#CNTT 2014 : João Belo fala sobre mudanças do TT após ausência de 4 anos

João Belo @foto press release oficial
João Belo @foto press release oficial

Regressado após um ausência de 4 anos , João Belo vem ao 16Válvulas falar sobre o que encontrou após este interregno.

Assim nos próximos minutos João Belo fala das motivações para este projeto de 2014 , com o regresso ao volante de Astra Proto na equipa de Nuno Matos.

Oportunidade ainda para abordarmos a presença na prova de abertura do CNTT 2014 , que no final se saldou por um abandono por problemas mecânicos.

No final oportunidade para uma análise sobre as mudanças do TT nacional desde a altura em que João deixou de competir , regressando em 2014.

 

Em suma: mais uma entrevista com temática do TT , com um piloto que regressa em grande e que não deve perder por nada!

Cliquem AQUI para ouvirem e subscreverem o Podcast do 16Válvulas

CPTT: Nuno Tordo ambiciona um Top 10 à geral alem de revalidação título na T2

Nuno Tordo
Nuno Tordo

É o regresso de um Campeão ao Blog dos Campeões.

Tido como um dos grandes ausentes da prova de abertura do CPTT 2013 , Nuno Tordo vem ao 16Válvulas explicar as razões da não presença no Ervideira 2013.

Ocasião ainda de percebermos ambições para o resto da temporada bem como análise à sua equipa e ao novo Navegador , Fernando Mendes.

No final tempo para os agradecimentos para quem tornou possível,  pela insistência , a presença de Nuno Tordo no CPTT depois da terrível perda no final do ano passado que pôs em causa a continuidade do piloto a nível competitivo.

Em suma: uma entrevista com a qualidade 16Válvulas , que não deve perder por nada!

Cliquem aqui para ouvirem e subscreverem o Podcast do 16Válvulas

Formula1 : Gp China – Crónica de Nuno Leite Castro

Mais uma Crónica NLC
Mais uma Crónica NLC

Vencedor: Fernando Alonso (Ferrari)

Pole Position: Lewis Hamilton (Mercedes AMG F1)

Volta mais rápida: Sebastian Vettel (Red Bull) – 1:36.808

A F1 voltou este fim de semana, desta vez na China, um mercado atrativo para todos os intervenientes da modalidade. Mas será um evento para os amantes do desporto, na televisão talvez, no circuito, duvido! A China não tem história na F1, se olharmos na estatísticas aparece tudo em branco, exceto, os GP’s aqui realizados desde 2004, fora isso nada há a acrescentar aos pergaminhos. Até o facto de um piloto chinês, Qing Hua Ma, estar ao volante de um Caterham não serve para fazer história, até porque ele no ano apssado também esteve ao volante de um HRT, mas não passa tudo de um golpe de markting. Então porquê realizar um GP na China, há diversos factores para essa situação acontecer,

1º levar até aos chineses a modalidade e criar o interesse e despertar a curiosidade,

2º é uma das maiores potências económicas do planeta,

3º Bernie Ecclestone definitivamente está a pôr de lado o interesse desportivo e a optar pelo interesse monetário.

Sempre foi assim, mas esta geração está a provar que o dinheiro é que mexe a modalidade e não a paixão, senão ora vejamos, Coreia do Sul, Índia, Rússia (2014), Bahrain, Malásia, China, o que é que estes países têm em comum, 0 paixão pelo desporto!! 0!! Nem pilotos, nem constructores, nada…têm é, muito dinheiro!! Alguns destes circuitos até podem ser interessantes do ponto de vista técnico, mas não passam disso mesmo, nem o clima é propício para a prática da modalidade motorizada. Mas enfim, não podemos ser egoístas, do ponto de vista europeu, e temos de dar uma oportunidade a estes países emergentes, mas o que eles têm de entender é que não é só o dinheiro que interessa na F1..

Lewis Hamilton conquista a sua 1ª pole pela Mercedes.

Na Qualificação,

foi uma qualificação um pouco esquisita, principalmente na Q3, as equipas viram que não conseguiam bater a Mercedes em qualificação e optaram por não realizar a volta de qualificação na Q3, aliás, a McLaren só o fez por 2 razões simples, Button já havia entrado em pista com os compostos mais duros e porque Vettel optou por não fazer a volta e assim Button parte na frente do alemão. Esta situação acontece porque assim as equipas evitam o “parc ferme” em relação aos pneus, podendo assim decidir quais os pneumáticos a utilizar na largada.

O azarado do dia foi Mark Webber, que ficou sem gasolina na Q2, azarado dirão uns, premeditado dirão outros, os das teorias da conspiração, mas como eu abomino essas teorias, acredito 100% que foi problema mecânico, na F1 não há tempo nem dinheiro para se fazer joguinhos, mas com efeito, Mark Webber foi desclassificado.

Lewis Hamilton bateu toda a concorrência fazendo a pole position, e Kimi Raikkonen obteve o 2º posto logo na frente do espanhol da Ferrari, Fernando Alonso, a desilusão do dia foi mesmo Nico Rosberg e até Felipe Massa que não mostraram porque foram os mais rápidos na sexta feira.. A surpresa maior, na minha opinião, foi o facto de Ricciardo num Toro Rosso ter passado à Q3 com uma volta canhão, isto só vem provar duas coisas, 1º este australiano é mesmo muito bom, quando bem equipado  e 2º que a Red Bull está muito bem servida, caso seja necessário trocar Mark Webber no final de 2013 – Vergne, Ricciardo, Buemi e António Félix da Costa.

Fica a dúvida da estratégia que estes pilotos da frente vão utilizar na corrida, uma vez que os pneus mais macios que a Pirelli trouxe para este GP têm pouca durabilidade de performance.

Confira os tempos da Qualificação:

1 Lewis Hamilton             Mercedes 1:35.793    1:35.078     1:34.484
2 Kimi Räikkönen Lotus-Renault 1:37.046 1:35.659 1:34.761
3 Fernando Alonso Ferrari 1:36.253 1:35.148 1:34.788
4 Nico Rosberg Mercedes 1:35.959 1:35.537 1:34.861
5 Felipe Massa Ferrari 1:35.972 1:35.403 1:34.933
6 Romain Grosjean Lotus-Renault 1:36.929 1:36.065 1:35.364
7 Daniel Ricciardo STR-Ferrari 1:36.993 1:36.258 1:35.998
8 Jenson Button McLaren-Mercedes 1:36.667 1:35.784 2:05.673
9 Sebastian Vettel Red Bull Racing-Renault    1:36.537 1:35.343 No time
10 Nico Hulkenberg Sauber-Ferrari 1:36.985 1:36.261 No time
11 Paul di Resta Force India-Mercedes 1:37.478 1:36.287
12 Sergio Perez McLaren-Mercedes 1:36.952 1:36.314
13 Adrian Sutil Force India-Mercedes 1:37.349 1:36.405
DSQ     Mark Webber Red Bull Racing-Renault 1:36.148 1:36.679
15 Pastor Maldonado Williams-Renault 1:37.281 1:37.139
16 Jean-Eric Vergne STR-Ferrari 1:37.508 1:37.199
17 Valtteri Bottas Williams-Renault 1:37.769
18 Esteban Gutierrez Sauber-Ferrari 1:37.990
19 Jules Bianchi Marussia-Cosworth 1:38.780
20 Max Chilton Marussia-Cosworth 1:39.537
21 Charles Pic Caterham-Renault 1:39.614
22 Giedo van der Garde Caterham-Renault 1:39.660
Q1 107% Time 1:42.498

Fernando Alonso vence GP da China e relança-se na luta pelo campeonato!!

Na Corrida,

que corrida mais louca a que assistimos este fim de semana na China, 9 líderes diferentes, inclusive um Sauber, o de Hulkenberg, mas no final de contas quem escolheu a melhor estratégia foi mesmo a Ferrari, que com um andamento excelente deu a vitória a Fernando Alonso que iguala Nigel Mansell com 31 vitórias na tabela dos pilotos mais vencedores de sempre na F1. Kimi Raikkonen cada vez mais se assume como candidato, quanto mais não seja pela incrível consistência que revela, 23 GP’s completados e 20 seguidos a pontuar!!! A Mercedes mais uma vez surpreende e leva novamente Lewis Hamilton ao pódio, o segundo consecutivo e está na frente com os Ferrari, Red Bull e Lotus, mas temo que a aventura da Mercedes termine aqui, espero estar enganado para bem da F1, mas receio bem que a partir do Bahrain a Mercedes baixe um pouco, até porque a McLaren já está no virar da esquina!!!

