Qatar (Dubai) – Gp Moto3 2014 , crónica by Aires Pereira


Chegada com Miller, Marquez, Miguel, Vazquez, Rins e Kornfeil
Chegada com Miller, Marquez, Miguel, Vazquez, Rins e Kornfeil

Que grande inicio de campeonato. Ainda é muito cedo para dizer, mas à primeira vista parece que a classe mais baixa do mundial mostrou uma maior homogeneidade entre o pelotão com a Honda a responder bem à KTM e a Mahindra (agora com 8 motos) a surgir em pleno e com boas hipóteses de discutir a classificação final e mesmo talvez uma vitória. E Miguel Oliveira deu o mote para, o que se espera uma grande época!

Que grande pedrada no charco esta performance da Honda na primeira corrida da época 2014. Durante os treinos livres a marca da asa dourada foi aproximando-se dos melhores tempos, que iam ficando na posse da KTM até à qualificação onde cilindrou a marca austríaca com 1º e 2º tempo de Rins e Marquez. Miller mostrava também uma boa habituação à sua nova equipa e moto KTM bem como ambos os pilotos da Calvo Team, também com motores KTM. Fenati, na Sky VR46 (equipa de Valentino Rossi) deixou algo a desejar na qualificação e corrida depois de ter andado na frente nos primeiros treinos livres. Miguel Oliveira nunca conseguiu que a sua Mahindra subisse acima do Top Tem tendo obtido o 11º tempo na grelha de partida. À frente partiriam então Rins, Marquez e Miller.
O início da corrida foi desastroso para Rins que passou da pole position para o meio do pelotão. Miguel também não fez melhor e desceu duas posições. Quem tratou de não perder os trunfos ganhos nos treinos foram Miller e Marquez que rapidamente se distanciaram cavando um fosso para o pelotão que chegou a ter mais de 2 segundos de diferença. Tanto Rins como Miguel iniciaram então a árdua tarefa de recuperar posições com ambos a chegarem ao pelotão da frente, na altura constituído por Viñales, Vazquez, Kornfeil, Antonelli, McPhee, Fenati e Kent. De resto diga-se que a diferença nunca foi muita para os restantes pilotos. Miguel a Rins acabariam por descolar deste pelotão levando com eles Vazquez e Kornfeil enquanto Marquez e Miller iam perdendo tempo com as ultrapassagens um ao outro. Foi deste modo que a duas voltas do fim o pelotão da frente tinha os protagonistas todos juntos, ou seja 6 pilotos a lutar pelo primeiro lugar. Estas duas últimas voltas foram férteis em ultrapassagens com Marquez a conseguir recuperar de uma saída larga e a acabar colado a Miller. Vazquez (cuja Honda parece ter turbo, tal era a diferença na recta da meta) conseguiu a 3ª posição 0.015 seg à frente de Miguel que mesmo no cone de ar de Marquez não conseguiu velocidade suficiente para chegar ao pódio.
Como conclusão e após este GP pode dizer-se que as KTM viram o seu domínio posto em causa, não só por via das Honda (repito, grande surpresa) mas também as Mahindra (pelo menos a de Miguel Oliveira) o que só traz mais emoção ao campeonato. Aguarda-se com muita expectativa a próxima corrida em Austin, USA.

1º Jack Miller – KTM (25 pts), 2º Alex Marquez – Honda (20 pts), 3º Efren Vazquez – Honda (16 pts)…4º Miguel Oliveira – Mahindra (13 pts)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s