão é fortíssima, contando com diversos ex-pilotos de Fórmula 1 no seu plantel, para além de especialistas da disciplina, o que garante uma qualidade de pilotagem notável.

A primeira prova de época deste ano, a realizar no histórico Autódromo José Carlos Pace, terá algumas características especiais, sendo cada carro pilotado pelo seu piloto regular e por um convidado. A Voxx Racing Team viu em Álvaro Parente as qualidades necessárias para o colocar num dos seus carros, fazendo equipa com Denis Navarro.

O português mostrou-se extremamente satisfeito com o convite da formação brasileira, atendendo à elevada selectividade da competição brasileira. “Fiquei muito contente com o convite da equipa Voxx Racing e tenho certeza de que será uma experiência memorável, dado que participarei numa categoria que é mundialmente reconhecida pelo seu forte nível técnico de pilotagem e num circuito com tanta história no automobilismo como Interlagos”, afirmou o piloto oficial da McLaren GT.

Álvaro Parente está consciente de que terá um profundo desafio pela frente, mas está apostado em dar o seu melhor e ajudar Denis Navarro, o piloto regular de um dos carros da Voxx Racing Team, a alcançar um bom resultado. “Como já disse, o nível de pilotagem é muito elevado e, portanto, estou consciente das dificuldades que terei pela frente, dado que não conheço o carro, a equipa, o circuito, o campeonato, etc. No entanto, vou dar o meu melhor de forma a poder justificar a confiança que a Voxx Racing Team depositou em mim e ajudar o Denis Navarro a conquistar uma boa classificação. Para além disso, é uma forma de conhecer um campeonato diferente e muito interessante e de realizar o meu primeiro contacto com Interlagos, circuito onde disputarei uma ronda do WEC”, apontou o piloto português.

A primeira prova da temporada do Stock Car será realizada no próximo dia 23 de Março em Interlagos, iniciando Álvaro Parente o seu primeiro contacto com a categoria no dia 21 durante os treinos-livres do evento realizado no circuito situado nos arredores de São Paulo.

Bruno Senna esperava mais, mas lembra “corrida longa”

Bruno Senna vai largar em 28º na Corrida do Milhão, prova que marcará sua estreia na Stock Car como convidado da organização e que apontará o campeão da temporada-2013. Depois do 18º lugar nos ensaios livres da véspera, o piloto da Equipe Raízen admitiu uma certa decepção com sua posição no grid deste domingo em Interlagos, mas lembrou que os treinos classificatórios são apenas a primeira parte do trabalho do fim de semana. “E a corrida será longa. Tem a questão da estratégia, do reabastecimento e da troca de pneus”, explicou.

Bruno Senna
Bruno Senna

Bruno disse que o tempo parado nos boxes nos ensaios da manhã cobrou um preço elevado no qualifying. “Perdi grande parte dos treinos e isso fez muita falta. Acabamos sofrendo um pouco mais que o previsto na classificação”, observou Bruno, que esperava partir no máximo até a 20ª colocação diante de adversários muito mais habituados à categoria e ao traçado paulistano, com sua chicane usada apenas em competições nacionais.

Os problemas de Bruno começaram com a quebra da correia do alternador, que, aliada a outros problemas, fizeram com que o piloto perdesse preciosas voltas no último treino livre. “Estou apenas no começo de aprendizado e cada volta faz diferença. Especialmente com pneus usados, onde ainda preciso evoluir para acompanhar o ritmo do pessoal”, reconheceu.

A corrida pagará o prêmio de um milhão de reais ao vencedor. Com humildade, Bruno lembra que a vitória sempre foi uma possibilidade distante e que a meta em Interlagos será evitar a habitual confusão na primeira curva e levar o carro da Equipe Raízen até à bandeirada. “Terminar a prova será o mais importante. Estou me divertindo e aprendendo. Hoje as coisas foram um pouco difíceis. Espero que amanhã as coisas sejam diferentes.”

Allam Khodair conquistou sua primeira pole no ano, enquanto o líder Thiago Camillo largará em 3º, ao lado do segundo colocado Daniel Serra.

Medley muda carro de Barrichello para cor-de-rosa no Paraná

Um dos mais conhecidos ícones da Stock Car, a tradicional cor verde da Medley dará lugar ao rosa no carro de Rubens Barrichello na etapa da Stock Car neste fim de semana em Curitiba. A mudança simboliza a adesão da empresa da área farmacêutica ao Outubro Rosa, campanha internacional criada com o propósito de chamar a atenção para a importância dos cuidados preventivos contra o câncer de mama. Presente na Stock Car desde 1996 e seu mais antigo patrocinador, a Medley está pela primeira vez abrindo mão totalmente de sua cor corporativa.

Carro da Medley
Carro da Medley

A ação faz parte do DNA de uma das marcas líderes do mercado brasileiro de medicamentos genéricos. “A Medley tem como uma de suas diretrizes trabalhar a comunicação em prol da conscientização do diagnóstico e tratamento das principais patologias junto à população brasileira. Nesse sentido, desenvolve, continuamente, uma série de ações em todo o território nacional, sempre em busca de auxiliar no acesso de saúde e bem-estar das pessoas. Na Stock Car não seria diferente. A Medley participa de eventos e apoia atividades com o intuito de levar a mensagem do esporte como propulsor de uma sociedade cada vez mais saudável”, justifica Maria Claudia Pontes, diretora de marketing genéricos.

A nova decoração promete chamar a atenção do público paranaense e dos telespectadores ao longo da 10ª etapa, que marca exatamente o aniversário de um ano da estreia de Barrichello no mesmo circuito da capital do estado. O carro foi pintado na própria oficina da equipe Medley/Full Time na cidade de Vinhedo, vizinha a Campinas. “Com a cor-de-rosa, trocamos nossa identidade visual pelo apoio a uma causa muito importante. A Medley, dessa forma, incentiva à prevenção a uma das doenças que, infelizmente, mais afeta a população feminina do país. Pretendemos que homens e mulheres se atentem à campanha e, juntos, tomem mais consciência dos seus riscos. A Medley e seu piloto Rubens Barrichello estão juntos nessa iniciativa tão importante”, concluiu Maria Claudia Pontes.

O carro cor-de-rosa de Rubens Barrichello poderá ser visto em ação a partir desta sexta-feira, quando a pista do Autódromo Internacional de Curitiba – Pinhais será aberto para os primeiros treinos livres. Cumprindo sua primeira temporada completa, Barrichello ocupa a 8ª colocação na classificação geral com 73 pontos e tem como destaques do campeonato o 2º lugar em Salvador e a pole e a melhor volta na segunda passagem da Stock Car por Cascavel no início de setembro.