Confira a classificação final:

1 Fernando Alonso Ferrari 56 1:36:26.945 25
2 Kimi Räikkönen Lotus-Renault 56 +10.1 secs 18
3 Lewis Hamilton Mercedes 56 +12.3 secs 15
4 Sebastian Vettel Red Bull Racing-Renault 56 +12.5 secs 12
5 Jenson Button McLaren-Mercedes 56 +35.2 secs 10
6 Felipe Massa Ferrari 56 +40.8 secs 8
7 Daniel Ricciardo STR-Ferrari 56 +42.6 secs 6
8 Paul di Resta Force India-Mercedes 56 +51.0 secs 4
9 Romain Grosjean Lotus-Renault 56 +53.4 secs 2
10 Nico Hulkenberg Sauber-Ferrari 56 +56.5 secs 1
11 Sergio Perez McLaren-Mercedes 56 +63.8 secs
12 Jean-Eric Vergne STR-Ferrari 56 +72.6 secs
13 Valtteri Bottas Williams-Renault 56 +93.8 secs
14 Pastor Maldonado Williams-Renault 56 +95.4 secs
15 Jules Bianchi Marussia-Cosworth 55 +1 Lap
16 Charles Pic Caterham-Renault 55 +1 Lap
17 Max Chilton Marussia-Cosworth 55 +1 Lap
18 Giedo van der Garde Caterham-Renault 55 +1 Lap
Ret Nico Rosberg Mercedes 21 +35 Laps
Ret Mark Webber Red Bull Racing-Renault 15 +41 Laps
Ret Adrian Sutil Force India-Mercedes 5 Accident
Ret Esteban Gutierrez Sauber-Ferrari 4 Accident

O bom do fim de semana,

António Félix da Costa, é com enorme prazer que ponho o nome deste piloto português na parte do bom do fim de semana da minha crónica. Considero-o um dos mais bem preparados pilotos portugueses para entrar na F1, o outro seria e é, Alvaro Parente. Fico contente por ver que a Red Bull está a tomar notas do enorme talento de AFC e o promoveu a 3º piloto para este GP, como forma de prémio pela vitória alcançada na World Series by Renault em Monza e para começar a tomar o gosto de como se prepara e se efectiva um GP de F1 a sério! Parabéns tuga!!

Fernando Alonso e Ferrari (9/10), fim de semana quase perfeito para o espanhol da Ferrari, seria perfeito caso obtivesse a pole position. Soube gerir bem os pneus, não cometeu erros, paragens perfeitas nas boxes e é assim que se conquista uma vitória, com assertividade e calma. Uma demonstração de força por parte da equipa do cavalinho negro. Fernando Alonso obtém assim a primeira vitória de 2013 e começa a recuperar o terreno perdido na Malásia. O espanhol igualou Nigel Mansell com 31 vitórias, à frente de Alonso “só” Senna, Prost e Schumacher.

Kimi Raikkonen e Lotus (8/10), este Lotus anda muito!! Ou melhor, este finlandês neste Lotus anda muito! A Lotus com temperaturas mais baixas revela-se um carro absolutamente fantástico e não fosse a pequena falha na largada e claro o facto de no primeiro stint ter perdido tempo atrás de Hamilton e poderíamos ter tido outro final na China. 20 corridas consecutivas a pontuar e começa a ameaçar o recorde de 24 de Michael Schumacher de mais corridas consecutivas nos pontos. Para não falar que desde que voltou à F1 terminou todas as corridas (23), 22 das quais nos pontos! Que mais dizer deste fantástico piloto…talvez se concretizem os rumores que o ligam à Red Bull em 2014….

Nico Hulkenberg e Sauber (8/10), mas que corrida frenética fez este piloto! Excelente! É um piloto que já liderou 3 GP’s com 3 carros diferentes, Williams, Force India e Sauber. Este fim de semana, liderou e só perdeu a liderança por erro na box na troca de um pneu. Porque é que este piloto ainda anda em equipas do meio do pelotão??? Não percebo!! Grande performance por parte de Hulkenberg e está aqui para mostar ainda mais este ano!

Lewis Hamilton (7/10), depois da pole conquistada muitos acreditavam no sucesso de Hamilton este fim de semana. Pois eu digo que fiquei surpreendido por este ter terminado no pódio, fez uma excelente corrida, correu atrás do prejuízo depois de muito cedo ter perdido o primeiro lugar para o Ferrari. A Mercedes ilude em qualificação, mas desilude em corrida ou surpreende dependendo do ponto de vista! Mas mesmo assim boa performance, mais uma de Hamilton.

Sebastian Vettel (7/10), deveria pô-lo no mau do fim de semana, mas eu não comento as palavras dele mas sim o que ele faz em pista e em pista ele é bom. Só acrescento que a honra de um piloto demora muito a ser construída, por vezes nem com 7 títulos de campeão mundial se consegue isso e Vettel na minha opinião, na vontade cega de uma vitória que apenas valia mais 5 pontos na 2ª corrida do ano, é que se fosse a penúltima (teria um desconto), ou seja, essa vitória pode ter acabado com a sua honra assim como as palavras que disse e “desdisse”… mimado! Em relação a hoje, fez uma corrida sozinho! Ou seja, tinha uma estratégia em que apenas valia a pena tentar algo mais lá para o final da corrida e assim foi, recuperou 13 segundos em relação a Hamilton em 4 voltas!!! como ele conseguiu fazer isso com os pneus mais macios durante 4 voltas isso não sei, mas ele é o tri campeão em título e isso explica muita coisa.

Jenson Button (7/10), parece que a McLaren está no bom caminho da recuperação, em qualificação ainda estão a milhas, mas em corrida estão quase lá. Excelente performance por parte de Button, mas também ele fez uma corrida sozinho, mas não tinha era carro para atacar no final como fez o alemão da Red Bull.

Daniel Ricciardo (7/10), Toro Rosso, 7º da geral!! Fantástico!! Tanto em qualificação como em corrida foi fenomenal a prestação deste australiano, será que vai substituir o outro australiano da equipa sénior?? A ver vamos como vai continuar a época deste Ricciardo, que para já está a ser magnífica!!

Felipe Massa (6/10), estou um pouco desapontado com o brasileiro da Ferrari, esperava mais, muito mais!!! Esperava ver Massa passar Alonso em corrida, mas isso não passa de uma utopia, ainda mostrou-se, mas foi só para dizer a Alonso que se não fosse o nº1 da equipa estava no papo e isso claro prejudicou a corrida de Massa, ficou em pista mais tempo antes de parar e depois viu-se no meio do tráfego onde é impossível andar rápido, desilusão em que culpo 50/50 piloto e equipa!

Paul Di Resta (5/10), começam a ficar para trás e por erros de equipa, o potencial está lá, os pilotos estão lá, falta um pouco mais de profissionalismo à equipa!! Paul Di Resta fez os possíveis para terminar melhor mas não deu e pior de tudo acabaram atrás de um Toro Rosso.

Romain Grosjean (5/10), parece que este francês ficou sem chama, sem brilho, ficou a léguas do seu companheiro de equipa, não mostra raça na pista,o que terá acontecido a este piloto, só ele o saberá, mas que anda pelas ruas da armagura, lá isso anda!! Valeu pelo pontinho….

O mau do fim de semana,

Red Bull (4/10), porque é que só o carro de Mark Webber é que tem problemas?? e não é de agora, desde 2010 que é assim, ou é muito azar do australiano ou a equipa não está a 100% quando lhe prepara o carro. Todos sabemos que Webber não é um fora de série, mas quando tem material consegue fazer coisas boas, mas este fim de semana, foi o problema da bomba de gasolina, uma roda mal apertada…muitas coincidências para se começar a pensar só em coincidências…. muito mau para um equipa de topo! Pior só deixar Vettel dizer o que bem lhe apetece, pedir desculpa para depois a retirar é de mau caráter, podia ter deixado morrer o assunto, mas fez questão de dizer que o seu companheiro de equipa não presta e não o ajuda, pois a 1ª questão é, para que é que ele precisa da ajuda de Webber em primeiro lugar e a Red Bul impávida e serena a ver tudo isto…eu sou a favor de Sir Frank Williams ” Não me interessa quem chega em primeiro lugar desde que terminem os dois carros, senão temos problemas” isto sim é um chefe de equipa!!!

Mercedes (4/10), se por um lado fez um resultado positivo com Hamilton, por outro foram um desastre com Rosberg, problemas de suspensão, mas eu não acredito, ainda não saiu o comunicado da equipa, mas não acredito nisso. Acredito que foi outra falha, pelas imagens….é muito mais que a suspensão, provavelmente algo mais que querem esconder, mas suspensão….humm….

Sergio Perez (4/10), ok, a McLaren não está competitiva mas isso não valida o facto de ter ficado a anos luz de Button e de um Toro Rosso!! A McLaren deve estar arrependida, mas acho que ainda vamos ver muito de Perez na McLaren, pelo menos esse é o meu palpite.

Esteban Gutierrez (3/10), erro de principiante, mas o pior de tudo é que estragou a corrida de outro piloto…os principiantes devem mostrar o valor, mas com calma, senão começam a ficar mal vistos e isso é mau se um dia quiserem dar o salto!!

