#Moto2 GP USA – Crónica Aires Pereira


Maverick Viñales
Maverick Viñales

Ainda houve um susto com a corrida a ser atrasada por breves pingos que caíram em Austin, mas acabou por ser declarada corrida seca sem que voltasse a pingar. Maverick Viñales acabou por surpreender tudo e todos com uma prova de mestre levando para casa o primeiro lugar. O campeão de Moto3 mostra assim que não está em Moto2 para “ver passar os carros eléctricos”!

 

Esteve Rabat vinha para Austin defender o seu favoritismo ao título de Moto2. E de facto manteve-se sempre entre os primeiros tempos tendo mesmo obtido a pole position. Zarco e Aegerter ficavam logo atrás com o segundo e terceiros tempos sendo esta a formação da primeira linha da grelha para a prova de Domingo. Simeon, Zarco e Luthi ficavam também com boas prestações enquanto Viñales se ficava pelos lugares seguintes junto com um Nakagami que nunca se encontrou ao longo do fim-de-semana.

À semelhança de Moto3, também a prova de Moto2 viu a prova começar com um acidente em massa logo na primeira curva, onde a linha ideal não dá muitas opções. E com 35 motos em pista difícil seria que tal não acontecesse, em face da competitividade sempre observada nesta classe.

Se bem que haja sempre novidades em Moto2 existe uma mão cheia de pilotos que em face das provas no Qatar e agora em Austin, já se percebeu que andam sempre lá na frente. É obviamente o caso de todos os pilotos acima mencionados que criaram o grupo da liderança. Simeon liderava então a corrida quando um erro o faz seguir em frente. Com isto Aegerter herda a liderança com Kallio e Rabat envolvidos numa luta titânica. Essa luta só foi desfeita quando Viñales resolveu que na frente é que estaria bem e passa ambos os pilotos na perseguição de Aegerter. Com essa alteração na classificação Rabat consegue suplantar Kallio e ir à procura de Viñales que entretanto já seguia colado a Aegerter. Para trás ficava Simeon que depois do erro tinha caído para a 5ª posição. Sem argumentos Aegerter cede à pressão de Viñales ficando então à mercê de Rabat que vinha em perseguição do 2º posto. Enquanto Viñales solidificava a liderança arrancando décimas de segundo volta após volta Aegerter voltava a ceder, desta feita para Rabat ficando com Simeon mesmo atrás. Viñales viria a conseguir garantir o primeiro lugar na corrida com Rabat logo atrás enquanto Aegerter muito seguro levava Simeon a ir para lá das suas capacidades perdendo-se na última volta com uma saída de pista. Foi uma boa corrida, sem grandes lutas mas com uma excelente vitória de Viñales que assim sobe ao segundo posto na classificação geral. Assim ao fim de duas provas nota-se algo que é inédito em Moto2. A Kalex ocupa presentemente as três primeiras posições do mundial.

 

1º Esteve Rabat – Kalex (45 pts), 2º Maverick Viñales – Kalex (38 pts), 3º Mika Kallio – Kalex (33 pts)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s