Dunlop analisa primeiro semestre da temporada


Durante a pausa a meio da temporada do Campeonato do Mundo de Motociclismo, olhamos para os aspetos mais interessantes de 2014 sob a perspetiva dos pneus.

Dunlop
Dunlop

Tendências na escolha de pneus

Os pilotos arriscaram menos este ano. Analisemos quem escolhe o quê e por que o faz.

Durante 2013, os seis principais pilotos do campeonato escolheram os mesmos pneus oito vezes em 17 corridas. Nesta época, até ao momento, a variedade é muito menor, com os seis principais pilotos a escolheram uma opção diferente apenas duas vezes.

Na Argentina, Luis Salom terminou em terceiro lugar, despois de ter eleito um composto suave (997) para o pneu traseiro, por comparação ao extra duro 067. O pneu 997 foi também a escolha de Rabat e Corsi em Mugello, que terminaram em primeiro e quarto lugares respetivamente, enquanto os restantes finalistas optaram pelo composto médio.

Clinton Howe, Diretor de Operações de Moto2 e Moto3 explica o motivo: “No ano passado o nosso objetivo era disponibilizar duas opções idênticas entre as quais os pilotos pudessem escolher. O nosso trabalho tem sido contínuo e neste momento estamos focados em aumentar a janela operacional dos nossos pneus. Isto significa que os pneus que temos atualmente em pista são muito mais versáteis do que eram há um par de anos atrás e que se adaptam a mais condições. Um piloto com experiência e que se sente confortável com os pneus, pode concentrar-se em otimizá-los, fazendo os ajustes necessários à sua moto, em vez de os mudar. As variáveis são menores se optarem por manter os pneus que já conhecem”

Duro e rápido

De uma maneira geral, os pneus de 2014 são “mais duros” do que os homólogos de 2013. Por norma, os pilotos evitavam pneus mais duros porque considerarem que tinham menos aderência ao piso, sendo “mais lentos” do que os macios. A vitória em Sachsenring foi alcançada com a mais recente geração de pneus estra duros e a corrida foi mais rápida em sete segundos do que a de 2013, onde se utilizaram compostos mais macios.

Conceito para a corrida – mais rápido que nunca

O trabalho de desenvolvimento da Dunlop é um processo contínuo no qual se integra rapidamente o feedback obtido durante as provas. Os testes na Ilha Phillip, que decorreram em março, resultaram na introdução, em junho, em todas as corridas dos novos pneus extra duros 25-067. Enquanto os pilotos estão concentrados no segundo semestre da época, a Dunlop já está a trabalhar nas especificações para 2015, tendo em vista melhorias futuras.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s