Momento do fim de semana,

Escolho para o momento do fim de semana, as ultrapassagens de Alonso e Massa a Hamilton, principalmente a de Massa!!! Foi de cortar a respiração!!!! Excelente momento de F1!!

Os Rookies,

Valtteri Bottas, mais uma vez foi o melhor dos rookies, também porque tem o melhor carro entre eles. Logrou bater Maldonado em corrida, e por pouco não o bate em qualificação. Estejam atentos a este piloto, não me canso de o dizer!!

Jules Bianchi, mais uma vez eclipsou o seu colega de equipa durante o fim de semana inteiro, não vai ficar na Marussia por muito tempo!!!

Max Chilton, ainda tem muito que aprender, muito que recuperar, mas também creio que se deve ao facto de jogar “fora de casa”, vamos ver na Europa se vai continuar a levar banhos de Bianchi!!

Giedo Van der Grade, apenas passeia na F1, não creio que tenha talento suficiente para andar na F1, mas pode ser que esteja enganado, a época é longa!!

Esteban Gutierrez, grande erro, custou-lhe a corrida e estragou a de outro. Mas ele é bom e a ver pelo andamento de Hulkenberg pode ser que ainda vejamos coisas boas deste piloto!

Figura do fim de semana,

1ª vitória para Fernando Alonso em 2013, a figura do GP da China

Uma palavra para a FIA,

É difícil dizer a uma equipa que gasta milhões de euros por ano na modalidade, para não dar ordens de equipa aos seus pilotos. É e sempre será um pau de dois bicos, por um lado, queremos ver os pilotos a baterem-se em pista, onde realmente o show acontece, mas por outro lado temos de compreender tudo o que está em jogo, e não é só aquele “picanço” dos dois pilotos que está em jogo, mas são também as 200 e tal pessoas que estão nos bastidores e permitem a esses dois pilotos terem esse carro. Complicado! Mas como em tudo na vida pode se resolver, eu deixo aqui a minha opinião, por cada ordem de equipa deliberada, porque há muitas maneiras de dar “ordens de equipa”, “he is faster than you” ou porque a porca da roda ficou presa, ou porque o macaco demorou a subir, etc…há inúmeras maneiras de dar ordens de equipa, mas como eu estava a dizer, por cada ordem de equipa deliberada, dedução de pontos à equipa e não ao piloto, pois este só obedece a quem lhe paga, como foi o caso de Rosberg na Malásia, isso foi uma ordem deliberada. Mas, enfim, iremos ter muitos episódios destes no futuro! Cabe à FIA arranjar uma solução que jogue a favor dos dois lados, o do espectáculo e o do negócio! Os meus parabéns pois estes novos compostos da Pirelli realmente baralham o jogo, no fim acabam por ganhar os mesmos, mas pelo menos pelo meio temos um espetáculo para assistir! Muito bom!

Depois de mais um GP da China, vamos de malas feitas para o GP do Bahrain, não perca a próxima Crónica.

Até lá fique connosco, Nuno Leite Castro (Crónicas F1 NLC – 2013) a voar baixinho com o 16 Válvulas!!

Formula 1 : Gp Australia , Crónica de Nuno Leite Castro

1ª GP de 2013

Melbourne – Austrália

Vencedor: Kimi Raikkonen (Lotus)

Pole Position: Sebastian Vettel (Red Bull)

Volta mais Rápida: Kimi Raikkonen (1m29s274)

Austrália, Melbourne, primeira corrida de 2013, este ano é o último da evolução dos bólides como os conhecemos, para o ano haverá muitas mudanças, por isso espera-se um ano muito renhido, em que a Red Bull parte com uma ligeira vantagem, mas não muita. Espera-se luta brava na frente do pelotão. Este ano temos uma equipa a menos, a HRT deixou a grelha por falta de verbas. Temos 5 estreantes e 5 campeões do mundo em pista e um dado curioso, a F1 está mesmo a passar uma fase em que só se pensa em dinheiro, a comprovar este facto são os 13 pilotos em pista com menos de 40 GP’s realizados nas suas carreiras, ou seja, o talento que aqui estava, Kovalainen, Trulli, Glock, De La Rosa, bem, podiam não ser os mais talentosos, mas eram os que tinham mais experiência, é mais um dado curioso saber como um pelotão dividido pela inexperiência e pela experiência se vai portar.

Os dados estão lançados para o que se espera que seja uma época repleta de emoções.

Na qualificação,

Sebastian Vettel começa em grande a época de 2013, conquistou a sua 37ª pole position e a par do jovem tri-campeão do mundo, a Red Bull consegue pôr Mark Webber na 2ª posição preenchendo assim a primeira linha da grelha de partida para o primeiro GP da época em Melbourne, Austrália. A primeira surpresa da temporada vem da Mercedes, Lewis Hamilton conquista o 3º posto da geral na frente dos dois Ferrari de Felipe Massa que bateu o seu companheiro de equipa, o espanhol Fernando Alonso que conquistou o 5º posto. A primeira desilusão da época vem da McLaren, Jenson Button em 10º e Sergio Perez em 15º depois de uma má escolha de pneus na Q2.

Foi uma qualificação de lotaria, pois tínhamos uma pista em constante mudança de molhado para seco, por isso quem fizesse a última volta seria o mais rápido e esse foi Vettel, aliás, não precisou de a cumprir uma vez que Button que seguia na frente dele na última volta não teve andamento para o Red Bull. Começa assim o primeiro GP de 2013 com uma pequena supremacia da Red Bull em qualificação, algo a que já estamos habituados, mas será assim na corrida.. Veremos no final!

Kimi Raikkonen arrecada a primeira vitória de 2013! O chapéu de Colin Chapman voltou a voar! 

 Classificação final:

1 Kimi Räikkönen Lotus-Renault 58 Winner
2 Fernando Alonso Ferrari 58 +12.4 secs
3 Sebastian Vettel Red Bull Racing-Renault 58 +22.3 secs
4 Felipe Massa Ferrari 58 +33.5 secs
5 Lewis Hamilton Mercedes 58 +45.5 secs
6 Mark Webber Red Bull Racing-Renault 58 +46.8 secs
7 Adrian Sutil Force India-Mercedes 58 +65.0 secs
8 Paul di Resta Force India-Mercedes 58 +68.4 secs
9 Jenson Button McLaren-Mercedes 58 +81.6 secs
10 Romain Grosjean Lotus-Renault 58 +82.7 secs
11 Sergio Perez McLaren-Mercedes 58 +83.3 secs
12 Jean-Eric Vergne STR-Ferrari 58 +83.8 secs
13 Esteban Gutierrez Sauber-Ferrari 57 +1 Lap
14 Valtteri Bottas Williams-Renault 57 +1 Lap
15 Jules Bianchi Marussia-Cosworth 57 +1 Laps
16 Charles Pic Caterham-Renault 56 +2 Lap
17 Max Chilton Marussia-Cosworth 56 +2 Laps
18 Giedo van der Garde Caterham-Renault 56 +2 Laps
Ret Daniel Ricciardo STR-Ferrari 39 +19 Laps
Ret Nico Rosberg Mercedes 26 +32 Laps
Ret Pastor Maldonado Williams-Renault 24 +34 Laps
Ret Nico Hulkenberg Sauber-Ferrari 0 Fuel System

 

O bom do fim de semana,

Kimi Raikkonen e Lotus (10/10), que excelente começo de campeonato para a Lotus, abrir o ano a vencer. Para os mais desatentos é uma surpresa, mas para quem acompanhou os testes de inverno não é uma surpresa, mas sim uma confirmação, foram os melhores no inverno e provaram-no aqui em Melbourne, até porque Grosjean também pontuou, não esteve tão bem, mas lá conseguiu um pontinho. Excelente estratégia e acima de tudo uma consistência tremenda bem comandada pelo finlandês e ainda na última volta fez a volta mais rápida da corrida só para dizer a Alonso que ainda tinha mais para dar.

Ferrari, Alonso e Massa (9/10), 2º e 4º respetivamente no final da corrida, mostraram um andamento incrível e uma consistência que não se via no início do ano passado. Felipe Massa parece um piloto renascido decidido a dar luta ao companheiro espanhol e já o venceu numa das batalhas internas, qualificou-se à frente do bi-campeão! Espera-se uma luta acesa no seio da Ferrari, para bem da modalidade. Já lideram o mundial de construtores!

Lewis Hamilton e Mercedes (8/10), muito se falou da mudança de Hamilton para a Mercedes, muito se disse que este Mercedes era fraquinho, ora bem, fraco ele é, comparado com os Red Bull, Ferrari e Lotus mas o britânico terminou em 5º lugar mostrou que não está aqui para passear, mais uma bela performance tendo em conta que eclipsou o seu companheiro de equipa Nico Rosberg (DNF) tanto em qualificação como em corrida. Motivou-me esta corrida de Hamilton, mas temo que só terá pernas até à China, espero estar engando..

Adrian Sutil e Force India (8/10), que surpresa agradável esta da Force India, chegou a liderar e a andar com os da frente com os compostos mais duros, mas quando passou para os mais moles foi um sacrifício ver o alemão conduzir o bólide, mas mesmo assim terminou em 7º à frente de Di Resta o seu companheiro de equipa. Sutil esteve um ano fora e agora provou que tem talento para andar na F1.

Sebastian Vettel e Red Bull (6/10), como já vem sido hábito, este Red Bull em qualificação é uma arma de destruição letal, mas em corrida não mostra o seu potencial, terminou em 3º da geral. Largou da pole e terminou atrás de um Ferrari que largou de 5º e atrás de um Lotus que largou de 7º. Um início menos bom para aqueles que apontavam como o melhor carro para 2013.

Esteban Gutierrez (5/10), ponho aqui o mexicano da Sauber, porque entre os 5 rookies foi o que terminou melhor classificado, 13º mesmo à frente de outro rookie, o da Williams Valtteri Bottas, mas só estão no bom pelos pilotos, porque as equipas eu tenho de cobrar mais e mais, pois no ano passado foram muito boas e têm que manter esse patamar, eu vou cobrar sempre.

Marussia, Caterham e Toro Rosso (5/10), muito bem para estas equipas, estão no caminho certo, encurtaram distâncias e estão aí para lutar. A Toro Rosso está um pouco mais à frente, principalmente com o endiabrado Vergne. Vai ser engraçado ver a luta na parte de trás do pelotão.

O mau do fim de semana,

Mark Webber (4/10), ainda foi buscar o 6º lugar, mas para quem arrancou de 2º lugar e tem ao volante um Red Bull foi muito mau, mais um mau começo para o australiano, definitivamente não sabe arrancar na F1. Terá de batalhar muito para andar pelo menos à beira do seu companheiro de equipa, Vettel.

Jenson Button, Sergio Perez e McLaren (3/10), 9º e 11º respetivamente, muito mau! Muito mau mesmo!! Nos testes de inverno até parecia terem um bom andamento, mas mal chegaram a Melbourne viram que estavam a milhas dos primeiros. Estiveram mal na estratégia na qualificação com Sergio Perez e na corrida com Jenson Button ao largar com macios para no final de 4 voltas trocar para duros….. Mais vale apagar tudo e começar de novo. Lá está a McLaren a fazer o de costume, a assustar os fans para depois apresentar um carro que luta pelos títulos, escusava era de dar esta vantagem aos adversários. Espero ver uma McLaren muito melhor já na Malásia.

Williams e Sauber (3/10), depois de um excelente início de 2012, esperava ver mais destas duas equipas, esperava que se mantivessem ligadas ao pelotão da frente como fez a Force India, mas não. A Sauber, apesar da comemoração dos 20 anos na F1, teve azar com o carro de Hulkenberg que não largou para a corrida com problemas no sistema de combustível e não podia esperar muito mais do rookie Gutierrez que mesmo assim fez uma boa corrida.

Pastor Maldonado (2/10), mais do mesmo!

Momento do fim de semana,

Alonso VS Hamilton – que momento, que delícia de momento, Alonso tenta passar o britânico da Mercedes por fora e Hamilton mesmo sabendo que iria parar nas boxes não deu de barato e lutou até ao fim pela posição travando em “Marte”, mas o mais espectacular foi ver Alonso a ler tudo o que se estava a passar a 300km/h e a não arriscar a manobra. Com dois campeões do mundo é assim que se lutam por posições! A F1 está de volta!

Uma palavra para a FIA, 

Chuva é chuva FIA!! ou melhor, FIA não, porque são os pilotos que quando vão para a pista dão o feedback a Charlie Whiting. Meus amigos, F1 não é para meninas, São Pedro espirra e as estrelinhas do pelotão nem da box saem, falta garra, faltam tomat.. aos pilotos desta nova geração!

Figura do GP,

                                                                                             Kimi Raikonnen

Terminada a corrida em Melbourne, concluo que foi um GP muito interessante de se ver, quase ao nível do ano passado, muitas paragens nas boxes, muito ainda para aprender em relação aos pneus, mudanças de líder, e uma vitória para a Lotus. Começa bem 2013!! Voando para a Malásia, espero por vocês lá!

Crónicas NLC @ 2013

Formula 1 : Nuno Leite Castro faz antevisão de 2013

Nuno Leite Castro
Nuno Leite Castro

Após a 1ª prova do Mundial de 2013 de Formula1 , Nuno Leite Castro surge num registo oral .

Nesta ocasião fomos ouvir Nuno fazer antevisões para este ano que começou na Australia , procurando apostas pessoais e ainda análise às principais alterações para esta época.

Tempo ainda para analisarmos a vitória de Kimi Raikkonen na prova de abertura e percebermos a aposta para Campeão de 2013: Sebastian Vettel.

Já no final apontámos para o próximo GP , na Malásia , em que Nuno aposta numa vitoria de Fernando Alonso. Vamos ver…

Em suma, mais uma análise que merece ser ouvida por parte do Cronista que escreve para o 16Válvulas , Nuno Leite Castro , que não deve perder!

Cliquem aqui para ouvirem e subscreverem o Podcast do 16Válvulas

Formula1 : Revisão e Antevisão by Nuno Leite Castro

Pirelli pronta!
Pirelli pronta!

Bem vindos a mais uma antevisão da época de F1 que se aproxima. Como todos sabem 2012 foi um ano de história na F1, recordes foram batidos, inúmeros vencedores diferentes, pistas novas, foi a época mais longa de sempre, tivemos 5 equipas a vencer pelo menos uma corrida e 8 vencedores diferentes, foi mesmo uma época excecional, onde Sebastian Vettel se sagrou no tricampeão mais novo da história da F1

E agora? Será que 2013 vai ser assim tão emocionante? Veja os prós e contras da época de 2013 na Crónica NLC.

Findos os testes de inverno, temos já uma ideia aproximada daquilo que será a primeira corrida do ano em Melbourne Austrália. Mas não passa disso mesmo, de uma ideia do que vai acontecer, embora seja muito difícil que uma equipa chegue a Melbourne e ganhe um segundo a todas as outras, talvez uns 0.2 ou 0.3seg mas não mais do que isso, mas são apenas previsões.

Revisão dos Testes de Inverno

Vamos a factos, a Sauber foi a equipa que mais rodou nos 12 dias de testes (Jerez e 2x Barcelona), a equipa suiça fez nada mais nada menos do que 5.307km de testes, algo que é compreensível pois conta nas suas fileiras dois pilotos novos, Nico Hulkenberg que trocou a Force India pela Sauber e Esteban Gutierrez que é um dos estreantes do ano, e por essa razão o mexicano rodou só ele, 2.768km, digamos que foi muito proveitoso não só parao piloto mas também para a equipa poder rodar tanto.

A segunda equipa que mais rodou foi a Mercedes com 5.224km de testes, compreende-se pois não só porque tem Lewis Hamilton como novo piloto da equipa, mas porque ao contrário da Sauber, tem um dispositivo financeiro muito mais elevado e os resultados têm de ser apresentados aos patrocinadores e ao gigante alemão. E por falar em resultados Nico Rosberg, piloto Mercedes, nos 8 dias de Barcelona conseguiu o melhor tempo combinado de 1:20.130, sendo o melhor de todos logo na frente de Fernando Alonso (1:20.494) e em 3º surge…esse mesmo Lewis Hamilton, dois pilotos Mercedes no Top 3 de Barcelona, será só fogo de vista, Melbourne responderá!

A Ferrari foi a 3ª equipa que mais rodou, 4.913km, e que bem respira este Ferrari de Alonso, principalmente com os compostos mais duros da Pirelli, problema de 2012 que ao que parece a Ferrari já “driblou”, muito melhor este ano do que estava no ano passado pela mesma altura. E se pensarmos que Alonso com uma “carrocinha” em 2012 andou lá em cima, o que dizer para 2013, estando assim tão bem para Melbourne!

McLaren e Red Bull, rodaram 4.629 e 4.608km respetivamente, é perfeitamente normal estas duas equipas não mostrarem muito nos testes de inverno, são por norma equipas “frias”, não gostam do populismo como a Ferrari, por isso não mostram grande coisa nos testes de inverno, apenas deu para ver que a fiabilidade e consistência foram boas. A estreia de Sergio Perez  pela McLaren foi destaque, mas apenas isso, destaque, porque resultados, poucos, apenas o 10º tempo combinado de Barcelona (1:) e 2.538km feitos, mais 500 que Jenson Button, a ver vamos em Melbourne como se saem estas duas equipas.

A Williams, Toro Rosso e Caterham rodaram 4.570km, 4.506km e 4.513km respectivamente, são equipas de campeonatos diferentes mas que rodaram praticamente o mesmo em km. A Williams estreia Valtteri Bottas e mantém Pastor Maldonado, na minha opinião fez bem em apostar em Bottas, este miúdo é de facto uma super estrela e não me engano muito dizendo que vai ser a surpresa da época. A última equipa de Arton Senna na F1 também não mostrou muito nos testes, pois é, grandes equipas são assim, estou curioso para ver onde está a Williams. A Caterham, bom, parece que está tudo na mesma, ganhou um pouco em relação ao pelotão da frente, mas que se compreende, é que lá na frente já se pensa em 2014, será engraçado ver a evolução de van Der Garde outro rookie de 2013, sim porque recorde-se, a Caterham dispensou Heikki Kovalainen um dos mais rápidos da F1, vai ser mais uma época a disputar cá atrás com Marussia e Toro Rosso.

Por falar em Marussia, estes também despacharam Timo Glock e contrataram Max Chilton, mais um rookie, ou melhor a Marussia tem dois estreantes, Jules Bianchi, o francês piloto da academia Ferrari assegurou o seu lugar na equipa em troca com Luiz Razia. A Marussia rodou 3.669km, mostrando pouco, muito pouco, mas a equipa está lá, a estrutura está lá, a ver vamos em Melbourne. A Force India rodou 4.481km e no início dos testes rodou apenas com Paul Di Resta, chegou-se a pensar que a Force India iria participar apenas com um carro. Mas depois chegou Adrian Sutil e mostrou que ainda é rápido e que consegue entregar resultados, mas palpita-me que esta equipa vá andar cá para baixo, tem muito coisa a acontecer no “background” e isso não ajuda nenhuma equipa.

Por fim, a Lotus, a equipa que menos rodou em 2013 nos testes de inverno, 3.527km, mas desenganem-se, foram os mais consistentes, com ambos os pilotos. Para os apostadores, esta equipa é a mais fiável para a vitória em Melbourne.

Previsão para 2013

Então aquilo que prevejo para 2013, é um campeonato bem disputado na frente, não tão emocionante como 2012, mas bem disputado. Espero um Ferrari melhor, um Red Bull ao seu nível e uma McLaren sem os erros de principiante de 2012. Da Lotus e Mercedes e até da Williams espero luta, muita luta e não é de espantar uma destas equipas ganhar uma corrida em 2013. É com pena que anúncio que o campeonato de 2013 vá ser pobrezito, as equipas têm muito em que pensare aqulas evoluções malucas que vimos em 2012 não vão acontecer, muito por força da mudança de regulamentos para 2014, e o que torna a F1 atraente é isso mesmo, uma equipa vindo de férias ou de um GP e trazer um “upgrade” para o carro e começar a ganhar corridas, pois isso dificilmente vai acontecer.

Nos pilotos, Vettel, Alonso, Button, Webber, Hamilton e Raikkonen são os possíveis candidatos a ganahr o campeonato, mas realisticamente falando só 3 são mesmo a sério, Vettel na Red Bull, Button na McLaren e Alonso na Ferrari, os outros estão na expectativa. Espero muito de Hulkenberg, de Di Resta e de Valtteri Bottas, principalmente este finlandês da Williams, para quem não conhece, preparem-se, este é do nível de Keke Rosberg, Piquet e Mansell, é verdade, muito fogo para um homem do frio!! Mas aguardem!

Não me vou alongar muito mais até porque fazer previsões na F1 é o mesmo que trabalhar num posto de metereologia!!!!

Concluindo, nada se vê nos testes de inverno, temos de esperar pela competição a sério, o que dá para ver é que algumas equipas precisaram de mais voltas para entender a nova aerodinâmica e os novos compostos da Pirelli que outras. Apenas isto é certo!

Prós e Contras 2013

Prós- a favor da época de 2013, temos o facto de as equipas da frente estarem e continuarem bem juntinhas, com andamentos muito parecidos. Outro ponto a favor, o novo tipo de compostos da Pirelli, vai trazer ainda mais tempestade a um furacão. Teremos 5 campeões do mundo em pista e 5 rookies, bela combinação!

Contras- 2014 será muito diferente de 2013, por isso teremos equipas, não as 3 da frente (Ferrari, Red Bull e McLaren) ameio da época a trabalharem no carro de 2014 e as da traseira do pelotão com certeza já estão a trabalhar nele, terão assim vantagem no início de 2014. Esse é o principal contra na época de 2013.

Estreantes:

Esteban Gutierrez – Mexicano – Sauber:  Espero grandes resultados deste piloto, mas não terá tarefa fácil, Hulkenberg é um osso muito duro de roer!!

Valtteri Bottas – Finlandês – Williams: Se a Williams apresentar o andamento do ano  passado, não espero nada mais nada menos do que uma vitória deste rapaz, é um talento impressionante!! Sem dúvida na frente para ser o melhor rookie da época.

Giedo van Der Garde – Holandês – Caterham: Está lá por dinheiro, mas atenção, não é mau, pode servir-se muito bem deste ano para aprender e ganhar quilómetros e depois dar o salto, mas como está na Caterham avizinho uma época de desenvolvimento para 2014.

Jules Bianchi – Francês – Marussia: este piloto é bom, estava nas contas da Force India, mas Sutil roubou-lhe o lugar, na Marussia, vai passear em 2013 para em 2014 sair para outra equipa ou então ficar e apresentar resultados com o carro que evoluiu em 2013 para 2014.

Max Chilton – Britânico – Marussia: dinheiro e algum talento, não é aqui que o vai mostrar, a não ser que em 2014 mostre resultados com o carro, mas 2013 vai ser difícil!

Ansioso por Melbourne Austrália,

Até lá, fique connosco, Nuno Leite Castro ( Crónicas F1 – 2013) a voar baixinho com 16 Válvulas desde 2010!

NLC©2013

Formula1 2012 – balanço final de ano com Nuno Leite Castro

Depois de José Miguel Barros eis a vez de balanço da F1 2012 com o nosso cronista , Nuno Leite Castro.

Assim , nos próximos minutos vamos perceber quem foram os melhores pilotos , circuitos e marcas e claro, os piores de 2012.

Fica a sugestão de ouvirem quem foi o melhor piloto na apreciação de Nuno….

No final espreitámos um pouco do que nos poderá reservar 2013 no que há F1 diz respeito. Quanto às suas crónicas no 16Válvulas tudo estará assegurado…

Em suma: mais um balanço da F1 que não deve perder por nada!

Cliquem aqui para ouvirem e subscreverem o Podcast do 16Válvulas

Gp de F1 dos E.U.A. , 19ª prova de 2012 , Crónica de Nuno Leite Castro

Bruno Senna
Bruno Senna

GP dos Estados Unidos, em Austin – Texas, um circuito completamente novo, “state of the art” como dizem os americanos. E de facto é um circuito com excelentes condições para a prática da modalidade, boas escapatórias, uma “pit lane” de se lhe tirar o chapéu, no fundo feito à americana, tudo em grande! Os pontos mais interessantes são sem dúvida a curva 1, com um relevo bastante elevado e a curva 19 que tem o “camber” para o lado de fora, atirando os pilotos para fora da pista se vierem com mais velocidade.

É um GP importante a todos os níveis, desportivo, económico e até político! Os Estados Unidos são um mercado onde toda a gente quer entrar e o desporto é uma dessas portas, ainda para mais falando da F1, um dos desportos mais vistos no planeta, prova disso foram as alterações de alguns patrocinadores em algumas equipas! A F1 precisa dos EUA, mas será que os EUA precisam da F1?? A minha opinião é que não!! não precisam, e o timing deste GP foi péssimo!! (ver peça “Uma Palavra para a FIA).

Chegamos à penúltima prova do ano, Sebastian Vettel e Fernando Alonso lutam pelo título, Red Bull e Ferrari também!! Todos partem do zero para este GP, a Ferrari trouxe uma nova asa para tentar dar a Alonso um carro melhor, a Red Bull manteve o carro ganhador das últimas corridas! Podemos ter já um campeão este fim de semana e ele é Sebastian Vettel, é o único com chances este fim de semana, se ficar na frente de Alonso e conquistar mais 15 pontos que o espanhol! A ver vamos o que dá esta estreia do GP dos Estados Unidos em Austin!

Na Qualificação,

Sebastian Vettel passeou o seu Red Bull nos treinos livres de sexta e sábado, mostrou tal superioridade que mais valia nem fazer os treinos classificativos!! Embora a diferença, nos treinos em modo de corrida não fosse assim tão abismal!! Na qualificação, Vettel (1º) teve uma surpresa inesperada, Lewis Hamilton (2º) aproximou-se e de que maneira dos tempos do jovem alemão e assustou-o, afinal a superioridade de Vettel não era assim tanta!! Mark Webber com um carro igual ao de Vettel quedou-se pela 3ª posição, continua o banho do jovem alemão ao seu companheiro de equipa!
Os Lotus que durante os treinos livres não mostraram muito, na qualificação fizeram 4º e 5º com Grosjean e Raikkonen respectivamente, mas o francês trocou de caixa de velocidades, levando assim uma penalização de 5 lugares.

A primeira surpresa foi o aparecimento do “velhinho” Schumacher em 6º, há muito que já não víamos o hepta campeão do mundo tão bem classificado!

A decepção caiu para o lado da Ferrari, mesmo com uma asa nova não conseguiu andar rápido, mas isso tem uma razão de ser, pista nova, asfalto novo, dificuldade em aquecer os pneus, se bem se lembram este Ferrari e o do ano passado sofrem desse problema, não têm “downforce” suficiente para aquecer os pneus e isso reflectiu-se no andamento dos Ferrari.

Massa (7º) bateu Alonso (9º) em qualificação, tarefa nadafácil para o espanhol, vai ter de batalhar muito, muito mesmo!! E a juntar a tudo isso, a penalização de Grosjean que podia ser vista como algo de bom, foi na verdade mau, os Ferrari vão largar na parte suja da pista, segundo os pilotos é pior do que largar em chuva de tão “verde” que a pista está!

Mas aqui é que acontece mais uma jogada de equipa da Ferrari, mudaram de propósito a caixa de velocidades de Massa, este perde 5 lugares na grelha, dando assim a Alonso não só uma melhor posição na grelha, mas a possibilidade de arrancar na parte limpa da pista, mais uma vez a verdade desportiva foi para a estratosfera!!

Outra surpresa foi o ritmo de Maldonado, parece que este piloto aprendeu a controlar as emoções e está a fazer uma recta final de campeonato muito positiva, positiva foi também a sessão de Bruno Senna que desta feita teve direito aos treinos de sexta feira de manhã e isso reflectiu-se nos tempos, Senna não passou à Q3 por .017 segs diferença entre ele e Maldonado, a questão que fica no ar é, o que faria Senna se durante toda a temporada tivesse sempre aquela hora e meia extra de treinos…

Jenson Button (12º), com problemas no acelerador ficou de fora da Q3, mais um problema de fiabilidade para a McLaren! Nico Hulkenberg voltou ao seu melhor e conquistou a 8ª posição.
De referir ainda, o excelente momento da Marussia que vai de encontro às minhas expectativas de início de época, ultrapassaram a Caterham não só no campeonato, como agora estão mais rápidos em qualificação, isto porque, qualificação e corrida são duas partes bem distintas, por exemplo a Red Bull em qualificação é quase imparável, mas em corrida o assunto é outro!

Na Corrida,

Lewis Hamilton vence nos EUA! 

Depois de uma qualificação em que Vettel e Hamilton estavam num outro patamar, esperava-se uma corrida renhida! Tudo a postos, semáforos apagam-se e está lançado um GP muito divertido de se ver, com muitas ultrapassagens, muitas lutas no meio do pelotão!

Vettel arranca bem, sai na liderança, Webber embora na parte suja arranca bem também, os dois Lotus perderam muitas posições devido ao lado sujo. Alonso tirou vantagem da táctica da Ferrari!

Vettel seguia no comando, Hamilton passou Webber e seguia no seu encalce. Webber desiste à volta 18 e na frente começou o jogo do gato e do rato, maravilhosa luta psicológica entre um piloto que tem tudo a perder (Vettel) e outro que nada tinha a perder (Hamilton). O britânico aproximava-se e Vettel respondia, até que Hamilton conseguiu passar Vettel e distanciou-se na frente, mas depois era Vettel que perseguia o McLaren e foi até à última volta, mas não deu para o jovem alemão! Hamilton vence, Vettel segundo e o espanhol da Ferrari em 3º, três campeões do mundo no pódio! A juntar Mario Andretti que fez as entrevistas, 4 campeões do mundo!

Fernando Alonso com pezinhos de lã, lá chegou a 3º, mais um pódio e adiou a festa para o Brasil! Massa depois daquilo a que foi submetido fez uma boa corrida, assim como Button!

Muitas, muitas ultrapassagens, ainda por cima fora da zona DRS, foi maravilhoso ver lutas entre campeões do mundo, absolutamente fantástico! Calem-se agora aqueles que diziam que este GP não tinha pontos de ultrapassagem!!!!!

Os Williams estiveram bem, acabaram nos pontos, Hulkenberg voltou ao seu melhor e foi por isso um GP muito divertido de se ver.

Agora muitas contas há a fazer para o GP do Brasil, o título de construtores já está arrumado, falta agora o de pilotos. É preciso fazer contas, embora para Vettel basta um 4º lugar, mesmo que Alonso vença, as contas do espanhol já são mais difíceis de se fazerem, mas não impossíveis, enquanto a matemática permitir, a esperança continua para o espanhol!

Mas recordem 2007, a Hamilton também só bastava um 4º lugar e o campeão foi Raikkonen!! Na F1 nada é certo, e num GP como o do Brasil onde coisas acontecem, que o diga Felipe Massa que foi campeão do mundo por 20 segundos!!

A Red Bull conquistou o seu 3 título na modalidade, tornando-se a mais jovem equipa a fazê-lo, mas o campeonato de pilotos foi mais uma vez adiado para o último GP da época, no Brasil, GP esse que é muito bom a oferecer surpresas, pode até chover e aí fica tudo baralhado!! Ao rubro este ano de 2012!!!

O Bom do fim de semana,

(NOTA: A escala é individual, não faço comparações entre pilotos nem equipas, apenas avalio individualmente tendo em conta a escala, a performance do piloto no dito GP, segundo a minha opinião).

Escala:  0 a 1 – muito mau    2 a 4 – mau   5 a 6 – satisfatório   7 a 8 – bom   9  – muito bom   10 – excelente/perfeito

António Felix Da Costa (10/10), não deu a mínima hipótese à concorrência em Macau!! Ganhou tudo e mostrou de que raça é feito, FORÇA PORTUGAL, rumo à F1!! PARABÉNS!!

Red Bull (10/10), não ganhou este GP, mas foi Campeã do Mundo pela terceira vez consecutiva, tornando-se assim a mais jovem equipa da história da F1 a fazê-lo e melhor que tudo, estão cá para ficar. Adrian Newey é o mago da F1, aliando bons pilotos e uma equipa concentrada o resultado é esse! Aqui ficam os Parabéns Crónica F1 NLC à Red Bull!!
Lewis Hamilton (9/10), nunca desistiu, foi para a luta!! E venceu! É certo que não tinha a pressão de Vettel nos ombros, mas também é certo que bater aquele Red Bull também não seria fácil, como não o foi! Regressou às vitórias, a 4ª da época num palco onde tinha vencido em 2007!! Grande corrida!

Sebastian Vettel (8/10), afinal nem tudo eram favas contadas!! Depois da supremacia demonstrada nos treinos, o jovem alemão viu na classificação, Hamilton muito perto! E na corrida não foi diferente, Vettel largou bem, fugiu, tinha o seu escudeiro a defender Hamilton, mas não deu, afinal o Red Bull em corrida não mostrou ser assim tão superior ao McLaren de Hamilton como tinha sido nos treinos. Mas fez o mais importante, manteve Alonso atrás de si e ganhou mais uns pontinhos rumo ao Tri.

Felipe Massa (8/10), qualquer equipa da frente quer um piloto assim! Este engole sapos atrás de sapos, mas hoje deu uma estalada de luva branca à própria equipa, mas que grande corrida fez Massa, mesmo depois da penalização voluntária, que ele próprio aceitou, logrou terminar atrás do seu companheiro de equipa! Grande corrida Massa, espero que para o ano não sejas tão flexível!

Jenson Button (8/10), não fosse o problema na qualificação e Button poderia ter almejado um resultado melhor. Excelente corrida, boa recuperação, ultrapassou onde devia ultrapassar e desta vez não foi “macio”, como havia sido com Vettel em Abu Dhabi, hoje mostrou as garras a Raikkonen e protagonozou uma ultrapassagem muito bonita!

Fernando Alonso (7/10), corrida tranquila para o espanhol, beneficiou e de que maneira da estratégia de penalizar Massa, mas já não se livra desse rótulo, se uns acusavam Schumacher de ter sido campeão com essas tácticas, agora podem começar a acusar Alonso, não só do caso “Nelsinho Gate”, mas deste ano também, pois não foi a primeira vez que isto se sucedeu!
Raikkonen e Grosjean (7/10), estiveram ambos muito bem, boa corrida! A pergunta que fica no ar é, onde se colocaria Grosjean se não tivesse feito aquele pião?!! Mas mesmo assim a Lotus mostra consistência, Raikkonen mais uma vez termina nos pontos (16º seguida) e está em terceiro do Mundial. À Lotus basta um pequeno passo para lutar por campeonatos, conseguirão para o ano?? fica a pergunta..
Nico Hulkenberg (6/10), depois do desastre em Abu Dhabi, Nico voltou às boas exibições, eclipsando o seu companheiro de equipa!! Será que na Sauber vai ter mais chances….julgo que não!!
Williams, Maldonado e Senna (6/10), bom fim de semana, bastante competitivos, acabaram nos pontos e mostraram uma Williams a caminhar na estrada certa, vamos lá ver se esta performance de ambos chegou para os manter em 2013!

O Mau do fim de semana,

Sauber, Perez e Kobayashi (4/10), até que não fizeram uma corrida má, mas tem muitos altos e baixos, podiam ser mais consistentes e isso revela que o pacote geral da equipa só funciona em alguns circuitos o que se denota uma má preparação da época!!

Mercedes (4/10), depois de uma sessão de treinos prometedora, a corrida sai toda do avesso, muito mau para um gigante mundial, e mais, os motores Mercedes são do melhor que a F1 já viu, mas o pacote geral da equipa simplesmente não está lá. Para o ano tudo vai ser cobrado a esta equipa, mas tudo mesmo, estará Hamilton à altura do desafio?? a ver pelo desempenho de hoje julgo que sim!

Paul Di Resta (4/10), perdeu gás na parte final do ano e viu o seu comapnheiro de equipa, Nico Hulkenberg ganhar a batalha interna, esperava mais deste escocês, mas parece-me que já está a trabalhar para 2013, parece-me!!
Nico Rosberg (3/10), lembre-se que este piloto já ganhou este ano! Já fez uma pole!! mas simplesmente não está lá, apenas a cumprir calendário, se este ano foram favas contadas em relação a Schumacher, para o ano terá Hamilton, osso bem mais duro de roer!!
Michael Schumacher (2/10), ……..

HRT (2/10), faz os mínimos para participar nos GP’s, já chega desta palhaçada! Que vendam a equipa o mais rápido possível, é que enquanto a Caterham e a Marrussia mostraram algum desenvolvimento, estes pobres coitados não fazem nada, ou melhor, fazem, estorvam quem está ali para ganhar!!! Muito mau!!
FIA (2/10), estava tudo a correr bem, excelente GP, mas a escolha da data, a táctica usada pela Ferrari, só mostra o quão frágil esta instituição é! Jean Todt nada acrescentou e Bernie continua a fazer o que quer e bem lhe apetece!! Não sei se este organismo irá sobreviver quando Ecclestone pendurar as botas…tenho sérias dúvidas!

Momento do fim de semana, 

Claro que o momento do fim de semana é a Red Bull Campeã do Mundo de constructores pela terceira vez consecutiva (2010/2011/2011), é a equipa mais jovem a consegui-lo!! Parabéns Adrian Newey, Chris Horner e aos demais trabalhadores da equipa!!

Uma Palavra para a FIA,

FIA FIA FIA, Bernie Bernie Bernie, então vocês querem voltar ao mercado norte americano, sim senhor, eu apoio, é importante para a saúde económica da F1, mas escolheram logo o fim de semana do “Grande Final” da NASCAR para realizarem o GP dos EUA, mas vocês estão malucos??!! É que a NASCAR no que ao desporto motorizado diz respeito, é Rei, não há hipoteses de os americanos preferirem a F1, mas nem de perto nem de longe!! E não podiam adiar porque para a semana é o fim de semana do “dia de acção de graças” nos EUA!! No mínimo ridículo!!

Sabotando o companheiro de equipa em ordem de melhorar a posição do outro não é desportivismo, sim, nós não temos nada a ver com decisões internas nas equipas, mas quando isso baralha uma grelha de partida aí sim, temos de fazer voz! Eles limitaram-se a seguir o regulamento, por isso este apresenta falhas, há que revê-lo, na minha opinião um piloto ou equipa só deve mudar o material ou partes do carro e receber a penalização adequada quando este não conseguir sair das boxes pelos seus próprios meios, ou seja, esteja avariado! Agora estando o carro em plenas condições e fazer esta jogada táctica tira a veracidade da modalidade, é falsear a verdade desportiva! Inadmissível!

Curiosidades,

– O único signo do Zodíaco que ainda não foi campeão de F1, é o Touro! O mais vencedor é o Carneiro!

– Os GP’s de Inglaterra e de Itália são os únicos a fazerem parte do mundial de F1 desde 1950, por isso considerados as “mecas” da F1!!

– Os únicos pilotos a serem campeões do mundo apenas com uma vitória foram o americano Mike Hawthorn em 1958 e o sueco Keke Rosberg em 1982!!

Rumo ao Brasil para a decisão final do ano de 2012,

Até lá fique connosco, Nuno Leite Castro a voar baixinho com o 16 Válvulas!!

Formula1 – Gp India – Crónica by Nuno Leite Castro no 16Válvulas

Bruno Senna faz 8/10

GP da Índia 2012, segunda edição. Com o mundial a aproximar-se do fim a Índia recebe a 17ª prova, num circuito com tecnologia de ponta, com um layout engraçado de apenas 16 curvas, relativamente curto, 1m25 segs de média por volta, onde a maior exigência será mesmo o controlo do desgaste dos pneus! Novidade para este GP são as duas zonas de DRS o que deverá dar mais interesse à corrida!!!

Vettel chega líder a este GP, com um Red Bull dominador, conseguirá o jovem alemão alcançar a 4ª vitória consecutiva? ou irá Fernando Alonso tirar um coelho da cartola e baralhar de novo as contas? Estará a McLaren mais focada para 2013, ou ainda poderá dar o título a Hamilton?

Na Qualificação,

Como seria de prever, a Red Bull e Sebastian Vettel dominaram mais uma vez os treinos livres e a qualificação! A Red Bull fez a sua 3ª dobradinha seguida na frente da grelha de partida, com Vettel (1º) e Webber (2º) o que constitui um recorde para a equipa do touro vermelho. Vettel com esta pole position alcança a sua 35ª da carreira sendo já o terceiro melhor de sempre na F1 nessa categoria, atrás dos lendários Ayrton Senna e Michael Schumacher.

Esta tabela classificativa para a grelha de partida, espelha bem o momento actual da F1 e onde as equipas se encontram, a Red Bull deu o passo em frente e abriu uma pequena vantagem na frente, como eu tinha previsto, a segui-los estão os McLaren de Lewis Hamilton (3º) e Jenson Button (4º) que demosntraram bom andamento, mas que para qualificação não chega para os Red Bull. A seguir aparecem os dois Ferrari de Alonso (5º) e Felipe Massa (6º).

Depois aparece Kimi Raikkonen (7º) que parece que não vai conseguir a tão desejada vitória neste seu ano de regresso à F1, mas nunca é de descartar este finlandês que nos treinos de stints longos mostrou bom andamento e provavelmente vai apenas para uma paragem assim como Sergio Perez (8º), mas desconfio que vão todos para essa estratégia, a ver vamos.

A fechar o Top 10, Pastor Maldonado (9º) fez uma boa classificação e mostrou que os Williams este ano são de altos e baixos assim como os Sauber. O Mercedes de Nico Rosberg quedou-se pelo 10º lugar.

Aquela a que se pode chamar de surpresa da classificação foi o facto de Romain Grosjean ficar de fora do Top 10 e o andamento dos Force India, que não conseguiram perceber bem o desgaste dos pneus.

A ver vamos o que se vai passar na corrida, é sabido que Vettel com pista livre controla muito bem a liderança, e Alonso tem pela frente uma tarefa de “David”, pois tem de passar os pilotos mais “chatos” do pelotão, Button, Hamilton e Webber em ordem de manter as esperanças do título.

Na Corrida,

Vettel de ponta a ponta – Humilhação (Take III)

Tudo a postos para a largada da 17ª prova do ano, sinais apagados e os Red Bull largam bem, com Vettel (1º) na frente seguido de Webber (3º). Mas as primeiras 4 curvas foram de alto nível na F1, com Button a largar melhor que Hamilton e a lutar pela posição nessas curvas e Alonso (2º) que vinha de 5º, chegaram a estar os 3 lado a lado no final da recta grande, mas quem saiu melhor foi Button (5º), seguido do espanhol da Ferrari e de Hamilton (4º). Pouco depois Alonso com a ajuda do DRS conseguiu passar Button. Os McLaren simplesmente não conseguiam manter o andamento dos Red Bull e do Ferrari de Alonso.

Atrás deste grupo vinha Felipe Massa (6º) e Kimi Raikkonen (7º) este último esteve, literalmente, as 60 voltas atrás de Massa, se haverá piloto que saiba de cor a traseira do Ferrari, é Kimi Raikkonen, acho que até é capaz de a desenhar para James Allison a observar com mais detalhe. Não foi uma corrida empolgante do ponto de vista do espectáculo, mas viram-se algumas batalhas interessantes, Senna (10º) foi protagonista pela positiva, terminou nos pontos depois de um fim de semana muito positivo, a meu ver o suficiente para manter o lugar na Williams para 2013. Outro piloto que está em alta é mesmo Hulkenberg que mais uma vez termina nos pontos!

Perto do final da corrida Alonso começou a pressionar Mark Webber, pois o australiano estava a ter problemas com o KERS e devido a isso perdia cerca de 0.300 segs apenas no primeiro sector e eventualmente, Alonso, com a ajuda do DRS conseguiu passar o australiano da Red Bull, minimizando assim a perda de pontos para Vettel, estando a diferença agora em 13 pontos.

Hoje foi uma corrida que mostrou que há pilotos com determinação forte e vontade forte de vencer e de fazer mais do que aquilo do que dispõem das máquinas, vamos ver isso mais à frente!

A retirar deste GP fica o excelente desempenho de Sebastian Vettel que igual o feito de Ayrton Senna em 1989, nas últimas 3 corridas, apenas Vettel liderou, mais ninguém andou em primeiro lugar para além de Vettel e o último a consegui-lo tinha sido, o que para muitos é considerado o melhor de todos os tempos, Ayrton Senna.

Mais ainda, Vettel está apenas a 35 voltas de igualar o recorde de Nigel Mansell, o britânico leva 235 voltas consecutivas na liderança, Vettel leva 200 (ultrapassando o recorde de Jim Clark, outra lenda da F1), será mais um recorde batido nesta fantástica época de 2012?

Fantástica mesmo, porque mesmo com 4 vitórias consecutivas, Vettel apenas dispõe de 13 pontos de vantagem, vantagem essa que pode perfeitamente ser anulada numa corrida e ainda faltam 3 para o final! Está ao rubro esta F1 de 2012!

O bom do fim de semana,

Sebastian Vettel e Red Bull (10/10), simplesmente perfeito! 4 corridas, 4 vitórias e 3 delas liderando todas as voltas do GP. Tendo um piloto como Vettel, que é perfeito a andar com pista limpa e com um carro tão perfeito como o Red Bull o resultado só podia ser este! Parabéns a Adrien Newey, o obreiro desta obra prima, (como dizia Alonso, nós estamos a lutar contar a Newey) e Chris Horner!

Fernando Alonso (9/10), se ainda há pessoas que não percebam o que determinação no desporto significa, esta performance de Alonso explica-o na perfeição! O espanhol estaria no início do GP a pensar em como fazer uma omelete sem ovos, pois ele conseguiu fazer essa omelete, atacou desde início, arriscou em ter menos downforce na recta e isso revelou-se muito importante para o desfecho do GP. Termina em 2º e arrasta o sonho de ainda ser campeão do mundo em 2012!

Bruno Senna (8/10), excelente fim de semana para Bruno Senna. Para quem não segue tão atentamente a F1, recorde-se que Senna, cede sempre o seu lugar a Bottas nos treinos livres de sexta-feira, ou seja tem uma hora e meia a menos de treino de corrida que os demais pilotos e principalmente para o seu companheiro de equipa. Essa hora e meia permitia-lhe um melhor set up tanto para a qualificação como para a corrida, é de louvar a performance de Senna, e calculo que tenha arranjado um lugar para 2013, não sei se será na Williams, mas os outros chefes estão atentos!

Nico Hulkenberg (7/10), mais um excelente resultado para este alemão! Passou o colega de equipa na tabela de pilotos e mostra serviço consecutivamente. Não sei se vai para a Sauber, mas seria um passo igual, ou seja, estar na Force India ou Sauber em termos de grelha será o mesmo. Mas que ele é bom, lá isso é!

Felipe Massa e Grosjean (5/10), estes dois pilotos que muito são criticados por diferentes razões, voltaram a fazer uma boa corrida. O brasileiro que aguentou um dos melhores pilotos do pelotão atrás de si durante toda a corrida e pontuou novamente, mais pontos que ele nesta segunda metade do ano, só mesmo Vettel. O francês, atinou com as largadas e fez um primeiro stint muito longo, conseguindo assim terminar nos pontos.

Kimi Raikkonen (5/10), apenas o ponho aqui porque mais uma vez termina um GP, mais uma vez pontua, o que faz dele o piloto mais consistente no que nessa matéria diz respeito. Porque ficar 60 voltas atrás de Massa sem tentar pelo menos uma vez a ultrapassagem é muito pouco para quem dizia que o titulo era uma realidade. Pontuou assim como Grosjean, mas depois deste GP a Lotus está arredada da luta pelo título de construtores de 2012.

O mau do fim de semana,

Hamilton, Button e Mclaren (4/10), a McLaren já está a pensar em 2013, foi essa a sensação que me deu, tanto durante os treinos como na corrida, deixou-se bater pelo Ferrari menos capaz de Alonso. Button sai da India sem hipóteses matemáticas de ser campeão. Muito mau para uma equipa que a determinado ponto do ano fez 3 vitórias consecutivas e parecia o carro mais veloz do pelotão! Hamilton a continuar assim só mostra que já está desligado da McLaren e vice-versa!

Sergio Perez (4/10), desde que assinou pela McLaren não voltou a fazer um bom resultado! Este já está com pensamento em 2013 e não está a honrar a equipa que serve no momento.

Pastor Maldonado (4/10), com mais hora e meia de treino do que Senna, terminou em 16º, fruto também de uma ultrapassagem mal calculada a Kobayashi onde lhe provocou um furo. É aqui que se comparam os pilotos, Senna e Maldonado, sim o venezuelano já ganhou este ano, mas de consistência não tem nada!

Michael Schumacher (3/10), mais uma vez não termina um GP, já é a oitava desistência. Mais uma vez estragou a corrida de Vergne e logo na largada. Este piloto é uma sombra do que já foi, mas também é diferente andar no meu do pelotão! Pior ainda, está a ser investigado por não respeitar bandeiras azuis, pois Schumacher, andar atrás não é fácil, tu que tanto criticavas essa situação, agora estás a comer do prato onde….

Assim de repente, que me lembre sobre campeões do mundo que ganharam com um carro menos capaz, Ayrton Senna em 92 e 93, Damon Hill em 98. Por estas razões Schumacher dá azo àqueles que o criticam a ele e à sua folha imaculada. Estragou tudo com este regresso!

Momento do fim de semana,

A vitória de Sebastian Vettel, sem dúvida, não só porque o coloca na auto-estrada do título, mas porque é a 4 consecutiva do ano, é o 3º GP consecutivo a liderar todas as voltas e a questão é, onde vai parar este Red Bull?! Fantástico!

Uma Palavra para a FIA,

Foi um fim de semana tranquilo, sem incidentes de maior. Não acredito que Schumacher tenha feito de propósito na largada para acertar em Vergne, por isso não vi ali motivos para uma penalização, concordo com a FIA. Já na situação de Schumacher e as bandeiras azuis, acho que deviam ser resolvidas neste GP e não serem investigadas para o próximo GP, isso é relativo a este GP e devia ser punido neste GP, tão simples quanto isso. Em relação a Maldonado e Kobayashi, também penso que não haverá lugar a penalização, incidente de corrida.

Curiosidades,

– Sabia que esta foi a 200ª vitória dos motores Renault na F1. Depois da 200ª pole position a 200ª vitória, está em alta este motor Renault.

– Por falar em 200, Jenson Button fez a 200ª volta mais rápida para o Reino Unido na F1.

– É também o 55º GP consecutivo da McLaren a pontuar, um recorde na F1 e já que falamos da McLaren, desde 1981 que durante uma época, um piloto de Woking vai ao pódio, é obra!

Foi um GP da Índia muito interessante, embora só Alonso ganhou posições em relação à grelha de partida dentro do Top 7. Por aqui se vê que não houve assim muita movimentação na frente, mas andaram juntinhos e tudo podia acontecer até à bandeira de xadrez.

A caminho de Abu Dhabi, mais um citadino no calendário, onde calculo que Vettel dará a machadada final no campeonato de 2012, mas como a determinação por vezes dá frutos, pode ser que Alonso faça uma surpresa!

Até lá fique connosco, Nuno Leite Castro a voar baixinho com o 16 Válvulas!

NLC©2012

Nuno Tordo , Campeão 2012 de TT em entrevista exclusiva ao 16Válvulas

O andamento de Campeão: Nuno Tordo
O andamento de Campeão: Nuno Tordo

Mais um campeão em entrevista no 16Válvulas!

Hoje apresentamos o mais recente campeão de TT na Categoria T2 , Nuno Tordo.

Depois do Campeão à geral , Miguel Barbosa , hoje apresentamos o piloto que na Baja de Idanha-a-Nova conquistou o título na cataegoria T2.

Nos próximos minutos vamos ficar a conhecer as impressões do nóvel campeão e da forma como abordou a prova que lhe permitiu finalmente o título.

Quanto a 2013 …nesta entrevista podemos ficar a conhecer alguns detalhes…

Em suma: mais um campeão em entrevista que não deve per der por nada!

Cliquem aqui para ouvirem e subscreverem o Podcast do 16Válvulas